Último pregão de 2019

MERCADO


Bolsa

Na sexta-feira o Ibovespa recuou 0,57% fechando aos 116.539 pontos, com giro financeiro de R$ 16,7 bilhões, após uma sequência de altas nos pregões anteriores. Hoje, último pregão de 2019 a liquidez deve ser reduzida pela emenda de feriado. As bolsas internacionais mostram queda na zona do euro com o noticiário destacando assuntos recorrentes das últimas semanas, mas os futuros de NY mostram alta nesta manhã. Hoje a agenda econômica traz, além do Boletim Focus, o resultado primário do setor público em novembro do o coeficiente da dívida em relação ao PIB> Nos EUA, saem dados do setor imobiliário (vendas de casas em novembro e estoques de varejo).

Câmbio

A moeda americana caiu de R$ 4,0535 na quinta-feira para R$ 4,0475 no fechamento da semana, (0,15%), marcando a terceira queda consecutiva. O ambiente mais calmo neste final de ano e as perspectivas positivas para 2020, ditaram o rumo do dólar.

Juros

O mercado de juros futuros reflete as expectativas de recuperação da economia brasileira. Na sexta-feira a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/21 fechou a sessão regular e a estendida a 4,580%, de 4,590% no ajuste de quinta-feira. Para jan/27 a taxa passou de 6,850% para 6,840%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Petrobras (PETR4) 
Venda de ativos e pagamento da compra de direitos

Após o pregão da última sexta-feira, a empresa emitiu dois comunicados sobre venda de ativos e mais um acerca do pagamento de direitos de exploração e produção, adquiridos nos últimos leilões realizados pela Agência Nacional do Petróleo (ANP).

  • No primeiro comunicado, a Petrobras informou que finalizou a venda de 50% dos direitos sobre os campos de Tartaruga Verde e do Módulo III do campo de Espadarte.  O comprador foi a Petronas Petróleo Brasil por US$ 691,9 milhões;
  • No segundo comunicado, foi informada a venda de 6,07% de participação na Bioóleo Industrial e Comercial S.A. (Bioóleo), através da subsidiária Petrobras Biocombustível S.A. (PBio);
  • Finalmente, a Petrobras comunicou que concluiu os pagamentos (total de R$ 34,191 bilhões), referentes às rodadas de licitações do excedente da Cessão Onerosa, da 16ª rodada no Regime de Concessão e da 6ª rodada no Regime de Partilha de Produção.

Totvs (TOTS3) 
Subsidiária Soluções em Software e Serviços TTS adquire 100% capital social da Consinco – provedora de sistemas de gestão por R$ 197 milhões

Com cerca de 400 colaboradores e mais de 230 clientes, dentre os quais, os maiores supermercadistas e redes de atacarejo a CONSINCO auferiu receita bruta de aproximadamente R$ 72 milhões em 2019.

Com esse movimento, a TOTVS aumenta sua presença no segmento de Varejo e consolida sua posição de liderança na vertical de supermercados.

Na sexta-feira a ação TOTS3 encerrou cotada a R$ 64,82 acumulando valorização de 141,1% no ano. O valor de mercado da companhia é de R$ 12,4 bilhões.


Alpargatas (ALPA4)
Carlos Wizard exerce antecipadamente opção de compra da marca Topper na Argentina por R$ 260 milhões

Conforme fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), pelos termos do segundo aditivo assinado hoje o preço da aquisição da totalidade das ações da ASAIC será de R$ 260 milhões. O valor está sujeito aos ajustes e já desconta o valor de R$ 40 milhões pago anteriormente.
O pagamento será realizado em três parcelas anuais, iguais e consecutivas, corrigidas

Na sexta-feira a ação ALPA4 encerrou cotada a R$ 32,86 com alta de 139,9% no ano e valor de mercado de R$ 17,2 bilhões.


Via Varejo (VVAR3) 
Aprovada emissão de debêntures simples no valor de R$ 500 milhões com taxa de DI+0,99% ao ano

Data de emissão: 23 de dezembro

Prazo de vigência: 2 anos

Destinação dos recursos: Alongamento do perfil da dívida, mediante aquisição total das Notas Promissórias, da primeira emissão da companhia.

A ação VVAR3 encerrou a sexta-feira cotada a R$ 11,50 com valorização de 162,0% no ano.


