Boletim Diário – 20 de Setembro 2018

MERCADO

Bolsa
A quarta-feira foi de volatilidade na bolsa, mais uma vez. O mercado chegou a subir firme até o começo da tarde, mas a pressão de vendas levou a uma baixa de 0,19% aos 78.169 pontos. O giro financeiro ficou em R$ 9,6 bilhões. As últimas pesquisas indicam o crescimento de dois candidatos Bolsonaro e Haddad, se firmando à frente na corrida presidencial. Hoje agenda econômica vem mais concentrada em indicadores dos Estados Unidos e os futuros par NY sinalizam alta com a percepção de que os impactos da crise comercial entre EUA e China não sejam tão danosos para as duas economias. Já o Brexit segue sem avanços satisfatórios. Na Europa o movimento é de alta no fechamento da Ásia. A B3 segue sensível ao humor dos estrangeiros, ao comportamento das commodities e de olho na pauta política.

Câmbio
O recuo da moeda americana em outros mercados emergentes, com México, Argentina, Turquia e África do Sul, ajudou o câmbio doméstico. O recuo foi de 0,32% com o dólar ficando em R$ 4,1308.

Juros
Sem alteração na taxa Selic, o que já era esperado, os juros futuros mostraram pouca oscilação na ponta mais curta para jan/19, com a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) encerrando a 6,785%, de 6,775% no ajuste da terça-feira. Já a taxa do DI para jan/25, caiu de 12,214% para 12,14%.



ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Lojas Renner (LREN3)
Aprovação de JCP de R$ 0,0796 por ação. Ex em 25/09            

  • Montante bruto aprovado: R$ 57,044.940, 51
  • Valor bruto por ação: R$ 0,079685
  • Acionistas com direito ao provento até 24/09 (ações “ex” no dia 25)
  • Prazo para pagamento: Até 60 dias após a AGO de 2019

Ontem a ação LREN3 encerrou cotada a R$ 29,80 acumulando queda de 15,3% no ano. O retorno com base nesta cotação é de 0,27%.


Kroton (KROT3)
Aquisição da Somos Educação é aprovada pelo Cade

Na última sexta-feira (20) a ação KROT3 encerrou cotada a R$ 10,80, acumulando desvalorização de 39,7% em 2018. O valor de mercado atual da companhia é de R$ 17,6 bilhões, com a ação negociada a 1,12x o valor patrimonial.

Já a ação SEDU3 encerrou cotada a R$ 22,60, acumulando valorização de 53,1% neste ano. O valor de mercado atual da Somos é de R$ 5,9 bilhões e a ação estava sendo negociada a 6,85x o valor patrimonial.

A Kroton informou ontem que o Cade aprovou, sem restrições, a aquisição da Somos Educação pela Kroton, a qual enxergamos como positiva, dado o potencial de sinergias (aproximadamente R$ 300 milhões) a serem capturadas no segmento de educação básica que é bastante promissor.

Com isso, a Kroton passa se torna líder no segmento de educação no Brasil, desde a educação infantil até o ensino superior, contando com receita líquida anual de R$ 7,4 bilhões, EBITDA de R$ 3 bilhões (margem de 41%), bem acima das apresentadas por ser concorrentes diretos.


Ser Educacional (SEER3)
Encerramento das negociações com a Unigranrio, não havendo acordo entre as partes

A ação SEER3 encerrou ontem cotada a R$ 14,80 acumulando desvalorização de 51,4% em 2018. O valor de mercado atual da companhia é de R$ 2,0 bilhões e a ação está sendo negociada a 1,29x o valor patrimonial.

Ontem a Ser Educacional informou que foram encerradas as negociações, no intuito de aquisição da Unigranrio.

O desenrolar da negociação de estendeu por mais de um ano e se encontrava em fase final, não havendo acordo entre as partes, cujo valor estimado era da ordem de R$ 500 milhões.

Uma das possíveis justificativas do insucesso da negociação se deu em função do passivo fiscal de R$ 100 milhões, havendo divergência entre a família controladora da Unigranrio e as garantias de contingências exigidas pela Ser. Além disso, divergências nas apurações contábeis (EBITDA 20% menor que o apresentado no inicio da negociação) aumentaram a insatisfação da Ser Educacional. Enxergamos que o insucesso na negociação será negativo para a Ser Educacional, que tinha como praticamente certa a conclusão do negócio.


