Investidores aguardam a assinatura do documento que formalizará o acordo comercial

MERCADO


Bolsa

Em dia de vencimento de opções sobre ações o Ibovespa passou a maior parte do pregão perto da estabilidade para fechar com queda de 0,59% aos 111.896 pontos. O giro financeiro totalizou R$ 34,6 bilhões, sendo R$ 12,13 bilhões do vencimento de opções sobre ações. Após digerir o acordo comercial entre EUA e China, os mercados lá de fora mostram queda nesta terça-feira na zona do euro com a divulgação de dados abaixo das expectativas para o setor de consumo e bancos. Os investidores aguardam ainda a assinatura do documento que formalizará o acordo comercial, o que ainda deixa uma apreensão nos mercados. A agenda econômica traz a balança comercial de outubro na zona do euro, acima das expectativas. No Brasil, sai a ata da reunião do Copom e nos EUIA, indicadores da construção civil. Sem acontecimentos importantes, o Ibovespa pode ter seu mais um dia de pouca oscilação.

Câmbio

A moeda americana teve um recuo importante ontem de 1,22% passando de R$ 4,1079 para R$ 4,0577 no fechamento. A melhora no ambiente interno, com otimismo em relação à retomada da economia para 2020 vem tirando a pressão sobre o real, caminhando para um fechamento mais coerente com as expectativas do mercado, se não houver nenhum tropeço nesta segunda metade de dezembro.

Juros

Os juros futuros voltaram a subir com a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/21 passando de 4,510% para 4,55% e a taxa para jan/25 subindo de 6,362% para 6,46%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Petrobras (PETR4)
Pré-pagamento ao China Development Bank

A empresa anunciou que realizou ontem o pré-pagamento de um empréstimo com o China Development Bank (CDB), no valor de US$ 5 bilhões. Orginalmente, este empréstimo venceria em 2027.
• Com esta operação, termina a obrigação da Petrobras em fornecer preferencialmente, a preço de mercado e pelo prazo do financiamento, 100 mil barris de óleo equivalente por dia para empresas chinesas;
• Este pré-pagamento indica a boa situação financeira da Petrobras, após as reduções de investimentos, custos e despesas, além da venda de ativos.


Valid (VLID3)
Aquisição de 51% da Fintech Blupay por até R$ 25 milhões

A Valid Soluções anunciou a aquisição de 51% da participação acionária da BluPay Tecnologia de Dados, fintech especializada em transações financeiras e pagamento instantâneo.

O valor de aquisição da BluPlay será de R$ 3,9 milhões e poderá atingir ao R$ 25,8 milhões, desde que cumpridas condições previstas no contrato e métricas previamente estabelecidas.


Odontoprev (ODPV3)
Aprovação de pagamento de JCP de R$ 14,195 milhões (R$ 0,0267/ação)

O conselho de administração da Odontoprev aprovou hoje o pagamento de Juros sobre Capital Próprio (JCP) no valor bruto de R$ 0,0267 por ação, equivalente a R$ 14,195 milhões.

  • Os proventos serão pagos de acordo com a posição acionária da próxima quinta-feira (19), e a partir do dia 20, os papéis passam a ser negociados ex-juros.
  • O crédito será feito aos acionistas no dia 08 de janeiro.

Ontem a ação ODPV3 encerrou cotada a R$ 16,05 com valorização de 19,1% no ano. Com base nesta cotação, o retorno para os acionistas é de 0,16%.


Natura (NATU3)
Emissão de Notas Promissórias no valor de R$ 2,9 bilhões

A Natura &Co Holding fará sua 1ª emissão de notas promissórias em até duas séries, com esforços restritos de distribuição, no valor de até R$ 2,9 bilhões.

  • Serão até 220 notas no valor de R$ 2,2 bilhões na primeira série e até 70 notas, ou R$ 700 milhões, na segunda.
  • A remuneração será taxa DI mais spread (sobretaxa) de 2,00% ao ano em ambas as séries.
  • O prazo é de 365 dias.

Conforme a ata da reunião do conselho de ontem que aprovou a operação, os recursos serão destinados ao pagamento do total do valor do resgate das ações preferenciais Série C, emitidas pela Avon Products, Inc., incorporada pela Natura &Co, além de custos e despesas da aquisição.

Incorporação de ações da Natura Cosméticos e aumento de capital

O conselho de administração da Natura &Co confirmaram hoje que foram cumpridas todas as condições para a incorporação de ações da Natura Cosméticos, e consequente aumento de capital. A incorporação será realizada com a emissão de 370.266.482 ações ON da Natura &Co, no valor total de R$ 1,101 bilhão.
Ontem a ação NATU3 encerrou cotada a R$ 38,00 com alta de 71,0% no ano. O valor d mercado da companhia é de R$ 32,9 bilhões.


 

Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

>>Mapa de Oscilações

>>Mapa de Posições Alugadas

>>Análises Gráficas e Mapas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.