Ibovespa fecha o dia perto da estabilidade

MERCADO


Bolsa

O Ibovespa fechou o dia perto da estabilidade com alta 0,04% apenas, aos 100.724 pontos, com giro financeiro de R$ 14,4 bilhões. Os assuntos principais continuam sendo a pauta da Previdência e o cenário geopolítico no exterior. Apesar da expectativa de votação da reforma no plenário na Câmara antes do recesso parlamentar, esta não é uma certeza absoluta, com investidores ainda contando com alguma eventual surpresa no meio do caminho.  A oposição segue prometendo colocar obstáculos ao processo. Hoje, último dia útil de junho, a agenda econômica traz a taxa de desemprego nacional com 12,3% e o resultado primário do setor público em maio, completando com dados diversos dos Estados Unidos. As bolsas internacionais mostram queda no fechamento d Ásia e sobem na zona do euro, nesta manhã. Os futuros de NY sobem com as atenções voltadas para a reunião entre Donald Trump e Xi Jinping no sábado, que deverá determinar o próximo capítulo da longa guerra comercial entre os dois países. O reflexo desta reunião será conhecido na segunda-feira (02/07).

Câmbio

A moeda americana cedeu mais um pouco ontem, de R$ 3,8452 para R$ 3,8202 no fechamento, (0,65%), permanecendo numa faixa estreita nas últimas sete sessões, máximo de R$ 3,8488 e mínimo de R$ 3,8202, ontem. Este comportamento reflete uma maior confiança no avanço da reforma da Previdência.

Juros

As taxas de juros futuros voltaram a cair ontem. A divulgação do Relatório Trimestral de Inflação (RTI) não chega a influenciar o mercado uma vez que os números divulgados não fogem da leitura do mercado. Com isso, a taxa do DI para jan/21 fechou em 5,93%, de 5,969% na véspera e para jan/25 a taxa ficou estável em 7,24%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Petrobras (PETR4)  
Início do processo de venda da área de refino

Nesta manhã, a empresa divulgou o início do processo de venda de ativos de refino e logística, em duas fases, compreendendo a negociação de oito refinarias, que tem capacidade para processar 1,1 milhão de barris ao dia.

Numa primeira fase, serão vendidas as refinarias RNEST, RLAM, REPAR e REFA.  As informações para a venda destas unidades já se encontram à disposição dos interessados.  As refinarias restantes, deverão ter as informações para sua venda divulgadas ainda este ano;

O seguimento normal do processo da venda de ativos da Petrobras é sempre uma boa notícia, porque não se pode esquecer que um dos pilares da reestruturação financeira realizada pela empresa é seu Plano de Desinvestimento.


CSN (CSNA3)
Emissão de títulos no mercado internacional

A empresa comunicou a reabertura de uma emissão de títulos (Notes), que foi iniciada no ano passado, totalizando uma captação de US$ 925 milhões (R$ 3,5 bilhões).

Serão emitidas agora Notes no valor de US$ 175 milhões (R$ 671 milhões), que permitirão ao investidor um retorno de 5,875% ao ano.  O vencimento será em 2023;

A CSN tem um enorme endividamento e esta é apenas uma operação de gestão da dívida.  Ao final de março/2019, a dívida líquida era de R$ 25,8 bilhões, que teve reduções de 3,2% no trimestre e 2,8% nos últimos doze meses.  Esta redução no endividamento foi conseguida com a venda da CSN LLC, por US$ 400 milhões realizada em meados do ano passado, e da operação de pré-pagamento (US$ 500 milhões) finalizada em fevereiro/2019.


Linx (LINX3)   
Aquisição da Millenium Network por até R$ 109,6 milhões

O conselho de administração da Linx aprovou ontem a aquisição da Millennium Network pela Linx Sistemas, pelo valor de até R$ 109,636 milhões. Do montante total, a empresa pagará vista até R$ 65,005 milhões e, adicionalmente, sujeito ao atingimento de metas financeiras e operacionais, para os anos entre 2019 a 2022, pagará até R$ 44,6 milhões.

A aquisição da Millennium é mais um passo da Linx para reforçar sua estratégia omnichannel, que é uma importante tendência para o varejo e representa uma grande oportunidade de crescimento para a companhia.

Ontem a ação LINX3 encerrou cotada a R$ 34,80 com valorização de 7,3% no ano.


Cemig (CMIG4)    
Decisão favorável em Processo Judicial

A companhia informou que, em 08.05.19 transitou em julgado, no Tribunal Regional Federal da Primeira Região, o processo judicial da ação movida pela Cemig, Cemig Distribuição S.A. (Cemig D) e Cemig Geração e Transmissão S.A. (Cemig GT), com decisão favorável às autoras, reconhecendo o direito destas empresas excluírem o ICMS da base de cálculo do PIS e COFINS, com efeito retroativo a setembro de 2003.

Vemos como positivo, mas a companhia destaca que “com relação aos efeitos retroativos, desde a divulgação da sentença, as empresas estão em processo de análise jurídica e tributária dos impactos, que envolve, dentre outros, a mensuração dos créditos tributários, a forma de compensação/recuperação de créditos e questões regulatórias”. Esses efeitos sensibilizarão os resultados do 2T19 cuja divulgação está prevista para agosto de 2019.

Suas ações (CMIG4) apresentam alta de 9,2% este ano e 112,4% nos últimos doze meses, para uma cotação de R$ 14,65/ação, equivalente a um valor de mercado de R$ 21,4 bilhões.

O preço justo de R$ 16,00/ação traz um potencial de alta de 9,1%.