CSN (CSNA3)
Autorização para celebrar Termo de Ajustamento de Conduta

A empresa informou ontem, após o pregão, que foi publicado no Diário Oficial do Rio de Janeiro a autorização para que seja assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com os órgãos ambientais do estado.

  • O Termo estipula que a CSN vai investir R$ 303 milhões, até agosto de 2024, em projetos ambientais na região da Usina de Volta Redonda;
  • A conclusão destas negociações é um fato positivo para a CSN, dado que os órgãos ambientais já tinham ameaçado fechar sua usina, porque a empresa não havia cumprido integralmente os termos de um TAC assinado anteriormente.

Petrobras (PETR)
Ação admitida na Holanda e aumentos do GLP

Durante o pregão de ontem, foi informado que a Corte Distrital de Rotterdam (Holanda) autorizou a abertura de uma ação coletiva (class action) proposta pela Stichting Petrobras Compensation Foundation contra a Petrobras, algumas empresas controladas e ex-gestores.
• Esta ação foi protocolada em janeiro de 2017 e se refere a perdas de investidores fora dos Estados Unidos antes de junho de 2015;
• Esta é uma notícia negativa para as ações da Petrobras, mesmo que haja ainda uma longa batalha judicial até uma decisão que determine alguma perda;
• A imprensa divulgou hoje que a Petrobras vai reajustar entre 4,8% e 5,2%, a partir de amanhã, o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) para embalagens acima de 13 kg;
• Manter a paridade de preços no mercado interno e externo permitiu à Petrobras elevar sua rentabilidade. Porém, em um momento de alta do petróleo e desvalorização acentuada do real, as correções dos preços no mercado interno sempre causam desgaste para a empresa.


Coelce – Cia Energética do Ceará (COCE5)
Contrato com a CGTF vem sendo cumprido

A Coelce informou que, apesar do requerimento formulado pela Central Geradora Termelétrica Fortaleza S.A. (CGTF) à Aneel, para suspensão do Contrato de Compra e Venda de Energia Elétrica, celebrado entre as partes em 31/08/2001 (PPA), até o momento o citado contrato vem sendo integralmente cumprido pela CGTF.

  • As COCE5 registram queda de 21,2% este ano para uma cotação de R$ 42,30/ação. Os múltiplos para 2018 são: P/L de 8,3x e VE/EBITDA de 6,6x.
  • Conforme divulgado na imprensa, a Petrobras declarou unilateralmente a rescisão do contrato de suprimento de gás natural para a usina geradora da CGTF. Esse contrato de suprimento de gás foi celebrado no âmbito do Programa Prioritário de Termoeletricidade (PPT), segundo o qual a União Federal garantiu, por intermédio da Petrobras, o fornecimento de gás natural pelo prazo de 20 (vinte) anos e por preço pré-determinado e regulado.
  • A decisão da Petrobras, de rescindir o contrato, está sendo contestada em juízo pela CGTF por tratar-se do descumprimento da política pública estabelecida à época, para incentivar a implantação de usinas termelétricas à gás natural.

Cielo (CIEL3)
JCP bruto de R$ 0,0561/ação. Ex em 28/09 

O conselho de administração da Cielo aprovou a distribuição de juros sobre capital próprio (JCP) no montante de R$ 152,5 milhões (R$ 0,05618552183/ação brutos).

  • Serão consideradas as posições de ações em 27 de setembro, sendo que a partir de 28/set/18 seus papéis serão negociados ex-juros. Com base na cotação de R$ 13,41/ação o yield líquido é de 0,36%.
  • Lembrando que desde o dia 17/set/18 as CIEL3 estão sendo negociadas “ex” dividendos/JCP de R$ 1,75 bilhão (R$ 0,6447/ação brutos).
  • Os proventos serão pagos no dia 28/set/18 e o yield líquido foi de 4,45%.

Copasa (CSMG3)
JCP de R$ 0,4315/ação. Ex em 25/09 

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) aprovou o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP) no valor de R$ 54,5 milhões, equivalente a R$ 0,4315230622/ação brutos.

  • A data base é 24/set/18 e a partir do dia 25/set/18 as ações serão negociadas ex-juros. O pagamento acontecerá em até 60 dias a contar da aprovação.
  • Com base na cotação de R$ 40,24/ação o yield líquido é de 0,91%.

Clique para acessar o Boletim Diário Completo:

Boletim Diário – PDF

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

Mapa de Oscilações


Mapa de Posições Alugadas




DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. 
As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.