Paper: Bolsonaro, pandemia, reformas e o Dólar

Prezados Amigos,

Parece sempre uma boa atitude termos disposição e encararmos nossos problemas com altivez e otimismo – ver o copo meio-cheio é um estado de espírito, que nos coloca em posição “vencedora” na largada. A realidade, entretanto, as vezes nos freia o ímpeto, e serve como anteparo e reforça cautelas, ao tempo em que reavaliamos os riscos. A tríplice crise que vivemos nos faz agir assim: com o destemor e o descaso à vicissitude dos eternos otimistas, mas também com a crueza e as agruras que o momento nos avassala e suscita extrema prudência e atenção aos fatos.

O desafio que se impõe ao Brasil é, sem dúvidas, um teste à nossa resiliência e uma prova à nossa maturidade como democracia e nação que deseja ser desenvolvida. Um verdadeiro divisor de águas. Do lado político e institucional, precisamos controlar excessos dos poderes, e encontrar harmonia no aparente caos. Não por menos, a sociedade brasileira votou em um Presidente para ser disruptivo em tudo que estávamos vivendo até então. Só não contávamos que haveria um Covid-19 no meio do caminho, e para tanto seriam necessárias outras características e atitudes de nosso Mandatário.

 

Clique aqui para ler o Paper.