Decisão parcial nos Estados Unidos para o acordo comercial pesou sobre as bolsas internacionais

MERCADO


Bolsa

A decisão parcial nos Estados Unidos para o acordo comercial pesou sobre as bolsas internacionais e afetou o lado doméstico, levando o Ibovespa a uma queda de 1,04% no fechamento, aos 116.414 pontos. O giro financeiro foi de R$ 32,2 bilhões, reforçado pelo vencimento de opções sobre o Ibovespa. No ano, o Ibovespa acumula alta de 0,66%. Hoje, a agenda econômica traz dados da China (dez/19) com crescimento na oferta monetária. Nos EUA, saem indicadores de preços e vendas no varejo e no Brasil o IPC-S veio com alta de 0,48% e o IGP-10 com alta de 1,07%. O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) de novembro mostra alta de 0,18% no M/M e 1,10% no A/A. As bolsas internacionais mostram alta no fechamento na Ásia e nos futuros de NY. Na zona do euro, os mercados não animaram muito com o acordo EUA e China. O assunto “impeachment do presidente Donald Trump vai para o Congresso e pode ganhar espaço em período de campanha presidencial. Com noticiário fraco, nosso mercado segue influenciado pelo lado externo.

Câmbio

Ontem a esticada do dólar foi mais forte, batendo R$ 4,1831 no fechamento contra R$ 4,1314 (alta de 1,25%). Os dados divulgados para o varejo, abaixo das expectativas, deram um sinal de alerta sobre o andamento da economia.

Juros

Os juros futuros cederam ontem, reflexo dos dados fracos das vendas no varejo em novembro, indicando que a atividade econômica não correspondeu ao esperado. Com isso, as taxas de juros caíram. A taxa do contrato do Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/21 fechou em 4,390% de 4,445% na terça-feira e para jan/27 a taxa recuou de 6,750% para 6,710%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Minerva S.A. (BEEF3)
Conselho aprova “follow on” de 95 milhões de ações e Oferta pode chegar a R$ 1,37 bilhão.

O Conselho de Administração da Minerva reunido ontem (15/janeiro), aprovou a realização de oferta pública de distribuição primária e secundária de ações ordinárias. A Oferta consistirá (i) na distribuição pública primária de 80.000.000 novas ações ordinárias de emissão da companhia (Oferta Primária); e (ii) na distribuição pública secundária de 15.000.000 ações ordinárias de emissão da companhia e de titularidade de VDQ Holdings S.A. (Acionista Vendedor).

O preço por Ação no âmbito da Oferta, será fixado após a conclusão do procedimento de coleta de intenções de investimento (Bookbuilding). Ontem a ação BEEF3 fechou cotada a R$ 14,40/ação. Nesse preço a oferta total alcançaria o montante de R$ 1,37 bilhão. Considerando a Oferta primária, o aumento de capital é de 19,82%.

As Ações serão colocadas em regime de garantia firme de liquidação a ser prestada pelos Coordenadores da Oferta, e não será admitida a distribuição parcial das Ações. Caso não exista demanda para a subscrição da totalidade das Ações, no âmbito da Oferta, até a data da conclusão do Procedimento de Bookbuilding, a Oferta será cancelada.


Light S.A. (LIGT3)
BNDESPAR vendeu a totalidade das ações que detinha na companhia equivalente a 6,3% do capital total

De acordo com a correspondência recebida em 15 de janeiro de 2020, a Light informa que, entre os dias 26 de dezembro de 2019 e 15 de janeiro de 2020, a BNDES Participações S.A. – BNDESPAR alienou a totalidade das 19.140.808 ações ordinárias que detinha no capital social da companhia e, portanto, deixou de ser acionista.

Esta posição corresponde a 6,3% do capital da Light. Os valores não foram informados pelo acionistas vendedor, mas tomando por base a cotação média do período indicado, de R$ 23,59/ação, o montante soma R$ 452 milhões, correspondente a aproximadamente 5 dias de negociação.


Banco PAN S.A. (BPAN4)
Banco Central homologou o aumento de capital de R$ 521,8 milhões

Ontem (15/janeiro) o Banco PAN recebeu comunicação do Banco Central do Brasil, informando sobre a homologação do aumento de capital do banco valor de R$ 521.812.500,00, conforme aprovado na Reunião do Conselho de Administração realizada em 19 de setembro de 2019.
O capital social do banco passa a ser de R$ R$ 4,175 bilhões representado por 1.205.056 ações. Segundo a comunicado “as ações preferenciais provenientes dos recibos de subscrição, subscritos e integralizados no âmbito do Aumento de Capital, estarão disponíveis na posição dos investidores no dia 20 de janeiro de 2020”.


Petrobras (PETR4)
Início do processo da venda de ativos na Bacia do Espírito Santo

Após o pregão de ontem, a empresa informou que iniciou o processo de venda de sua participação em dois conjuntos de concessões marítimas, denominados Polo Golfinho e Polo Camarupim, localizadas em águas profundas no pós-sal da Bacia do Espírito Santo.

  • O Polo Golfinho compreende os campos de Golfinho (produtor de óleo), Canapu (gás não associado) e o bloco exploratório BM-ES-23.  A produção total média dos campos entre 2018 e 2019 foi de 15 mil barris ao dia de petróleo e 750 mil m³ por dia de gás;
  • No Polo Camarupim estão os campos unitizados de Camarupim e Camarupim Norte, ambos produtores de gás não associado;
  • O desenvolvimento do programa de desinvestimentos da Petrobras é sempre uma notícia positiva.  A venda de ativos tem permitido à empresa reduzir endividamento e investimentos.

Notre Dame Intermédica (GNDI3)
Aprovada pelo Cade e ANS a compra do Grupo Clinipam

O contrato para a compra da Clinipam foi estabelecido no início de novembro de 2019, e a aquisição tem valor total de R$ 2,6 bilhões. Ontem a ação GNDI3 encerrou cotada a R$ 72,88 acumulando alta de 8,8% em janeiro e 135,8% no ano passado. O valor de mercado da empresa é de R$ 43,8 bilhões.  A empresa estreou na B3 no dia 20/04/2018 e desde sua abertura de capital vem num ritmo de crescimento, com destaque para as aquisições realizadas neste período.


 

Se preferir, baixe em PDF:

 

 

 

>>>Mapa de Posições Alugadas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.