Ibovespa recua 0,45% em dia pesado para as ações da Petrobras

MERCADO


Bolsa
Ontem o Ibovespa fechou com queda de 0,45% aos 119.696 pontos e giro financeiro de R$ 33,6 bilhões (R$ 27,6 bilhões à vista). Pesou sobre o mercado a queda das ações da Petrobras (4,44% nas ON e 3,14% nas PN). A divulgação de um fato relevante da empresa afirmando que havia alterado< em junho/20, a periodicidade da aferição da aderência entre o preço doméstico e o internacional contribuiu para derrubar o papel. No final do dia a empresa anunciou um reajuste nos preços de combustíveis. Isso acontece no momento em que o governo busca uma maneira de conter avanços neste setor sem ter uma conotação de interferência na política de preços da empresa. Hoje as bolsas caem na Europa e os futuros de NY também indicam baixa, com uma repetição de assuntos tendo ao centro o pacote de estímulos que não sai do papel. A agenda econômica de hoje traz a primeira prévia do IGP-M e a inflação de janeiro pelo IPCA. O Ibovespa pode ter acomodação com noticiário sem novidades e a discussão sobre o auxílio emergencial ainda não concluída.

Câmbio
A moeda americana encerrou ontem cotada a R$ 5,3575 com queda de 0,38%sobre o dia anterior (R$ 5,3778).

Juros
O mercado de juros futuros mostrou no fechamento a taxa do contrato de DI em 3,41% ante 3,427% na sexta-feira e para jan/27 a taxa passou de 6,984% para 7,03%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Duratex (DTEX3)
Forte crescimento no lucro líquido de 2020 e aprovação de JCP e dividendos

A companhia divulgou os resultados de 2020 com lucro líquido de R$ 281,4 milhões no 4º trimestre, crescimento de 76,4% sobre o 4T19 e no acumulado do ano o resultado foi de R$ 528,2 milhões (+92% sobre 2019).

Os resultados expressivos refletem um crescimento da demanda por materiais de construção, maior nível de utilização da capacidade instalada das fábricas que permitiram a diluição de custos fixos.

Houve crescimento forte nos volumes expedidos do 4T20 e em 2020, comparado aos mesmos períodos anteriores. Com isso a receita liquida cresceu 27,4% no 4T20 somando R$ 1,89 bilhão e R$ 5,89 bilhões no ano (+17,3%).

A margem bruta teve uma melhora significativa nos dois períodos comparativos fechando o ano em 31′,5% contra 25,8% em 2019.

A Dívida Líquida da Companhia encerrou o ano em R$ 1.48 bilhão, R$408,0 milhões abaixo do apresentado no 3T20, o que resultou na queda do índice de alavancagem para 1,15x (Dívida Líquida / EBITDA Ajustado e Recorrente dos últimos doze meses).  Grande parte da dívida total está no longo prazo e representa 28,5% do patrimônio líquido no final do ano.

Destaque positivo para a forte geração de caixa operacional no período.

Dividendos – A empresa aprovou o pagamento de Juros sobre o capital no valor de R$ 0,3143 (valor bruto) e dividendos de R$ 0,4344 por ação, ficando ex-direito no dia 18/02.

  • Os valores serão pagos de acordo com a posição acionária do dia 17 de fevereiro, e a partir do dia 18, os papéis passam a ser negociados ex-direitos.
  • O crédito aos acionistas será realizado no dia 26 deste mês.

A ação encerrou ontem cotada a R$ 21,22 com alta de 11,4% no ano.  Com base nesta cotação, o retorno líquido para os acionistas será de 3,30%.


São Martinho S.A (SMTO3)
Lucro líquido de R$ 272 milhões no 3T21 (safra 2020/21) e de R$ 720 milhões no 9M21

A São Martinho registrou um lucro líquido de R$ 272 milhões no 3T21 (ano safra 2020/21) que se compara a R$ 343 milhões de igual trimestre do ano anterior. Nesta base de comparação o Lucro Caixa somou R$ 307 milhões, 16% abaixo do lucro caixa de R$ 366 milhões do 3T20 (safra 2019/20).

No acumulado de 9M21 ante o 9M20 o lucro cresceu 45% para R$ 720 milhões. Já o lucro caixa do acumulado da safra cresceu 40% para R$ 768 milhões.

Em 31 de dezembro de 2020, as fixações de preço de açúcar para o 4T21 totalizavam o volume de 332 mil tons de açúcar, o que representa 85% da cana própria, a um preço de R$ 1.505/ton. Para a safra 2021/22, as fixações totalizavam 703 mil tons de açúcar (aprox.. 61% da cana própria, a um preço de R$ 1.530/ton.). Para a safra 2022/23, as fixações totalizavam 100 mil tons de açúcar, equivalente a 9% da cana própria, a um preço de R$ 1.745/tonelada.

Os investimentos somaram R$ 434milhões no 3T21 e R$ 908 milhões no 9M21. Ao final de dezembro de 2020 a dívida líquida da companhia era de R$ 2,8 bilhões (1,3x o EBITDA)


Porto Seguro (PSSA3)
Lucro líquido de R$ 409 milhões no 4T20 e de R$ 1,7 bilhão em 2020

A Porto Seguro registrou no 4T20 um lucro líquido de R$ 409 milhões, 10% acima do 4T19 (R$ 371 milhões), reflexo do crescimento de 13% do resultado operacional de seguros impactado positivamente pela redução de sinistralidade; aliado a melhora do resultado financeiro consolidado (+11%) e que no conjunto, compensaram o menor resultado operacional de outros negócios (com queda de 29% entre os trimestres). O ROAE manteve-se em linha, sendo de 20,1% no 4T19 e 20,0% no 4T20.

