Ibovespa mostra recuperação modesta

MERCADO


Bolsa

As incertezas dos últimos dias a respeito dos próximos passos da agenda política – reforma da Previdência – deixaram o mercado na retaguarda e o Ibovespa mostrou uma recuperação modesta de 0,60% aos 100.689 pontos. O giro financeiro ficou em R$ 15,9 bilhões. Hoje a agenda econômica carregada de dados, somada aos acontecimentos no exterior, deverá ditar o rumo dos mercados. No Brasil, saiu a inflação medida pelo IGP-M com alta de 0,80% no M/M e de 6,51% no A/A. Nos EUA, destaque para o PIB anualizado do 1T19 e dados de emprego, ainda nesta manhã. Na zona do euro os dados de confiança industrial e em serviços (junho) pioraram em relação a maio. As bolsas internacionais subiram na Ásia e mostram comportamento misto na zona do euro. Existe uma expectativa de um acordo comercial entre EUA e China, no encontro do G-20. Do lado doméstico nada de novo e o mercado poderá ter mais um pregão neutro, com destaque para a movimentação para definição da Ptax.

Câmbio

A moeda americana fechou perto da estabilidade (-0,09%) de R$ 3,8488 na terça-feira para R$ 3,8452 no fechamento de ontem.

Juros

Os juros futuros mostraram recuo na ponta mais longa, com a taxa do DI para jan/25 passando de 7,291% para 7,24%. Já os juros mais curtos (jan/21) subiram de 5,959% ontem no ajuste para 5,97%. Os mercados seguem sensíveis à agenda política para os primeiros dias de julho.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Pão de Açúcar (PCAR4)  
Grupo controlador Casino propõe simplificação da estrutura do Casino na America Latina

A reorganização, que conta com o apoio da diretoria executiva do GPA e também do conselho, envolve:

  • uma oferta pública a ser lançada pelo GPA para comprar, em dinheiro, até a totalidade das ações do Almacenes Éxito, companhia de capital aberto localizada na Colômbia;
  • a aquisição pelo Casino da totalidade das ações de controle do GPA atualmente detidas indiretamente pelo Éxito “a preço justo”;
  • a migração do GPA para o Novo Mercado da B3, com a conversão da totalidade das ações preferenciais do GPA em ordinárias à razão de 1 para 1.

Este assunto veio a mercado na primeira semana de maio – de maneira ainda preliminar – e teve repercussão bastante negativa sobre os papéis do Pão de Açúcar.

Ontem a ação PCAR3 encerrou cotada a R$ 92,82 (com pouca liquidez histórica) e a PCAR4 a R$ 84,61 com valorização de 5,3% no ano.


Banco INTER (BIDI4)
AGE aprova desdobro de 1 para 6 ações, Programa de Units e Migração para Nível 2

AGE do Banco Inter, aprovou ontem (26/junho), o desdobramento na proporção de uma ação para seis ações da mesma espécie. A data-base será posteriormente comunicada após a aprovação da operação pelo Banco Central do Brasil.

Foi aprovada ainda a instituição do Programa de Units, sendo que cada uma UNIT será representativa de 1 ação ordinária e 2 ações preferenciais, e serão admitidas à negociação na B3. A implementação do Programa de Units estará condicionada à adesão de acionistas detentores de um percentual mínimo das ações do banco, a ser determinado pelo Conselho de Administração.

A AGE aprovou ainda a migração para o Nível 2 de Governança Corporativa da B3 e o aumento do limite do capital autorizado do banco dos atuais R$ 2 bilhões para R$ 3 bilhões.

Cotadas a R$ 58,83/ação, equivalente a um valor de mercado de R$ 6,0 bilhões, suas ações registram alta de 53,2% este ano. Lembrando que no dia de hoje (27/junho) a ação BIDI4 está sendo negociada “cheia” de um JCP de R$ 0,126193160/ação. A partir de amanhã (28/junho) as ações serão negociadas ex-juros. O retorno líquido é de 0,2%.


Eletropaulo S.A. (ELPL3)   
Enel pede registro de OPA

A ENEL Brasil S.A., controladora indireta da Eletropaulo, protocolou ontem (26/junho) junto à CVM, pedido de registro de oferta pública de aquisição de ações ordinárias (OPA) de emissão da companhia, para o cancelamento do registro de companhia aberta da Eletropaulo perante a CVM sob a categoria “A” e conversão para a categoria “B”.

A Oferta será destinada às 8.133.352 ações ordinárias de emissão da Eletropaulo em circulação, correspondentes a 4,056% do capital social total da companhia, ao preço de R$ 48,28/ação.

