Ibovespa sobe 0,96% e registra recorde no fechamento da semana

Ibovespa sobe 0,96% e registra recorde no fechamento da semana

MERCADO


Bolsa
No penúltimo pregão de maio, o Ibovespa registrou recorde no fechamento, batendo 125.698 pontos, com valorização de 0,96% no dia. O giro financeiro da sexta-feira foi de R$ 30,5 bilhões (R$ 27,2 bilhões à vista). A divulgação de dados positivos no Brasil e no exterior, animou os investidores que avaliam as projeções mais otimistas para a economia. No entanto, os problemas que desafiam os mercados continuam os mesmos, o que pode retardar o retorno da atividade econômica, por exemplo, o risco de uma terceira onda de Covid, que pode estar se espalhando.  Nos EUA, a ambiente é favorável, no que diz respeito à Covid, com índice de vacinação alto. No final da sexta-feira as bolsas de NY fecharam do lado positivo, acumulando alta no mês no DJ e S&P 500, enquanto o Nasdaq mostrou recuo no mês. Com o feriado nacional desta segunda-feira nos EUA (Memorial Day), o volume do último pregão de maio deverá ser reduzido. A agenda econômica mostra os indicadores de preços na China, e no Brasil o resultado primário do setor público em abril e a relação Dívida/PIB, além do Boletim Focus.  O mês de junho inicia com muitos assuntos importantes no radar: a) amanhã, sai o PIB brasileiro do 1T21 e tem a reunião a Opep+ para revisar os níveis de produção de petróleo. Na quinta-feira é feriado no Brasil (Corpus Christi) e na sexta-feira sai o relatório de emprego nos EUA, para maio. A semana abre com as bolsas europeias sem rumo definido e com o petróleo em alta. Destaque para a recuperação dos preços do minério de ferro após quedas na semana passada.

Câmbio
Com o otimismo na bolsa, o dólar teve mais um dia de queda (o terceiro consecutivo), passando de R$ 5,2387 para R$ 5,2255 (- 0,25%). Na semana a desvalorização da moeda americana foi de 2,62%.

Juros
Os juros futuros encerraram a sexta-feira com recuo nas taxas futuras, com o contrato do Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/22 reduzindo de 5,03% para 5,001% e para jan/27 a taxa cedeu 8,524% a 8,43%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Banco do Brasil S.A. (BBAS3)
Ações ex-juros de R$ 0,1685/ação em 14/06

O Banco do Brasil aprovou a distribuição de juros sobre o capital próprio (JCP) relativos ao 2T21, no valor de R$ 480,85 milhões, equivalente a R$ 0,16851902084/ação.

·        Os JCP serão pagos em 30/06/2021 e terão como base a posição acionária de 11/06/2021, sendo as transferências de ações a partir de 14/06/2021 efetuadas “ex” JCP.

·        O retorno líquido estimado é de 0,43%.


Banrisul S.A. (BRSR6)
Ex JCP de R$ 0,2423/ação em 03/06

O Banrisul aprovou, em reunião da Diretoria realizada no dia 28 de maio de 2021, o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP) referente ao 2T21, no valor total de R$ 99,08 milhões, equivalente a R$ 0,24226757 por ação PNB.

·        Serão beneficiados os acionistas na data de 02 de junho de 2021, passando as ações a serem negociadas “ex-direito” a partir de 03 de junho de 2021.

·        O pagamento ocorrerá em 28 de junho de 2021. O retorno líquido estimado é de 1,54%.

Seguimos com recomendação de COMPRA para BRSR6 e preço justo de R$ 18,00/ação, equivalente a um potencial de alta de 34,3% ante a cotação de R$ 13,40/ação.


Simpar (SIMP3)
Vence a proposta de concessão apresentada pelo consórcio Grãos do Piauí, com duração total de 30 anos

A Simpar divulgou sexta feira ser vencedora da proposta apresentada pelo Consórcio Grãos do Piauí, cujo controle é detido por sua controlada CS Brasil Transportes, por meio de 64% de participação, referente à concessão para prestação dos serviços públicos de conservação, recuperação, manutenção, implantação de melhorias e operação rodoviária das rodovias PI-397 e PI-262.

A estratégia é trazer receitas que sejam resilientes e diversificadas no que tange aos serviços, segmentos e localidades, e apresentem perspectivas de aumento de volume em setores estratégicos no Brasil, como agronegócio, mineração e saneamento.

