Boletim Diário – 30 de julho 2018

MERCADO

Bolsa
O Ibovespa marcou alta de 0,58% no fechamento da sexta-feira com o índice em 79.866 pontos e giro financeiro de R$ 8,7 bilhões. O ambiente político deverá ter mais peso de agora em diante com a proximidade da definição das chapas e as coligações a serem confirmadas. Esta semana terá a divulgação de indicadores importantes nos Estados Unidos e ainda a reunião de Federal Reserve na quarta-feira. Há ainda a reunião do Copom, também na quarta-feira que deve manter a taxa Selic estável.  Hoje já tivemos a divulgação da inflação de julho medida pelo IGP-M com alta de 0,51% no M/M e de 8,24% no A/A. Já saíram os dados de confiança na economia e indústria na Europa e ainda nesta manhã serão divulgados indicadores importantes nos EUA. A semana abre com as bolsas internacionais em queda no fechamento da Ásia e a na Europa, nesta manhã, o que pode influenciar o nosso mercado.

Câmbio
A moeda americana encerrou a semana cotada a R$ 3,7173 acumulando queda de 1,58%. O mercado financeiro segue atento às articulações políticas para a corrida presidencial e à agenda econômica desta semana, o que deverá influenciar as cotações do dólar.

Juros
Os juros futuros d curto prazo fecharam a sexta-feira perto da estabilidade com o contrato de DI em 6,620% ante 6,627 na quinta-feira. Já na ponta mais longa (jan/25), a taxa do DI caiu de 10,90% para 10,87%. O mercado de juros acompanhou o movimento do câmbio no dia.



ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

HYPERA (HYPE3)
Lucro líquido do 1S18 soma R$ 577,5 milhões, crescimento de 63,2% sobre o 1S17

Destaques do Período:

  • Lançamento de 14 novos produtos no 2T18.
  • Baixo impacto da greve dos caminhoneiros sobre a produção e resultados do 2T18.
  • Crescimento de 12,6% na receita líquida do 2T18 e de 13,2% no acumulado do semestre.
  • Evolução no EBTDA e no lucro líquido nos dois períodos comparativos.  O lucro líquido somou R$ 577,5 milhões no 1S18 e R$ 277,8 milhões no 2T18.

O bom desempenho poderá influenciar positivamente as ações da companhia.


ELETROPAULO (ELPL3)
Prejuízo no 2T18 e no acumulado do 1º semestre de 2018

A Eletropaulo registrou um prejuízo líquido de R$ 155,6 milhões no 2T18 comparado ao lucro de R$ 28,4 milhões no 2T17. O EBITDA somou de R$ 149,9 milhões, com redução de 47,2%. Já o EBITDA ajustado elevou-se de R$ 259,3 milhões no 2T17 (margem de 9,7%) para R$ 301,4 milhões no 2T18 (margem de 8,3%). A receita líquida cresceu 22,8% no 2T18 para R$ 3,65 bilhões, refletindo, principalmente, o crescimento de 2,3% na energia total distribuída pela Eletropaulo, para 11.026 GWh no período.

  • No 1º semestre Receita Líquida totalizou R$ 6,85 bilhões (+18,0%), EBITDA ajustado foi de R$ 646,2 milhões (+17,8% e estabilidade da margem EBITDA em 9,4%) e Prejuízo líquido de R$ 161,1 mihões ante lucro de R$ 41,3 milhões no 1S17.
  • Os investimentos somaram R$ 324,0 milhões no 2T18 e R$ 590,3 milhões no 1S18.
  • Ao final de junho sua dívida líquida era de R$ 4,3 bilhões equivalente a 3,2x o EBITDA ajustado, acima de R$ 3,7 bilhões de jun/17 (2,9x o EBITDA).
  • A companhia aprovou aumento de capital de R$ 1,5 bilhão que será realizado, por subscrição privada, mediante a emissão de 33.171.164 novas ações ordinárias, ao preço de emissão de R$ 45,22/ação. Cada 1 (uma) ação ordinária conferirá ao seu titular o direito à subscrição de 0,201911410043 nova ação ordinária.

KLABIN (KLBN11)
Operacional positivo no 2T18, com financeiro penalizando o lucro

A ação KLBN11 encerrou ontem cotada a R$ 20,13 acumulando valorização de 16,2% em 2018. O valor de mercado atual da companhia é de R$ 24,9 bilhões e a ação está sendo negociada a 2,94x o valor patrimonial.
A Klabin divulgou hoje seus resultados referentes ao 2T18, apresentando desempenho operacional positivo mesmo com os percalços enfrentados pela paralização dos caminhoneiros em maio, por sua vez penalizados pela forte desvalorização do real frente ao dólar, levando a companhia a reportar prejuízo líquido de R$ 954,6 milhões, frente ao lucro líquido de R$ 124,6 milhões no 1T18 e ao prejuízo líquido de R$ 377,6 milhões no 2T17. No acumulado dos 6 primeiros meses do ano a Klabin reportou prejuízo líquido de R$ 829,9 milhões, frente ao lucro líquido de R$ 224,4 milhões no 1S17.