A Enel Brasil contratou o Banco BTG Pactual S.A., para atuar como instituição intermediária da Oferta, e a PricewaterhouseCoopers para elaborar o laudo de avaliação das ações de emissão da companhia, que apontou o valor econômico entre R$ 40,11 e R$ 43,74/ação.

Ontem (26/junho) a ação ELPL3 fechou cotada a R$ 34,10, equivalente a um valor de mercado de R$ 6,8 bilhões.


Banco Central    
Redução de alíquota do compulsório sobre recursos a prazo libera R$ 16,1 bilhões

O Banco Central, em reunião colegiada realizada em 25 de junho de 2019, decidiu reduzir a alíquota do recolhimento compulsório sobre recursos a prazo em dois pontos percentuais, de 33% para 31%, em patamar que aproxima mais a alíquota dessa modalidade de recolhimento aos níveis históricos praticados nos anos anteriores à crise de 2008.

Esta alteração entra em vigor no dia 1º de julho, com efeitos financeiros a partir do dia 15 de julho. De acordo com a autoridade monetária, “a mudança implicará redução no recolhimento da ordem de R$ 16,1 bilhões”.

Esta redução faz parte da Agenda BC+ do Banco Central e em nossa visão, procura criar as melhores condições para estimular a atividade econômica, ao mesmo tempo em que cria um ambiente favorável para as ações das companhias do setor financeiro (para os quais temos recomendação de compra).


Tim Participações (TIMP3)   
Início de novo programa de recompra de até 930.466 ações ON

As ações desta recompra correspondem a 0,12% do total em circulação no mercado. Ontem a ação TIMP3 encerrou cotada a R$ 11,70. Ao preço atual, a recompra corresponde a um desembolso de R$ 10,9 milhões. No ano a ação está estável, mas acumula alta de 9,8% nos últimos 30 dias.


Hapvida (HAPV3)   
Aprovação da 1ª emissão de debêntures da companhia, no valor de R$ 2 bilhões

Os títulos terão vencimento de cinco anos na primeira série, ou seja, em 10 de julho de 2024, e de sete anos na segunda série, em 10 de julho de 2026.

A remuneração oferecida na primeira série corresponde a 110% da Taxa DI por ano, e para a segunda série, de 110,75% do DI.

Segundo a companhia, os recursos serão utilizados para a aquisição do Grupo São Francisco.

Ontem a ação HAPV3 encerrou cotada a R$ 38,22 com valorização de 23,0% non ano.


Movida (MOVI3)    
Emissão de debêntures no valor de R$ 200 milhões

O Conselho de Administração da Movida Participações (companhia aberta) aprovou ontem a concessão de fiança para a terceira emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, de sua controlada (Movida Locação de Veículos) no valor de R$ 200 milhões.

As debêntures a serem emitidos pela Movida Locação de Veículos terão juros remuneratórios de 100% do CDI + 1,6% ao ano e vencimento em 55 meses a contar da data de emissão;

Ao final do 1T19, a Movida tinha uma dívida líquida consolidada R$ 1,5 bilhão, que cresceu 4,7% no trimestre e 35,3% em doze meses.  A relação dívida líquida em março/2019 era de 2,7x, vindo de 3,2x no 1T18;


Braskem (BRKM5)    
Bloqueio de R$ 3,7 bilhões pela justiça de Alagoas

Poucos minutos antes da abertura do pregão de ontem, a empresa comunicou que o Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas aprovou o pedido do Ministério Público e da Defensoria Pública daquele estado, determinando o bloqueio cautelar de R$ 3,7 bilhões de suas contas bancárias.

O bloqueio se destina a um eventual pagamento de prejuízos aos moradores do bairro do Pinheiro, em Maceió, que sofrem com danos em seus imóveis, possivelmente derivados da atividade mineral da Braskem na região;

Esta notícia foi bastante negativa, mas após tantas quedas da ação, o mercado já considerou estes fatos “descontados no preço”.  Com isso, BRKM subiu 0,1% ao final do pregão de ontem, após passar a maior parte da sessão em leve baixa;

Apesar do alto valor que será bloqueado, a Braskem pode continuar seus negócios normalmente devido ao seu elevado caixa.  Ao final do 1T19, a empresa tinha R$ 7,8 bilhões em caixa + aplicações financeiras.  Além disso, a empresa tem uma linha de crédito em stand by, no valor de US$ 1 bilhão.


Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

>>Mapa de Oscilações

>>Mapa de Posições Alugadas

>>Análises Gráficas e Mapas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.