Ibovespa cai 0,48% acumulando perda de 2,84% na semana

MERCADO


Bolsa
As bolsas mostraram instabilidade na semana passada, com destaque para Nova Yorque com o recuo do Nasdaq. Do lado doméstico o desempenho do Ibovespa foi negativo na semana (- 2,84%) com perda 0,48% na sexta-feira, fechando aos 98.363 pontos.  O giro financeiro foi de R$ 28,4 bilhões (R$ 26,0 bilhões no à vista). Esta semana abre com agenda carregada com destaque para o índice de atividade econômica (IBC-Br) de julho, balança comercial semanal, além dos dados do Boletim Focus. Na zona do euro sai a pesquisa de projeções econômicas para setembro e a produção industrial de julho. As bolsas internacionais mostram alta modesta nesta manhã após uma semana de queda. Destaque para os avanços em direção a um vacina para o vírus. A Pfizer passou uma expectativa de ter o medicamento até o final deste ano e a AstraZeneca retomou as pesquisas para sua vacina. O mercado aguarda a do Federal Reserve na quarta-feira, que pode dar uma direção sobre a política econômica dos EUA.

Câmbio
A moeda americana encerrou a sexta-feira praticamente estável passando de R$ 5,3194 para R$ 5,3193. Esta semana o dólar pode ter uma movimentação dependendo do resultado da decisão de política monetária do Federal Reserve. Na sexta-feira (04/09) a cotação do dólar foi de R$ 5,3018 no fechamento. Na semana a (alta foi de 0,33%.

Juros
Os juros futuros voltaram a subir na sexta-feira com reflexo negativo vindo do exterior.  O contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/22, fechou com taxa de 2,85%, de 2,843% na quinta-feira e o DI para jan/27 marcou avanço de 6,953% para 6,97%..


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Ser Educacional (SEER3)
Acordo para aquisição do Grupo Laureate por R$ 1,7 bilhão

A Ser divulgou Fato Relevante ontem (13/09) em complemento ao FR divulgado em 19 de julho de 2020, comunicando aos seus acionistas e ao mercado em geral que avançou nas negociações acerca de uma potencial transação envolvendo os ativos do Grupo Laureate no Brasil e chegou a um acordo com a Laureate Education Inc. com relação a uma possível combinação dos negócios da SER e da Laureate no Brasil.

A Transação consiste na aquisição de 100% da participação societária da Rede pela SER, por meio de compra e venda de certo percentual de quotas da Rede com pagamento em caixa , seguida da incorporação da Rede (ou de eventual holding a ser constituída acima da Rede – “NewCo”) pela Ser, com entrega à Laureate de novas ações de emissão da SER.

Como resultado da Transação, 100% das quotas da Rede passarão a ser detidas pela SER.

Nos termos do Contrato, a Parcela em Caixa foi fixada em R$ 1,70 bilhão e a Parcela em Ações foi estabelecida de forma que, no fechamento da Transação, a Laureate receba 44% das ações ordinárias, nominativas da SER.

Na sexta-feira a ação SEER3 encerrou cotada da R$ 14,79 com queda de 46,6% no ano.

O valor de mercado da companhia é de R$ 1,9 bilhão.


Itaú Unibanco (ITUB4)
Aquisição de 1,08% do Itaú CorpBanca por R$ 228 milhões

O Itaú Unibanco Holding S.A. (“Itaú Unibanco”) adquiriu, por meio de sua controlada ITB Holding Brasil Participações Ltda., 5.558.780.153 ações de emissão do Itaú CorpBanca, no Chile, pelo valor de CLP$ 33.138.103.833 (pesos chilenos), correspondente a aproximadamente R$ 228 milhões.

Esta transação decorre do exercício, pelo Corp Group, de uma opção de venda de ações (put option) prevista no acordo de acionistas do Itaú CorpBanca celebrado entre Itaú Unibanco e Corp Group e afiliadas em 1º de abril de 2016. Com isso, a participação do Itaú Unibanco no Itaú CorpBanca passou de aproximadamente 38,14% para aproximadamente 39,22%, sem alterações na governança do Itaú CorpBanca.

De acordo com o comunicado “todas as aprovações regulatórias necessárias foram previamente obtidas, nesta aquisição que cria valor no longo prazo aos acionistas do banco”. Seguimos com recomendação de COMPRA para ITUB4 com preço justo de R$ 32,00/ação.


Odontoprev (ODPV3)
Aprovação de JCP de R$ 13,3 milhões (R$ 0,025/ação)

O conselho de administração da Odontoprev aprovou o pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) no valor bruto de R$ 13,304 milhões, o equivalente a R$ 0,025083200 por ação.

”              Terão direito ao pagamento acionistas que constam na base da companhia em 16 de setembro.

”              As ações serão negociadas “ex-dividendos” a partir de 17 de setembro.

”              A data do pagamento será em 7 de outubro.

Na sexta-feira a ação ODPV3 encerrou cotada a R$ 12,24 com queda de 25,8% no ano. O retorno para os acionistas é de apenas 0,2%.


CCR (CCRO3)
Melhora nos dados operacionais dos aeroportos

Divulgados na noite da última sexta-feira, os dados operacionais da empresa, até o dia 11 de setembro (quinta-feira passada), mostraram expressiva piora nos números do tráfego comercial, mas boa melhoria na movimentação dos aeroportos.

· O tráfego consolidado da CCR (sem a ViaSul) entre os dias 3 e 11 de setembro, comparado ao mesmo período de 2019, teve uma diminuição de 2,1%. Este número foi comprometido pelas reduções de 4,3% na movimentação de veículos de passeio e 0,3% nos comerciais;

· Os maiores impactos negativos da crise provocada pela pandemia de Covid-19, continuam nos segmentos de Mobilidade Urbana e Aeroportos. Na CCR Mobilidade, o número de passageiros transportados no período de 4 a 11 de setembro a caiu 58,0%, um número melhor que na semana anterior, que tinha sido de -55,2%. Na CCR Aeroportos, a queda no mesmo período foi de 76,9%, percentual menor que na semana passada (-74,9%).


Petrobras (PETR4)
Avanço para a fase vinculante em dois processos de desinvestimentos

Após o último pregão, a companhia informou que iniciou a fase vinculante na venda de cinco empresas de geração de energia elétrica e também em cinco blocos exploratórios

· Nesta fase do processo de desinvestimento, os potenciais compradores receberão instruções detalhadas sobre a operação, incluindo orientações para a realização de due diligence e para o envio das propostas vinculantes;

· A evolução dos processos de venda de ativos é sempre uma boa notícia para a Petrobras. Estes desinvestimentos permitem a redução da dívida e dos investimentos, o que leva a melhores fluxos de caixa e lucro.


Petrobras Distribuidora (BRDT3)
Recomendação do CADE de condenação por prática anticoncorrencial

A empresa informou, após o último pregão, que a Superintendência Geral do CADE emitiu a Nota Técnica em que recomenda a condenação da empresa por suposta discriminação no mercado de querosene de aviação no Aeroporto de Guarulhos.

· Segundo a imprensa, esta investigação começou em 2014, porque uma empresa sentiu-se prejudicada pela Petrobras (BR) Distribuidora e outras empresas, para atuar na venda de querosene de aviação no Aeroporto de Guarulhos;

· Ainda sem uma condenação ou valores de uma eventual multa definidos, esta notícia é marginalmente negativa para a BR Distribuidora.


 

Se preferir, baixe em PDF:

 

 


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.