Ibovespa mostra recuperação com alta de 6,52%.

MERCADO


Bolsa
O Ibovespa iniciou a semana em alta, (6,52%) no fechamento de ontem, aos 74.073 pontos e giro financeiro de R$ 21,6 bilhões. A recuperação nas bolsas estrangeiras deu força à B3, com grande número de ações em alta no dia. A agenda econômica de hoje tem como destaque as vendas no varejo doméstico em fevereiro. As bolsas internacionais abrem a terça-feira em alta na zona do euro e positivas também no fechamento da Ásia, com novos dados indicando redução no número de mortes pelo vírus. Em algumas regiões a expectativa é de que o pico da contaminação já foi atingido ou está próximo. Além disso, já começam as flexibilizações para a retomada das atividades em algumas regiões do mundo. Neste sentido, o Ibovespa pode seguir o rumo das bolsas externas, considerando o número significativo de ações com quedas expressivas nas últimas semanas.

Câmbio
A melhora no humor da bolsa derrubou o dólar de R$ 5,3509 para R$ 5,2821 ontem (-1,29%). O mercado chegou a oscilar com rumores da demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, mas nada aconteceu.

Juros
O mercado de juros futuros acabou impactado pelo noticiário doméstico, A notícia de que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, poderia ser demitido ainda ontem. No final do dia, a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/21 estava em 3,27%, ante 3,17% na sexta-feira, enquanto para jan/27 a taxa caiu de 8,00% para 7,84%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Itaú Unibanco (ITUB4)
Gestão do banco diante da pandemia de Covid-19 e redução do Preço Justo

O Itaú Unibanco realizou ontem (6/abril), teleconferência sobre as medidas implementadas na gestão de suas operações, no atendimento de seus colaboradores e clientes, diante da pandemia de Covid-19. O cenário macroeconômico se mostra incerto, mas o banco espera uma retomada gradual a partir do 3º trimestre, embora reconheça que o PIB de 2020 depende da duração do “lockdown” e do momento e intensidade da recuperação, com suas projeções variando de -0,5% no melhor cenário e queda de 6,4%.

Vemos o banco preparado pra o enfrentamento da crise, através dos investimentos realizados no desenvolvimento das pessoas e em tecnologia. Destaque para sua governança e a adequada gestão dos riscos de mercado, de crédito e de liquidez (beneficiada pelas medidas adotadas pelo BC e o CMN); dos riscos de capital e operacional. Lembrando que o banco realizou a reavaliação do estoque de crédito tributário no valor de R$ 2,3 bilhões contabilizados no 4T19, somado ao ganho da emissão primária de ações da XP Investimentos no valor de R$ 2,0 bilhões. Nesse ambiente o banco reforçou a PDD no montante de R$ 2,5 bilhões e as Provisões cíveis, fiscais e trabalhistas no valor de R$ 1,3 bilhão.

Esperamos queda do resultado neste 1º semestre, por conta da redução do crédito e das receitas, maiores despesas com PDD e consequente incremento de inadimplência. Nesse cenário aumentamos o custo do crédito em 200 pontos base para 12,5%, mantivemos o crescimento na perpetuidade em 3,5%, reduzimos o payout para 25% neste ano e chegamos a um ROAE de 18,8% em 2020 que se compara a 23,7% de 2019. Com isso, revisamos o preço justo de R$ 43,00/ação para R$ 32,00/ação e seguimos com recomendação de COMPRA.

Itaúsa (ITSA4)
Revisão de Preço Justo

Temos acompanhado o “desconto” de Holding entre o preço da Itaúsa e a soma das partes, medida através do valor proporcional das companhias investidas. As ações apresentam grande volatilidade neste ano e influenciam diretamente esse desconto, que ao final de fevereiro, estava em 20,4% e em 19,0% em 31 de março. Ontem (06/abril) reduziu-se a 16,3%. A correlação mais forte é com o Itaú Unibanco, sua principal investida, e que representa 92,4% deste valor.

