A Importância da Bolsa de Valores para os Investidores, as Empresas e o Brasil

A Bolsa de Valores tem um papel extremamente importante para as empresas, investidores e os países fomentarem seu desenvolvimento. No Brasil a B3 é a empresa responsável pela bolsa de valores, fornecendo serviços de administração do sistema de negociação, compensação, registros, depósitos e liquidação de várias classes de ativos, incluindo as ações. A B3, a bolsa de valores brasileira, é resultado da fusão entre a BM&F Bovespa e a Cetip. Nos Estados Unidos, a maior economia do mundo, as bolsas de valores NYSE e Nasdaq, são extremamente importantes para a cultura e crescimento do país, onde tradicionalmente os investidores pessoas físicas e Institucionais se utilizam para rentabilizar os seus recursos. Reunimos informações sobre a importância da bolsa de valores em 3 etapas, explicando como ela é importante para investidores, empresas e países:

 

A IMPORTÂNCIA PARA OS INVESTIDORES

Acesso a empresas lucrativas e com potencial de crescimento: Na bolsa de valores existem empresas negociadas que são altamente lucrativas, de acesso democrático a todos interessados, proporcionando que investidores hábeis, assim como investidores bem orientados, possam se beneficiar desse fácil acesso a empresas com alto potencial de crescimento, compartilhando dessa forma a riqueza gerada pelo setor empresarial. Empresas que apresentam um desempenho melhor de forma consistente ao longo do tempo apresentam uma oportunidade de maior valorização.

Segurança nas negociações: As empresas que entram na lista de negociação somente são aceitas após a verificação e o atendimento de diversas informações sobre a empresa. As empresas negociadas na bolsa de valores precisam trabalhar em conformidade com regras rígidas, garantindo maior segurança na qualidade e existência dos ativos. As empresas listadas em bolsa precisam divulgar suas informações ao mercado, seus planos de fusão, aquisição, investimentos, mudanças dos administradores e controladores, assim como as negociações com as próprias ações. Suas informações contábeis devem ser o padrão internacional, publicadas e auditadas trimestralmente, para acompanhamento dos acionistas e potenciais investidores, proporcionando informações para um melhor conhecimento do que poderá ocorrer com a empresa.

Facilidade de transferência de propriedade: A bolsa de valores é um local onde a transferência da propriedade de ações e valores mobiliários é muito facilitada, auxiliando os compradores e os vendedores dos títulos. É o chamado mercado secundário, de ações já existentes, cujas negociações são proporcionadas pelo sistema eletrônico da bolsa de valores e pelas Corretoras de Valores.

Transparência e igualdade: Os preços negociados na bolsa de valores representam o preço da liquidez de determinada ação naquele presente momento, proporcionando igualdade de condições e melhores práticas para todos os agentes do mercado na negociação de ações. O sistema eletrônico de negociação da bolsa de valores, assim como seu centro de controle, foi desenvolvido para identificar e impedir qualquer tipo de anormalidade no movimento da negociação e formação de preços.

Liquidez e preço justo: Os agentes da bolsa de valores fornecem ofertas de compra e de venda no mercado de ações, proporcionando farta liquidez aos investidores. Algumas ações são muito negociadas, por outro lado existem ações pouco negociadas e neste caso o investidor precisa tomar maiores cuidados em relação à liquidez. O preço negociado é o preço justo para aquele momento em determinada ação. A liquidez é um importante componente na negociação das ações. Por isso, é sempre conveniente verificar o volume diário negociado. Sua expressividade ou variações de volumes financeiros podem indicar informações relevantes, como grandes investidores atuando, tanto na compra como na venda.

Hábitos de poupança, educação financeira e Investimento de longo prazo: Investidores com foco em longo prazo encontram na bolsa de valores um ambiente ideal para seus investimentos, podendo comprar ações de empresas de forma regular ao longo do tempo, se tornando verdadeiros sócios da empresa. O ciclo dos investimentos das empresas, seu amadurecimento e consolidação de mercado é importante para os retornos via fluxo de caixa, distribuição de dividendos e valorização das ações, o que permite renda regular para o investidor. As bolsas de valores e os sites de Relações com Investidores (RI) fornecem informações relevantes para que os investidores tomem decisões de investimento com o maior número de informações e qualidade possível, possibilitando uma mensuração de riscos e retornos potenciais do investimento.

Carteira diversificada de ações: Os preços negociados por lote de 100 ações e no mercado fracionário permitem ao investidor a criação de uma carteira diversificada de ações, proporcionando diversificação do risco e maximização da rentabilidade.

