Gerdau – Relatório de Análise

Um resultado fraco no 2T19

A Gerdau apresentou no 2T19 redução nas vendas, receita, margens e no lucro líquido.  Isso foi decorrência da fraqueza na demanda no mercado brasileiro e também na América do Norte, onde os clientes da empresa “queimaram” estoques no trimestre, além de elevações de custos.  Porém, para o restante do ano se espera uma retomada mais vigorosa da economia brasileira, ao lado da recomposição dos estoques nos Estados Unidos.  A reforma do maior alto forno da unidade de Ouro Branco (MG), impactou o capital de giro no 2T19 e deve elevar os custos do trimestre em curso.  Neste cenário mais difícil, vamos rever nossas projeções.  Nossa recomendação para GGBR4 é de Compra com Preço Justo de R$ 19,60/ação (potencial de alta em 51,1%).

  • O lucro líquido da Gerdau no 2T19 foi de R$ 373 milhões (R$ 0,22 por ação), 46,6% menor que 2T18 e 17,6% abaixo do trimestre anterior;
  • Investimentos: A empresa pretende investir R$ 7,1 bilhões entre 2019 e 2021.  Para este ano serão investidos R$ 1,8 bilhão, R$ 2,6 bilhões em 2020 e o mesmo valor em 2021.  Está sendo estudada a ampliação da linha de bobinas a quente, ainda sem uma data para decisão;
  • Operação de Negócios (ON) Brasil: A rentabilidade está adequada, os problemas são os baixos volumes, com a fraca retomada da economia.  A expectativa é de uma retomada da construção civil no 4T19, sendo que o varejo segue crescendo.  Para as obras de infraestrutura, espera-se uma maior demanda de aço somente em 2020;
  • ON América do Norte: Apesar de toda expectativa de alta dos custos na América do Norte, a empresa espera manter estável no segundo semestre/2019, em nível elevado, o metal spread (diferença entre o preço do produto e da sucata).  A demanda fraca no 2T19 deve ser revertida no 3T19, com a recomposição de estoques dos clientes.

Clique para acessar:

 

DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora.

As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado.
Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18:
O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.

[/fusion_text][/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]