Reiteramos que as atuais condições de mercado, não permitem uma adequada precificação dos ativos, na medida em que muitas variáveis ainda não estão claras. Perdas para as companhias deverão ocorrer ao longo deste primeiro semestre, dado a queda da atividade econômica em função do contingenciamento por conta dos efeitos do Covid-19. Entretanto assumimos algumas premissas na precificação do Itaú Unibanco, com aumento do custo de capital para 12,5% e redução do payout para este ano, redução do lucro e consequentemente do ROAE, Nesse contexto reduzimos o preço justo de ITUB4 de R$ 43,00/ação para R$ 32,00/ação. Com isso, dada a forte correlação entre os ativos do banco e da holding, revisamos o preço justo de ITSA4 de R$ 16,70/ação para R$ 12,70/ação e seguimos com recomendação de COMPRA.


JBS S.A. (JBSS3)
Conclusão da aquisição da Empire Packing

A JBS anunciou, em fato relevante divulgado ontem (6/abril) que concluiu a aquisição da empresa americana Empire Packing, anunciada em fevereiro, por meio da subsidiária JBS USA.

A Empire Packing foi adquirida por US$ 238 milhões e inclui produtos prontos para consumo e a marca de varejo Ledbetter, com produção em estados como Ohio, Colorado, Tennessee e Washington.


Light S.A. (LIGT3)
Conselho aprova recompra de até 15 milhões de Units

O conselho de administração da Light aprovou proposta da diretoria para alocar o dividendo mínimo obrigatório para uma reserva especial. A companhia afirma que esta é uma “medida prudente que visa a preservar a liquidez diante das incertezas decorrentes deste panorama atual”, de pandemia de coronavírus. Agora, a proposta será apresentada aos acionistas, em Assembleia Geral Ordinária (AGO).

Em 2019 o lucro líquido recorrente da companhia foi de R$ 178 milhões, 7% superior ao lucro líquido recorrente de R$ 166 milhões em 2018. Em base contábil o lucro de 2019 somou R$ 1,3 bilhão, impactado pela atualização do crédito de PIS/COFINS de R$ 1,46 bilhão e impacto no resultado de R$ 1,64 bilhão (líquido de impostos


GOL (GOLL4)
Divulgação de atualização ao investidor

A Gol divulgou hoje sua Atualização ao Investidor para o 1T10 com os seguintes destaques: Lucro por ação de aproximadamente R$ 0,25 e LPA Depositário Americano (LAPDS) de US$ 01,0 ((excluindo ganhos e perdas de variação cambial e no Exchangeable Senior Notes, respectivamente). Margem EBITDA entre 44% a 46% e aumento de 29,7% em relação ao 1T19. (mais detalhes no  boletim completo)


Ecorodovias (ECOR3)
Assinatura de acordo com o Ministério Público do Estado de São Paulo

Na noite de ontem, a empresa comunicou que sua controlada Ecovias assinou um acordo de não persecução cível com o Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP). Pelo acordo, a Ecorodovias vai dispender R$ 638 milhões (+R$ 12 milhões de multas e outros) de diversas formas.

As formas de “pagamento” do valor acordado serão as seguintes: Construção de obras de interesse público, não previstas no contrato de concessão da Ecovias (R$ 450 milhões), desconto tarifário de 10% dos usuários das Rodovias Imigrantes e Anchieta, nas praças de pedágio da Ecovias localizadas em Riacho Grande e Piratininga por 90 dias (R$ 150 milhões), pagamento de seis parcelas de R$ 6 milhões (R$ 36 milhões) ao Governo do Estado e mais multas e outros no valor de R$ 14 milhões.


Tupy (TUPY3)
Suspensão das atividades nas unidades do México

Pouco antes do pregão de ontem, a empresa informou que o Ministério da Saúde do México determinou a paralisação das empresas privadas, até o dia 30 de abril, exceto aquelas que prestam serviços considerados essenciais.

  • Com esta determinação governamental, a Tupy vai suspender gradativamente as atividades de suas duas plantas no México;
  • Com esta determinação governamental, a Tupy vai suspender gradativamente as atividades de suas duas plantas no México;
  • Esta notícia é negativa, mas dentro do contexto atual de luta global contra a pandemia da Covit-19.

 

Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Análises Gráficas >>> 


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.