NEOENERGIA (NEOE3)   
IPO precificado a R$ 15,65

As ações da Neoenergia (NEOE3) foram precificadas a R$ 15,65, no âmbito do IPO da companhia, equivalente ao ponto médio da faixa indicativa, entre R$ 14,42 e R$ 16,89/ação. Foram colocados o lote inicial de 208.044.383 ações acrescido do lote suplementar (15%) equivalente a 31.206.657 ações, totalizando 239.251.040 ações e o montante de R$ 3,74 bilhões.

Nesse preço o valor de mercado da NEOENERGIA atinge R$ 19,0 bilhões. O capital social da companhia é de R$ 12,92 bilhões, totalmente subscrito e integralizado, representado por 1.213.797.248 ações ordinárias, nominativas, escriturais e semvalor nominal.

A partir desta segunda feira, dia 1º de julho, as ações da companhia serão negociadas na B3 no segmento do Novo Mercado, sob o código NEOE3.


Banco INTER (BIDI4)   
Concluída a venda de 40% de corretora de seguros para a WIZ

O banco concluiu ontem (27/junho) a venda de 40% de sua controlada Inter Digital Corretora e Consultoria em Seguros para a Wiz Soluções e Corretagem de Seguros (WIZS3) por R$ 114 milhões. O Preço de Aquisição será pago em cinco parcelas, sendo uma à vista, no valor de R$ 45,0 milhões na data de ontem e as demais, no valor de R$ 17,25 milhões, ajustáveis de acordo com o EBITDA da Inter Seguros e corrigidas pela variação da Taxa Selic.

O principal foco da Inter Seguros está na comercialização de seguros pela plataforma digital do Banco Inter, oferecendo suporte ao negócio imobiliário e corporativo, além dos demais ramos de seguros comercializados através do aplicativo mobile e internet banking.

Cotadas a R$ 60,83/ação, equivalente a um valor de mercado de R$ 6,2 bilhões, suas ações registram alta de 58,4% este ano.


B3 S.A. (B3SA3)    
Programa de Recompra de Ações

O Conselho de Administração da B3, em reunião ocorrida em 27 de junho, aprovou a aquisição de ações da companhia, no âmbito do Programa de Recompra, com o objetivo de gerar valor para os acionistas, através de uma administração da estrutura de capital que combine recompra de ações e distribuição de proventos.

Poderão ser adquiridas até 38.500.000 ações ordinárias, equivalentes a 1,87% das ações em circulação no mercado, no prazo máximo de 246 dias a contar de 28 de junho de 2019, tendo como termo final o dia 29 de fevereiro de 2020.

Se recompradas na totalidade, ao preço de R$ 37,59/ação, o montante total do programa alcança R$ 1,45 bilhão, equivalente a 2,9 dias de negociação.  Este ano suas ações registram alta de 41,7% acima da valorização de 14,6% do Ibovespa.

Dividendos. A companhia comunicou ainda que, em Reunião do Conselho de Administração em 27 de junho de 2019, aprovou o pagamento (em 17 de julho) de dividendos no valor total de R$ 211,15 milhões, equivalentes ao valor bruto de R$ 0,10312213 por ação, e que tomará como base de cálculo a posição acionária de 4 de julho de 2019, sendo as ações da companhia negociadas na condição “ex” dividendos a partir do dia 5 de julho de 2019.O retorno líquido é de 0,2%.


Qualicorp (QUAL3)    
Aprovação de 3 emissões de debêntures no grupo

Qualicorp Consultoria e Corretora de Seguros, no valor total de R$ 700 milhões;

Qualicorp Corretora no valor total de R$ 310 milhões;

Qualicorp Benefícios no valor total de R$ 290 milhões.

No final do 1T19, a Qualicorp registrou uma posição de caixa líquido de 20,9 milhões, (caixa de R$ 682,2 milhões e endividamento de R$ 661,2 milhões, quase todo concentrado no curto prazo). A captação se justifica em razão do perfil de dívida concentrado no curto prazo.

Ontem a ação encerrou cotada a R$ 22.68 acumulando alta de 82,7% no ano.


Hapvida (HAPV3)    
Aprovado JCP de R$ 0,1553 por ação no montante de R$ 104,4 milhões

Acionistas com direito até 02/07, com as ações ficando ex-JCP no dia 03;

O crédito será feito aos acionistas em 30 de abril de 2020.

Com base na cotação de fechamento de ontem, R$ 38,95 o retorno bruto para os acionistas será de 0,40%. No ano a HAPV3 acumula ganho de 25,4%.


Hypera (HYPE3)    
Aprovação de JCP no valor bruto de R$ 0,25562 por ação

Acionistas com direito até 02/07, com as ações ficando ex-JCP no dia 03;

O crédito será feito aos acionistas até 31/01/2020.,

Com base na cotação de fechamento de ontem, R$ 29,35 o retorno bruto para os acionistas será de 0,87%. No ano a HYPE3 acumula queda de 1,8%.


Usiminas (USIM5)    
Pagamento de JCP complementar

O Conselho de Administração da Usiminas aprovou ontem o pagamento de juros sobre o capital (JCP) complementar, referente ao exercício de 2018, no valor bruto de R$ 13,2 milhões, que corresponde a R$ 0,010294125 por ação ordinária e R$0,011323538 a cada preferencial.

O pagamento será realizado no dia 15 de julho, tendo por base a posição acionária ao final de 3 de julho de 2019.  As ações serão negociadas “ex-direitos” a partir do dia 4 de julho;

Vale lembrar que a empresa pagou no dia 31 de maio, dividendos referentes ao exercício de 2018 no valor de R$0,062634317 para USIM3 e R$0,068897749 para cada ação preferencial.


Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

>>Mapa de Oscilações

>>Mapa de Posições Alugadas

>>Análises Gráficas e Mapas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.