Boletim Diário – 15 de Outubro 2018

MERCADO

Bolsa
O Ibovespa encerrou a quinta-feira em queda de 0,91% aos 82.921 pontos, influenciado pelo comportamento das bolsas de NY, preços do petróleo e expectativa em relação ao noticiário de final de semana. Hoje a agenda econômica traz dados do varejo nos EUA e o boletim Focus como destaque. A bolsas internacionais já abrem a semana em queda no fechamento da Ásia e na zona do euro, sinalizando baixa também para o mercado de NY com o aumento da tensão no mercado de petróleo entre Arábia Saudita e Estados Unidos. A última pesquisa do Datafolha mostra boa vantagem de Jair Bolsonaro (PSL) 58% em relação a Fernando Haddad (PT) 42%, ficando ainda a expectativa em relação á pesquisa do Ibope a ser divulgada nesta segunda-feira. Nosso mercado deverá reagir a estes eventos nesta segunda-feira.

Câmbio
O dólar fechou a semana cotado a R$ 3,7763 no mercado à vista, com alta de 0,35% com os investidores cautelosos em relação ao feriado prolongado e pelo comportamento dos mercados no exterior.

Juros
As preocupações do lado externo refletiram nos juros domésticos na quinta-feira, puxando as taxas para cima na ponta mais longa com o contrato de DI para jan/25 subindo de 10,673% para 10,77%. No curto prazo a taxa para jan/20 encerrou a 7,66%, de 7,714% na véspera.



ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Itaú Unibanco (ITUB4)
Itaú amplia participação no Itaú CorpBanca de 36,06% para 38,14%

O Itaú Unibanco, através de sua controlada ITB Holding Brasil Participações Ltda., adquiriu indiretamente 10.651.555.020 ações do Itaú CorpBanca pelo valor aproximado de R$ 365 milhões, em função do exercício pelo Corp Group de uma opção de venda de ações prevista no acordo de acionistas do Itaú CorpBanca celebrado entre Itaú Unibanco e Corp Group e afiliadas em 1º de abril de 2016.

  • Seguimos com recomendação de compra para ITUB4 com preço justo de R$ 59,00/ação, equivalente a um potencial de alta de 24,2% em relação a cotação de R$ 47,50/ação.
  • Com a aquisição a participação do Itaú Unibanco no Itaú CorpBanca passa de 36,06% para aproximadamente 38,14%.

    Banco ABC Brasil S.A. (ABCB4)
    BC homologa aumento de capital de R$ 91,8 milhões

    O Banco Central do Brasil homologou o aumento de capital do Banco ABC Brasil no valor de R$ 91,8 milhões, com base nas deliberações do Conselho de Administração de 26 de junho de 2018 e de 06 de setembro de 2018, de forma que o capital social do banco passa a ser de R$ 2,47 bilhões, representado por 211.132.950 ações, sendo 106.634.935 ações ordinárias e 104.498.015 ações preferenciais.

  • Com base na cotação atual de R$ 15,51/ação (valor de mercado de R$ 3,3 bilhões), suas ações registram queda de 1,9% este ano. No preço atual o banco está sendo negociado com P/L de 7,1x para 2018 e a 0,9x o seu valor patrimonial.
  • Seguimos com recomendação de compra para ABCB4 com preço justo de R$ 22,00/ação (potencial de alta de 41,8%).

    Gol (GOLL4)
    Plano de reestruturação societária para unificar base acionária com a Smiles

  • Em fato relevante divulgado em 14/10, a Gol anuncia plano de reestruturação societária, para unificar de sua base acionária e da Smiles.
  • No Brasil, a concorrência em ambos mercados de aviação e programas de fidelidade tornou-se mais desafiadora nos últimos anos.
  • A empresa enxerga benefícios para os acionistas, com esta decisão.
    Na quinta-feira a ação GOLL4 encerrou cotada a R$ 13,54 acumulando queda de 7,3% no ano


    Vale (VALE3)
    Forte alta nas vendas de minério no 3T18

    A Vale publicou hoje seu Relatório Trimestral de Produção e Vendas do 3T18, mostrando fortes aumentos nos volumes produzidos e negociados tanto de minério quanto de pelotas, mas com expressiva redução nos metais básicos (cobre e níquel).

  • No 3T18, a produção de minério de ferro foi recorde e atingiu o volume extremamente elevado de 104,9 milhões de toneladas, que foi 10,3% maior que no 3T17;
  • As vendas de minério foram excelentes no 3T18, com crescimento de 9,4% em relação ao mesmo trimestre do ano passado;
  • As vendas de pelotas cresceram 8,5% em relação ao 3T17, beneficiadas pela retomada na produção de duas unidades de pelotização.

    Triunfo (TPIS3)
    Redução na tarifa de pedágio da Concer

    A Triunfo informou na última sexta-feira, após o pregão, que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) determinou o reajuste do pedágio de sua controlada Concer, passando de R$ 12,40 para R$ 10,80 (redução de 12,9%), a partir de hoje (15/outubro).

  • As razões para essa redução foram a retirada do valor arrecadado pela concessionária para custear o envio de multas, assim como a não execução de certas obras na rodovia;
  • Esta é uma notícia negativa para a empresa, que terá uma perda importante de receitas;
  • No primeiro semestre/2018, o tráfego nesta rodovia foi de 10,8 milhões de veículos equivalentes, 12,4% da movimentação nas cinco concessões da Triunfo.

    Boletim Focus
    Em 2018, ajuste para cima nas expectativas de inflação, e redução no câmbio

    Dentre as alterações contidas no Boletim Focus publicado nesta segunda-feira para 2018, destaque para a alta da inflação medida pelo IPCA e pelo IGPM, redução da expectativa da Produção Industrial e do câmbio, e estabilidade nas estimativas para a Selic, PIB e Balança Comercial. Para 2019 os dados apontam alta da inflação (IPCA/IGP-M) e estabilidade do PIB e da Selic.

  • Para 2018, a mediana das estimativas de mercado para o IPCA registrou nova elevação marginal, a quinta consecutiva, apontando inflação de 4,43% ante 4,40% da leitura anterior.
  • Para 2019 o indicador de inflação pelo IPCA passou de 4,20% para 4,21%. As estimativas de mercado apontam para um IGP-M no final de 2018 em 9,92% ante 9,60% da leitura anterior.
  • Para este ano a mediana das estimativas para o PIB permaneceram estáveis em 1,34%. Para os anos subsequentes (2019, 2020 e2021) o mercado manteve as expectativas de crescimento para a economia em 2,50%.
  • Para a Taxa de Câmbio, a mediana das estimativas para este ano foram reduidas de R$/US$ 3,89 para R$/US$ 3,81. Para 2019 veio de R$/US$ 3,83 para R$/US$ 3,80. Para 2020 e 2021, permaneceu sem alteração em R$/US$ 3,75 e R$/US$ 3,86, respectivamente.

  • Clique para acessar o Boletim Diário Completo:

    Boletim Diário – PDF

    Clique para acessar nossos Mapas Diários:

    Mapa de Oscilações


    Mapa de Posições Alugadas


    Clique para acessar nossas Análises Gráficas:

    Análises Gráficas




    DISCLAIMER
    Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. 
    As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.