O fluxo de recebimento da concessão já se inicia ao final do primeiro ano, com as implantações das primeiras praças de pedágio. A valores atuais não inflacionados, o EBITDA médio anual após as obras de recuperação e melhoria das estradas, bem como da implantação das quatro praças de pedágio, é estimado em cerca de R$60 milhões.

A concessão tem duração total de 30 anos e uma projeção de TIR real mínima alavancada de 15%. O investimento durante o período de implantação será de aproximadamente R$250 milhões na soma dos primeiros dois anos, restando em média R$20 milhões anuais a serem realizados até o trigésimo ano.

A concessão da Transcerrados possui extensão total de 276,8 km e está localizada próximo ao polo de Uruçuí/Gurguéia, na região Centro-Sul do Piauí. O sistema rodoviário se encontra estrategicamente inserido na região do MATOPIBA (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia), com forte destaque na produção de soja, milho e, ultimamente, na produção de algodão. Essa rodovia já está traçada e também asfaltada nos trechos I e III, sendo vital para o escoamento da produção de grãos para exportação e um importante meio para promover o desenvolvimento e integração da região, cuja área destinada ao plantio de soja poderá ser expandida em cerca de 70%, além da possibilidade de dobrar a produtividade por hectare quando comparada a regiões do país em que o plantio já está consolidado. A CS Brasil reafirma que continuará a desenvolver os demais negócios que promoveram a melhora dos seus resultados.


Petrobras (PETR4)
Condenação na Bolívia e a reafirmação da política de preços

Na noite da última sexta-feira, a empresa fez dois comunicados, sendo o primeiro sobre uma condenação em primeira instancia da sua controlada Petrobras Bolívia S/A e no segundo reafirmou as bases de sua política de preços.

· No primeiro comunicado, a empresa informou que sua controlada Petrobras Bolívia S/A (PEB) foi condenada em primeira instância a pagar US$ 61,1 milhões, acrescido de juros e custas, referente a indenização pelo uso das propriedades do campo de San Alberto;

· A PEB opera o bloco San Alberto (35% de participação), tendo como sócias a YPFB Andina S.A. (50%) e Total E&P Sucursal Bolívia (15%);

· A Petrobras reafirmou sua política de preços, no segundo comunicado, que conforme a empresa é baseada no monitoramento das cotações internacionais do petróleo e dos derivados e na evolução do câmbio. Certamente este comunicado veio esclarecer algumas afirmações recentes sobre intervenção na empresa realizadas pelo Presidente da República.


CCR (CCRO3)
Dados operacionais e emissão de debêntures

A empresa divulgou, após o último pregão, dois comunicados importantes.  O primeiro informando os dados operacionais referentes ao período de 21 a 27 de maio/2021, que foram um pouco piores que na semana anterior em tráfego, mas melhores nos outros negócios.  No outro comunicado, a CCR informou que vai emitir debêntures (R$ 545 milhões) para financiar investimentos na sua controlada denominada ViaCosteira.

·       O tráfego comparável da CCR de 21 a 27 de maio/2021 (sem a ViaSul e ViaCosteira), mostrou um crescimento de 3,1%, comparado ao mesmo período de 2019.  A movimentação dos veículos de passeio caiu 11,1%, sendo mais que compensada pela evolução em 14,7% no tráfego dos comerciais.  Na semana anterior, o número comparável havia crescido 4,0%;

·       Na CCR Mobilidade, a quantidade de passageiros transportados entre 21 e 27 de maio/21, comparado ao mesmo período de 2019, diminuiu 47,9%, percentual melhor que na semana anterior (50,9%).  Nas mesmas bases da comparação anterior, na CCR Aeroportos ocorreu uma queda de 52,2% na movimentação de passageiros, melhor que o número do período passado, que foi negativo em 53,7%;

·       No segundo comunicado, a CCR informou que vai realizar sua 15ª. emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, no valor total de R$ 545 milhões.  O prazo de vencimento será em novembro de 2023 (12 anos e seis meses).  A emissão será disciplinada pelo Decreto nº 8.874/2016 (debêntures incentivadas) e os recursos serão usados nas obras do projeto enquadrado como prioritário da BR-101/SC (trecho entre Paulo Lopes e a divisa SC/RS totalizando 220,4 km).  Esta concessão é administrada pela controlada ViaCosteira da CCR.


 

Se preferir, baixe em PDF:

Ibovespa sobe 0,96% e registra recorde no fechamento da semana

 

 

Análises Gráficas >>> 


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.