Perspectiva de melhora da economia

MERCADO


Bolsa

Ontem (26) o Ibovespa fechou com alta de 1,16% aos 117.203 pontos. O giro financeiro foi de R$ 16,1 bilhões em linha com o pregão de segunda-feira (23). Como pano de fundo a perspectiva de melhora da economia e da nota soberana do Brasil, e a trégua entre os governos americano e chinês, após a 1ª fase do acordo comercial. Na agenda hoje os Indicadores de desemprego de novembro, o estoque de crédito do SFN de novembro, o IGP-M de dezembro em 2,09% M/M e 7,30% A/A e o déficit do governo central de novembro. Lá fora, lucros do setor industrial da China crescem 5,4% em novembro, após queda de 9,9% em outubro. O Petróleo tem a 4ª alta seguida. O minério de ferro avança após dado chinês, e os futuros do S&P e Nasdaq sinalizam novos recordes para mercado em Nova York.

Câmbio

Em dia de fraca liquidez o dólar operou em queda, refletindo o ambiente global positivo, commodities em alta, bolsas subindo, percepção de crescimento melhor no Brasil, na reta final do encerramento do ano. Ao final operava em baixa de 0,3% a R$ 4,0621.

Juros

Juros futuros em linha com o comportamento do dólar registraram baixa após desaceleração do IPC-S e a melhora da confiança do setor de serviços, cujo Índice de Confiança de Serviços (ICS) da FGV subiu 1,1 pontos percentuais em dezembro, para 96,1 pontos, o maior nível desde fevereiro de 2019. No fim da sessão regular, a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2021 caía de 4,62% no ajuste anterior para 4,59%; a do DI para janeiro de 2022 cedia de 5,37% para 5,31%; a do contrato para janeiro de 2023 recuava de 5,92% para 5,86%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Banco Pine S.A. (PINE4) 
Conselho homologa o Aumento de Capital do banco

O Banco Pine informa o encerramento do prazo para subscrição de sobras das ações preferências emitidas no âmbito do Aumento de Capital do banco, que iniciou-se no dia 18 de dezembro de 2019, inclusive, e encerrou-se no dia 20 de dezembro de 2019, inclusive.
Durante o Período de Subscrição de Sobras foi subscrito um total de 3.949.008 ações preferenciais, ao preço de emissão de R$ 3,34 por ação, totalizando o valor de R$ 13,2 milhões. O banco não realizou leilão das sobras, e não houve alocação de sobras adicionais.
O aumento de capital previsto estava entre o mínimo de R$ 62,5 milhões e o máximo de R$ 100,2 milhões. Foi subscrito um total de 26.986.369 novas ações, no valor total de R$ 90,1 milhões, correspondentes a 90,00% das ações disponíveis para subscrição no âmbito do Aumento de Capital.
O Conselho de Administração do PINE reunido ontem (26/dez), deliberou sobre a homologação parcial do Aumento do Capital do banco, que está condicionado à aprovação pelo Banco Central do Brasil, e será ratificado em assembleia geral de acionistas a ser realizada no futuro.


Sabesp (SBSP3) 
Assinado protocolo de intenções com a agência de fomento Desenvolve SP 

A Sabesp assinou um Protocolo de Intenções com a Desenvolve SP – Agência de Fomento do Estado de São Paulo S.A, que tem por objeto externar a intenção das duas instituições, de realizar ações conjuntas a fim de promover e divulgar os produtos e serviços da Desenvolve SP.
O objetivo é apoiar o acesso ao crédito às empresas que atuem junto à Sabesp na prestação de serviços de saneamento, no âmbito do Projeto do Novo Rio Pinheiros, bem como desenvolver projetos que contribuam com a expansão e fortalecimento de ambas as instituições.
No âmbito do Protocolo de Intenções, a Desenvolve SP se compromete a interagir com as instituições financeiras (BB, CEF e BNDES), afim de ampliar a disponibilização e diversificação do crédito público. O prazo de vigência deste Protocolo será de um ano ou até a celebração de Instrumento específico.


Taesa (TAEE11)
Concluiu captação de R$ 415 milhões da subsidiária ESTE 

A Taesa concluiu a captação de recursos de longo prazo de sua subsidiária, Empresa Sudeste de Transmissão de Energia S.A. (“ESTE”). O Volume da Oferta foi de R$ 415,0 milhões, com taxa de IPCA + 4,50% a.a. e vencimento em 15 de dezembro de 2044
ESTE é um empreendimento do lote 22, do leilão de transmissão nº 013/2015 (parte 2), realizado em outubro de 2016, 100% controlada pela subsidiária Empresa Amazonense de Transmissão de Energia S.A. (“EATE”), na qual a Taesa participa em parceria com a Alupar, na proporção de 49,98% e 50,02%, respectivamente.
A ESTE apresenta uma RAP total de R$ 112,2 milhões para o ciclo 2019-2020 e um Capex Aneel de R$ 486 milhões. O empreendimento está localizado entre os Estados de Minas Gerais e Espírito Santo, com extensão aproximadamente de 236 km de linhas de transmissão. O prazo estipulado pela Aneel para energização da ESTE é fevereiro de 2022.


Fleury S.A. (FLRY3) 
Ex JCP em 03/jan/20

O Conselho de Administração do Grupo Fleury aprovou a distribuição de juros sobre o capital próprio (JCP) no montante de R$ 35,6 milhões, correspondente ao valor bruto de R$ 0,11247959562/ação. Serão consideradas as posições em 2 de janeiro de 2020. As ações serão negociadas na condição “ex” juros a partir de 3 de janeiro de 2020 (inclusive). O pagamento ocorrerá em 17 de janeiro de 2020. Com base na cotação de R$ 30,10/ação o retorno líquido é de 0,3%.


Cesp (CESP6) 
Redução de participação relevante

A Cesp recebeu correspondência enviada pela Kapitalo Investimentos Ltda., informando que fundos de investimentos geridos pela Kapitalo reduziram, em 12 de dezembro de 2019, sua participação acionária no capital social da companhia, passando a deter 9.240.456 ações preferenciais classe B (CESP6), que correspondem a 2,82% do capital social e 4,38% das ações PNB.


Petrobras Distribuidora (BRDT3)
Venda da CDGN Logística  

Após o pregão de ontem, a empresa comunicou que vendeu a totalidade de sua participação (49%) na CDGN Logística por R$ 25,4 milhões, valor que será pago no final da operação. O comprador é o MDC I Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia, gerido pelo Pacífico Administração de Recursos Ltda.
• Como esta venda está alinhada com a estratégia da empresa de focar em atividades que gerem maior valor, este negócio é uma boa notícia para a BR Distribuidora;
• A CDGN atua na prestação de serviços de tratamento, compressão, liquefação, transporte, descompressão, regaseificação e comercialização de gás natural, metano, gás carbônico (CO2) e biogás, comprimido ou liquefeito e transporte.


Petrobras (PETR4) 
Aumento de preços no GLP

A empresa informou que vai aumentar em 5% o preço do GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), a partir de hoje para as distribuidoras. Esta elevação dos preços é válida para todos as formas de comercialização do GLP (residencial, comercial e industrial).
• O último reajuste do GLP realizado pela Petrobras ocorreu no dia 25 de novembro passado;
• O aumento dos preços é positivo para a Petrobras, dado que as vendas de GLP representam valor expressivo do faturamento da empresa (7,6% da receita líquida no mercado interno nos nove primeiros meses de 2019).


 

Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

>>Mapa de Oscilações

>>Análises Gráficas e Mapas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.