Segue expectativa de um acordo comercial entre EUA e China

MERCADO


Bolsa

A B3 vem conseguindo se descolar das bolsas internacionais nos últimos pregões, considerando que o noticiário segue uma repetição de problemas já conhecidos. O Ibovespa encerrou o dia com alta de 0,03% aos 108.956 pontos e giro financeiro de 17,4 bilhões. Hoje a agenda econômica mostra o IPC-Fipe mensal com alta de 0,68% ante uma expectativa de 0,58% do mercado e bem acima da leitura anterior de 0,16%. Temos ainda o indicador de produção industrial em outubro com alta de 0.8% no M/M e de 1.0% no A/A. Do lado externo, nenhum dado importante para hoje. Atenção mesmo só para o avanço das bolsas internacionais apoiadas na expectativa de um acordo comercial entre EUA e China até o dia 15 deste mês, data limite, mesmo com fala do presidente dos EUA, Donald Trump, ontem, indicando que este assunto pode se arrastar até depois da eleição de 2020. Com este cenário, a B3 pode acompanhar os mercados lá de fora, que operam em alta firme na zona do euro.

Câmbio

Ontem o dólar teve mais um recuo, de R$ 4,2169 para R$ 4,2048 (-0,29%). O câmbio foi influenciado pelo bom desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil no 3T19 e pelo recuo da moeda americana frente a outras moedas.

Juros

A divulgação do PIB do 3T19 acima das expectativas manteve os juros futuros em queda ontem. A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/21 reduziu de 4,749% na segunda-feira para 4,71% e a taxa para jan/25 caiu de 6,571% para 6,49%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Petrobras Distribuidora (BRDT3)
Recebimento da Eletrobras

A empresa informou ontem, após o pregão, que recebeu R$ 37,4 milhões da Eletrobras, referente à 19ª parcela dos Instrumentos de Confissão de Dívida (ICDs).
• A Petrobras Distribuidora já recebeu um total de R$ 4.201,1 milhões desde a assinatura destes instrumentos no ano passado;
• O recebimento deste valor é uma boa notícia para a empresa, com impacto direto no resultado do 4T19, dado que esta dívida já havia sido inteiramente provisionada.


Petrobras (PETR4)
Venda de blocos exploratórios em terra

Ontem após o pregão, a empresa fez dois comunicados referentes à negociação de concessões de blocos exploratórios em terra.
• No primeiro comunicado, a Petrobras informou que iniciou a etapa de divulgação da oportunidade, que é o primeiro passo no processo de venda, de dois campos terrestres situados na Bacia do Espírito Santo;
• A Petrobras informou no segundo comunicado, que iniciou a fase vinculante da venda das participações em oito blocos exploratórios em terra na Bacia do Recôncavo. Os blocos estão localizados em área que já dispõe de infraestrutura instalada e sistema petrolífero comprovado. A Petrobras detém 100% de participação nestes blocos;
• O prosseguimento normal do processo de desinvestimentos da Petrobras é sempre uma boa notícia. A venda de ativos tem permitido à empresa reduzir sua dívida e os investimentos, contribuindo para lucros maiores e uma futura distribuição mais generosa de proventos aos investidores.


Hapvida (HAPV3)
Assinatura de proposta vinculante de aquisição da Medical por R$ 294,0 milhões

A Medical tem sede em Limeira, a 145 Km da capital de São Paulo. Conta com uma carteira de cerca de 80 mil beneficiários de planos de saúde localizados majoritariamente na região de Limeira, Cordeirópolis, Iracemápolis e demais cidades do entorno. Nos 9M19 a empresa registrou um lucro líquido de R$ 652,4 milhões, crescimento de 17,6% sobre os 9M18 (R$ 554,3 milhões).
• Ontem a ação HAPV3 encerrou cotada a R$ 57,14 acumulando valorização de 84,7% no ano. A companhia abriu seu capital em 2018, com início de negociações na B3 no dia 24/04 ao preço de R$ 23,16. É uma empresa em ritmo forte de crescimento via aquisições.


Sabesp (SBSP3)
Companhia assina hoje o Termo de Aditamento ao Contrato de Guarulhos

A Sabesp assina hoje, dia 4 de dezembro de 2019, o Termo de Aditamento ao Contrato de Prestação de Serviços Públicos de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário (Termo), firmado em 12/12/2018, entre o Município de Guarulhos, a companhia e o Governo do Estado de São Paulo.
• Por meio do Termo, o Município de Guarulhos transfere para a Sabesp a operação da parcela dos serviços de esgoto que vinham sendo executados pelo município e/ou pela SAGUA. Com isso, a companhia explorará diretamente os serviços de coleta, transporte, tratamento e disposição final de esgotos sanitários.
• Com a assinatura do Termo, o investimento total em água e esgoto inicialmente previsto em R$ 2,0 bilhões passará para R$ 3,3 bilhões (em valores nominais atuais), ao longo dos 40 anos, sendo R$ 1,2 bilhão em água e R$ 2,1 bilhões em esgoto. Em adição, após a assinatura do Termo, a Sabesp repassará ao Fundo Municipal de Saneamento Ambiental e de Infraestrutura – FMSAI um acréscimo de R$ 40 milhões.


Taesa (TAEE11)
Concluiu energizações do Miracema, que engloba trecho Lajeado-Palmas, de 60 quilômetros de extensão.

A Taesa concluiu em 29 de novembro de 2019, as últimas energizações do empreendimento Miracema Transmissora de Energia Elétrica S.A. (“Miracema”), que englobam o novo trecho LT 230kV Lajeado – Palmas (circuito duplo) com aproximadamente 60 km de extensão, a nova subestação de Palmas onde serão conectadas as linhas de transmissão da distribuidora local, e a adequação do trecho LT 500kV Miracema – Lajeado (circuito 1) com a subestação Lajeado.
• Com isso, a companhia cumpre o Capex Aneel assim como o prazo de entrega exigido pela agência, adicionando uma Receita Anual Permitida (RAP) de R$ 65,0 milhões para o ciclo 2019-2020. Miracema é 100% controlado pela Taesa.


ENGIE Brasil Energia (EGIE3)
Petrobras venderá 10% da TAG em 2020

De acordo com recente declaração do Presidente da ENGIE Brasil Energia “a Petrobras venderá 10% da TAG em 2020 e a companhia exercerá o direito de preferência”. Em adição declarou que a meta da Engie é crescer mil km em linhas de transmissão no Brasil a cada dois anos.
Lembrando que a companhia, em conjunto com a GDF International e com o co-investidor Caisse de Dépôt et Placement du Québec, detém o controle acionário compartilhado de 90% da Transportadora Associada de Gás S.A. – TAG.


CSU CardSystem (CARD3)
Aprovado JCP de R$ 0,097314201/ação. Ex dia 9/dez

  • O Conselho de Administração da companhia aprovou ontem (3/dezembro) a destinação de Juros sobre o Capital Próprio (JCP) no valor de R$ 4,0 milhões, equivalentes a R$ 0,097314201/ação
  • O pagamento será efetuado até o dia 31 de março de 2020, com base na posição acionária de 06 de dezembro de 2019, sendo as ações da companhia negociadas “ex JCP” a partir de 09 de dezembro de 2019, inclusive. Com base na cotação de R$ 7,84/ação o retorno líquido estimado é de 1,05%.

Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

>>Mapa de Oscilações

>>Mapa de Posições Alugadas

>>Análises Gráficas e Mapas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.