No acumulado de 2020 o lucro líquido cresceu 22% ante 2109 somando R$ 1,7 bilhão, com +2,3pp no ROAE que alcançou 21,6%. Destaque para o resultado operacional de seguros (+87%) e o resultado financeiro consolidado (+26%). Segundo a companhia, “excluindo o efeito do excesso de capital e considerando uma remuneração de 100% do CDI para os investimentos, a rentabilidade anualizada sobre o patrimônio seria de 24,1% em 2020”.

A empresa tem mantido índices de renovação elevados e segue agregando vendas novas a sua carteira, ampliando seus base de clientes e com avanço no processo de transformação digital. Sua estratégia busca a otimização dos custos, melhora de eficiência operacional e maior rentabilidade.

Seguimos com recomendação de COMPRA para PSSA3 e Preço Justo de R$ 65,00/ação que traz um potencial de alta de 30,4% quando comparado a cotação de R$ 49,86/ação.


Cosan S.A. (CSAN3)
Aquisição da Biosev

A Cosan informou ontem (08/02) que, sua controlada Raízen Energia S.A., em conjunto com a Raízen Combustíveis S.A. celebrou contrato de aquisição com a Biosev S.A. e a Hédera Investimentos e Participações S.A. na qualidade de acionista controladora da Biosev.

Através do contrato de aquisição a Raízen concordou em, sujeito aos termos e condições nele estabelecidos, adquirir até 100% das ações de emissão da Biosev.

Trata-se de uma combinação de negócios envolvendo uma troca de ações, com emissão de 3,5% de ações preferenciais (não resgatáveis) da Raízen, e um valor pago em dinheiro (R$ 3,6 bilhões) para refinanciamento da dívida da Hédera de forma eficiente. Nesse contexto, após a conclusão da Operação, a alavancagem da Raízen, medida pelo índice Dívida Líquida/EBITDA, será preservada.

Adicionalmente, haverá emissão de 1,4999% em ações preferenciai resgatáveis, por um valor simbólico, e uma estrutura de Earn-out (após o 5º ano e limitado a R$ 350 milhões), com objetivo de dividir eventuais variações no preço de açúcar e etanol.

Essas Ações Resgatáveis e o Earn-out deixarão de existir quando ocorrer um evento de liquidez da Raízen.

A expectativa de Fechamento da Operação é que a mesma ocorra dentro dos próximos 6 (seis) meses. Com a operação a Biosev não terá suas ações negociadas em bolsa,

Vemos a operação como positiva e que agrega valor na cadeia de açúcar/etanol e geração de energia da companhia. Ganhos fiscais e de sinergia (embora ainda não quantificados), são esperados. Com a divulgação da operação ontem (08/02) a ação CSAN3 registrou alta de 8,57% para R$ 85,49/ação.


Petrobras (PETR4)
Evolução no processo de venda das refinarias

Na manhã de ontem, a empresa deu mais informações sobre a venda de refinarias, sendo que para a Refinaria Landulpho Alves (RLAM) a negociação está praticamente fechada. O encaminhamento da negociação destas refinarias é uma notícia positiva para a Petrobras, que deve receber um montante bastante elevado de recursos com as vendas, permitindo uma expressiva redução do endividamento.
• A Petrobras informou que concluiu a rodada final da fase vinculante para a venda da RLAM e ativos logísticos associados, na qual a Mubadala Capital apresentou a melhor proposta (US$ 1,65 bilhão). Para a assinatura do contrato ainda falta a aprovação dos órgãos competentes das empresas;
• No entanto, para a venda da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (REPAR), a Petrobras considerou as ofertas vinculantes abaixo da avaliação econômico-financeira e por isso decidiu encerrar as negociações.


Randon (RAPT4)
Potencial investimento em empresa de serviços

A companhia informou ontem, que assinou com a Delta Global Assistance Serviços um Contrato de Mútuo com Opção de Conversibilidade em Participação Societária no valor de R$ 13 milhões.
• Com esta operação, a Randon pretende “ampliar a oferta de soluções no ecossistema de logística e transporte, expandindo a base de clientes e priorizando a tecnologia e as sinergias em serviços financeiros”. No Randon Day, realizado em dezembro/20, a empresa já havia informado que pretende aumentar sua oferta de serviços;
• A Delta Global Assistance Serviços está sediada em Porto Alegre (RS) e trabalha na gestão de assistência 24 horas, principalmente para caminhoneiros e frotistas. Estes serviços incluem guincho, pane elétrica e mecânica, troca de pneu, chaveiro, hospedagem e outros.


Multiplan (MULT3)

Retomada das operações do RibeirãoShopping e do ShoppingSantaÚrsula, em Ribeirão Preto (SP)

Em fato relevante no domingo, as Multiplan comunicou a retomada das operações nos dois shoppings em Ribeiro Preto (RibeirãoShopping e ShoppingSantaÚrsula). Com a retomada das operações em Ribeirão Preto, todos os 19 shopping centers da Companhia estão operando simultaneamente – ainda que com restrições.

Com a pandemia, o Ribeirão Shopping registrou uma queda de 57,9% na receita com locação nos 9M20, somando R$ 16,7 milhões contra R$ 39,8 milhões nos 9M19.  O Shopping Santa Úrsula perdeu 13,4% de receita nos 9M20, encerrando com R$ 3,4 milhões. Nos 9M20, a Multiplan registrou queda de 45,1% na receita com locação passando de R$ 710,0 milhões nos 9M19 para R$ 389,7 milhões no ano passado.

Na sexta-feira a ação MJLT3 encerrou cotada a R$ 21,84 com queda da 7,2% no ano.


Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Análises Gráficas >>> 


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.