Hapvida (HAPV3) 
Aprovado em 27/12 o pagamento de JCP no valor bruto de R$ 118,6 milhões (R$ 0,16/ação). Ex JCP em 06/01/2020

Os JCP serão pagos no dia 30 de abril de 2020, sem que seja devida qualquer atualização monetária ou remuneração correspondente entre a data de declaração e de efetivo pagamento.

Com base na cotação de fechamento da sexta-feira (HAPV3 = R$ 63,80), retorno para os acionistas será de 0,25%.


Santander Brasil S.A. (SANB11)
Declaração e pagamento de Dividendos e JCP

O Conselho de Administração do Santander (Brasil) aprovou a proposta da Diretoria Executiva, ad referendum da AGO a ser realizada em 2020, de distribuição de: (a) Dividendos Intercalares no montante de R$ 6,79 bilhões, com base no balanço de 30 de novembro de 2019, equivalente a R$ 1,82073773927/Unit; e (b) Juros sobre o Capital Próprio (JCP), no montante bruto de R$ 1,01 bilhão, correspondente a R$ 0,27083138684/Unit.

Farão jus os acionistas que se encontrarem inscritos nos registros da companhia no final do dia 03 de janeiro de 2020 (inclusive). Dessa forma, a partir de 06 de janeiro de 2020 (inclusive), as ações do banco serão negociadas “Ex-Juros Dividendos e Sobre Capital Próprio”. O montante dos Dividendos e dos Juros sobre o Capital Próprio será pagos a partir do dia 21 de fevereiro de 2020. Com base na cotação de R$ 48,50/Unit o retorno líquido é de 4,2%.


M Dias Branco S.A. (MDIA3) 
Incorporação da Piraquê

Em Assembleia Geral Extraordinária realizada dia 27 de dezembro de 2019, os acionistas aprovaram a incorporação, pela companhia, da sua subsidiária integral Indústria de Produtos Alimentícios Piraquê S.A. Em virtude da incorporação, a M. Dias Branco sucederá a Piraquê em todos os seus direitos e obrigações.

A incorporação foi realizada sem relação de substituição das ações de emissão da Piraquê, tendo em vista que (i) a M. Dias Branco era titular da totalidade das ações de emissão da Piraquê, as quais foram extintas no ato da incorporação; e, (ii) a incorporação não acarretou aumento de capital social na M. Dias Branco, nem implicou emissão de novas ações. Os acionistas da M. Dias Branco, por ser esta a incorporadora, não farão jus a direito de retirada.


Omega Geração (OMGE3) 
Aquisição do Complexo eólico Assuruá III

A Omega Geração informa que celebrou em 27/dez/19 com o Fundo de Investimentos em Participações em Infraestrutura Renováveis (FIP IEER) um acordo vinculante para transferência à companhia da totalidade das ações da Centrais Eólicas Assuruá III (CEA III).
O Complexo Eólico Assuruá III tem capacidade instalada de 50 MW. A operação prevê o pagamento de R$ 20 milhões (por 10% das ações de emissão de CEA III) e a entrega de 5 milhões de ações da companhia, no âmbito de incorporação de 90% das ações de emissão da CEA III.
A CEA III é detentora de projetos de geração de energia eólica Laranjeiras III e Laranjeiras IX, localizados no interior da Bahia, ambos na mesma região dos complexos eólicos Assuruá I e Assuruá II. Haverá direito de dissidência total e/ou parcial, mediante o reembolso de suas ações. A conclusão da transação está sujeita a condições habituais de fechamento incluindo aprovação de credores.


Boletim Focus
Nesta semana destaque para o aumento das expectativas de inflação e do PIB, em 2019 e 2020; e redução do câmbio para 2020

Dentre as alterações contidas no Boletim Focus desta segunda-feira (30/dezembro), destaque para a alta do IPCA e elevação das estimativas de crescimento da atividade econômica medida pelo PIB, ambos em 2019 e 2020. A taxa de câmbio foi mantida em 2019 e reduzida para 2020.

Destaques do Boletim Focus publicado nesta segunda-feira, para 2019:

IPCA: 4,04%;

IPCA (atualização dos últimos 5 dias): 4,17%;

PIB: 1,17%;

Taxa de Câmbio: R$/US$ 4,10.


 

Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

>>Mapa de Posições Alugadas

>>Mapa de Oscilações

>>Análises Gráficas e Mapas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.