Especulação: A bolsa de valores permite que especuladores façam negociações saudáveis, proporcionando liquidez para compradores e vendedores. O especulador é aquele investidor de curto prazo, que atua rotineiramente nas negociações, se satisfazendo com rentabilidades baixas, ao sabor das informações disponíveis no noticiário.

 

A IMPORTÂNCIA PARA AS EMPRESAS

Financiamento e investimento das empresas: A bolsa de valores ao oferecer investimentos em empresas de diversos setores econômicos, age como um promotor aos investimentos de empresas que fazem parte do processo de desenvolvimento e competitividade de um país. As empresas ao captarem recursos no mercado podem investir em projetos de crescimento de longo prazo, ao vender parte de seu capital para novos investidores, capta recursos para financiar seus investimentos. Com o mercado de ações, as empresas podem criar uma Oferta Pública Inicial (IPO), o chamado mercado primário, onde se ofertam novas ações, e captar grande soma de capital e não precisa se preocupar em devolver esse capital, que seria o caso ao obter recursos via empréstimos. O capital captado auxilia as empresas a expandir suas operações e a gerar mais empregos na economia, sendo que os governos podem se beneficiar ao ter suas receitas tributárias aumentadas, além de proporcionar melhora no sentimento da população com redução dos níveis de desemprego. O acesso ao mercado de capitais permite que as empresas tenham acesso a capital com menor dependências de dívidas. Além disso, quando uma empresa faz um IPO se submetem às leis de mercado, onde são cobradas boas práticas de governança corporativa, profissionalização de seus colaboradores e processo sucessório.

Atração de investimento estrangeiro: A bolsa de valores permite que investidores estrangeiros (fundos mútuos, fundos de pensão, fundos soberanos, empresas e investidores, entre outros) invistam em empresas brasileiras, não só pela atratividade do negócio, como também pela formação de preços, liquidez, transparência e governança necessária.

 

A IMPORTÂNCIA PARA A ECONOMIA

Crescimento do PIB: O nível do investimento na economia é impactado pelo investimento das empresas. Os governos criam políticas para estimular os investimentos na economia e a bolsa de valores acaba sendo um importante veículo que pode proporcionar desenvolvimento de um país. Os investidores de Private Equity têm na bolsa de valores seu grande canal de desinvestimento, após um grande período de aporte de recursos e amadurecimento da empresa, permitindo a pulverização dessas ações através de um IPO, atraindo investidores institucionais e pessoas físicas.

Contribuição para o crescimento econômico do país: O processo de compra e venda das ações das empresas no ambiente da bolsa de valores auxilia tanto as empresas e os investidores, proporcionando mais investimentos, empregos e renda. As empresas se sentem incentivadas em abrir o capital, pois percebem que podem obter recursos não onerosos e mais competitivos no mercado de capitais. O acompanhamento de suas ações pelos analistas de valores mobiliários também resulta em transparência da gestão e de seus negócios, assim como a precificação e a possibilidade de potencial de valorização de suas ações.

Termômetro econômico: A bolsa de valores é um termômetro para medir a situação econômica de um país. Sua sensibilidade também captura o momento político, assim como eventos internacionais. Seu principal índice de ações é uma ponderação das empresas de setores econômicos e quanto mais diversificado melhor representa a economia. Os países com uma economia mais forte, tem uma bolsa de valores bastante representativa. Quanto maior a economia de um país maior é a importância da bolsa de valores, já que as empresas se valem dos recursos abundantes dos investidores em ações. Economias pujantes são representadas por bolsas de valores muito dinâmicas e com grandes volumes de negociações, por outro lado as economias mais fracas tendem a ter uma bolsa de valores com um menor número de empresas de capital aberto, portanto uma bolsa de valores menos dinâmica. A bolsa de valores no Brasil tem ganhado relevância nos últimos anos com uma taxa de juro cada vez menor.

Quer entender mais sobre esse assunto?

Converse com seu assessor financeiro na Planner Corretora.


DISCLAIMER
As informações aqui disponibilizadas possuem caráter genérico e não constituem aconselhamento ou recomendação de investimentos, solicitação de compra ou venda de valores mobiliários, produtos ou quaisquer ativos financeiros. As Informações não se destinam e não foram objeto de avaliação sobre sua adequação ao perfil de investidores individuais ou grupo de investidores específicos. A incorporação das Informações a eventual decisão de investimento deverá ser efetuada após a análise independente pelo investidor, com base em todas as informações relevantes publicamente disponíveis. As Informações foram obtidas de fontes publicamente disponíveis e não foram objeto de investigação, pela Planner, sobre sua veracidade, consistência, completude, suficiência ou atualidade. A Planner não poderá ser responsabilizada por quaisquer perdas e danos ou lucros cessantes porventura resultantes de sua utilização