Destaques do 2T18

  • Receita líquida: R$ 2,23 bilhões (+13% a/a e +2% t/t);
  • % Mercado Interno: 57% no 2T18, 59% no 1T18 e 61% no 2T17;
  • EBITDA Ajustado: R$ 884 milhões (+49% a/a e +16% t/t);
  • Margem EBITDA Ajustado: 40% no 2T18, 35% no 1T18 e 30% no 2T17;
  • Lucro líquido / Prejuízo: – R$ 955 milhões no 2T18, +R$ 125 milhões no 1T18 e – R$ 378 milhões no 2T17.

GRENDENE (GRND3)
Aprovação de dividendo no valor de R$ 33,7 milhões (R$ 0,037 por ação)

  • Montante aprovado: R$ 33.685.929,15 equivalentes a R$0,037418208 por ação (excluídas as ações em tesouraria).
  • Data para pagamento: A partir de 22/08/18
  • Acionistas com direito até 06/08 (ex em 07/08)
  • Retorno de 0,45% sobre a cotação atual.

Temos recomendação de COMPRA para a ação com preço justo de R$ 9,83 o que representa uma valorização potencial de 20,6%. No ano a Grendene acumula queda de 11,3%.


PORTO SEGURO (PSSA3)
Forte crescimento de lucro neste 2T18 com aumento de ROAE

A Porto Seguro registrou no 2T18 um lucro líquido de R$ 335,0 milhões, com forte crescimento de 41% em relação aos R$ 237,6 milhões do 2T17, resultado sensibilizado pelo melhor desempenho no segmento de seguros, decorrente principalmente da menor sinistralidade dos produtos de auto. Nesta base de comparação o ROAE passou de 15,0% para 19,7%.

  • Suas ações registram alta de 32,6% este ano para R$ 45,60/ação. Neste patamar de preços o P/L para 2018 é de 13,2x e de 12,0x para 2019.
  • No 2T18 as Receitas Totais cresceram 8% para R$ 4,5 bilhões, os Prêmios Auferidos cresceram 7% para R$ 3,8 bilhões, as Receitas dos Demais negócios somaram R$ 619 milhões (+16%) e o Resultado Financeiro caiu 15% totalizando R$ 168 milhões.
  • No 1º semestre de 2018 o lucro cresceu 35,1% passando de R$ 453,8 milhões (ROAE de 14,5%) no 1S17 para R$ 613,0 milhões (ROAE de 18,2%).
  • Destaque positivo para a melhora de 6,2pp no índice combinado no 2T18 para 91,4% resultado da disciplina da companhia na recomposição dos preços, riscos controlados e aumento da eficiência operacional.

ECORODOVIAS (ECOR3)
Teleconferência de resultados: Retomada no tráfego e negociação de compensações

A Ecorodovias divulgou seus resultados do 2T18 na última quinta-feira e realizou a teleconferência para comentá-los no dia seguinte, quando a diretoria expressou a confiança na retomada do crescimento do tráfego e na renegociação de compensações para as perdas com a isenção da cobrança do eixo suspenso.

  • O tráfego em julho está evoluindo bem, mesmo na comparação com o mesmo mês do ano passado, quando houve um crescimento de 4%;
  • A Ecorodovias está negociando com as agências reguladoras estaduais as formas de reequilíbrio contratual, devido à isenção do eixo suspenso;
  • Investimentos previstos para 2018 somam R$ 889 milhões, já tendo sido gastos R$ 364 milhões no primeiro semestre do ano, com R$ 525 milhões para serem gastos no 2S18.

USIMINAS (USIM5)
Teleconferência de resultados: Aumento de preços e retomada das entregas

  • Na teleconferência para comentar os números do 2T18, a empresa destacou que está elevando seus preços neste trimestre e deve entregar aço e minério que não puderam ser despachados em função da greve.
    • O aumento de 10% nos preços do aço será implementado durante o 3T18;
    • A produção de aço não foi afetada pela greve dos caminhoneiros.  O volume total produzido no 2T18 ficou 5,8% acima do mesmo período do ano passado;
    • Aço vendido e não despachado no 2T18, devido à greve, está sendo entregue no 3T18;
    • Vendas de aço em 2018 da Usiminas devem crescer 5%..

PETROBRAS (PETR4)
Supremo Tribunal Federal suspende decisão desfavorável do TST

Na última sexta-feira, o Supremo Tribunal Federal (STF) proferiu decisão liminar favorável à Petrobras no processo sobre a revisão do critério de cálculo do complemento da Remuneração Mínima por Nível e Regime de Trabalho.

  • A medida do STF suspende os efeitos da decisão desfavorável do Tribunal Superior do Trabalho (TST), evitando qualquer impacto nos resultados da Petrobras até uma sentença definitiva;
  • Esta é uma notícia positiva para a empresa, que alivia um grave risco para os resultados no curto prazo.

SÃO MARTINHO S.A (SMTO3)
 Ex-dividendos a partir de hoje, 30/julho

A Assembleia Geral Extraordinária e Ordinária da São Martinho realizada na sexta-feira, aprovou o pagamento de R$ 180 milhões em dividendos, equivalentes a R$ 0,513108985 por ação.
Os dividendos terão como base a posição acionária de 27 de julho de 2018 e serão pagos em 15 de agosto de 2018. As ações da companhia serão negociadas “ex-dividendos” a partir de hoje, 30 de julho de 2018. O retorno é de 2,5%.


Clique para acessar o Boletim Diário Completo:

Boletim Diário – PDF

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

Mapa de Oscilações


Mapa de Posições Alugadas




DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. 
As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.