Ibovespa sobe 1,35% com aprovação da PEC Emergencial no Senado

MERCADO


Bolsa
A aprovação da PEC Emergencial em segundo turno deu força ao mercado de ações levando o Ibovespa para 111.163 pontos, com alta de 1,35%. O volume negociado segue alto, fechando ontem em R$ 53,9 bilhões (R$ 43,9 bilhões à vista).  Hoje as bolsas caiem forte lá fora com notícias vindo da China, onde o governo divulgou metas conservadoras de crescimento para a economia neste ano.  Nos Estados Unidos. o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, comentou enxerga alta das taxas de juros no longo prazo. Com isso, as ações pesaram na Europa e nos futuros de NY. Temos hoje uma agenda carregada de indicadores, No Brasil sai a produção industrial de janeiro e dados do setor automotivo em fevereiro.  Nos EUA, destaque para os dados do payroll e balança comercial de fevereiro. O mau humor do exterior pode pesar do lado doméstico.

Câmbio
A moeda americana subiu de R$ 5,6232 para R$ 5,6688 (+ 0,81%) em dia de volatilidade, aguardando a decisão do Senado em relação à PEC Emergencial.

Juros
O mercado de juros mostrou queda nas taxas no fechamento do dia refletindo à aprovação da PEC Emergencial no Senado. A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/22 fechou em 3,85% de 4,020%na quarta-feira e para jan/27 fechou passou de 8,425% para 7,84%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

MRV Engenharia (MRVE3)
Lucro líquido consolidado de R$ 621 milhões contra R$ 748 milhões em 2019

Os resultados da MRV em termos de receita, lucro bruto, resultado financeiro e operacional mostraram pequenas variação de 2019 para 2020, mesmo considerando a crise da pandemia, o que pode ser considerado um bom desempenho.

Os números do 4T20, mostram crescimento de 20% na receita liquida, somando R$ 1.70 bilhão e lucro líquido de 196 milhões (+29,9% sobre o 4T19).

Com relação às operações a MRV (sozinha) teve queda de 12,2% no VGV lançado e no consolidado cresceu 9,5% sobre 2019.

A ação MRVE3 encerrou ontem cotada a R$ 16,70 com 11,0% de queda no ano.


Grendene (GRND3)
Lucro líquido de R$ 309 milhões no 4T20 (+47,7% s/ o 4T19).

A Grendene encerrou o 4T20 com lucro líquido de R$ 309 milhões, crescimento de 47,7% sobre o 4T19 e no ano, o lucro líquido foi de R$ 405,2 milhões, queda de 50,5% ante o ano anterior. A companhia é mais uma que mostra forte recuperação nos resultados do 4T20, mas ainda com o peso da pandemia que penalizou os resultados dos trimestres anteriores, com o fechamento da unidades.

Distribuição de Proventos:

  • O conselho de administração da Grendene aprovou o pagamento de proventos no valor bruto total de R$ 458,787 milhões, ou R$ 0,5089 por ação.
  • Deste total, R$ 110 milhões, ou R$ 0,1220 por ação, serão pagos na forma de Juros sobre Capital Próprio (JCP), e R$ 348,787 milhões, ou R$ 0,3868 por ação, via saldo de dividendos dos exercícios 2019 e 2020.
  • Os pagamentos serão feitos com base na posição acionária do dia 22 de abril, e a partir do dia 23, as ações passam a ser negociadas ex-direitos.
  • O crédito aos acionistas será realizado a partir de 12 de maio.
  • Ontem a ação encerrou cotada a R$ 7,25 com queda de 13,5% no ano. O retorno do provento sobre esta cotação é de 6,9%.

Odontoprev (ODPV3)
Crescimento de 16,6% no lucro líquido do 4T20, somando R$ 83,6 milhões. No ano, o resultado foi de R$ 361,1 milhões (+26,8%)

A Odontoprev registrou lucro líquido de R$ 83,6 milhões no 4T20 (16,6% s/ o 4T19) e no ano, a companhia fechou com lucro de R$ 361,1 milhões, aumento de 26,8%. No 4T20, Ebitda somou R$ 122,1 milhões (+22,1%).

No 4T20, a  receita operacional líquida foi de R$ 447,0 milhões, queda de 1,8% em relação ao mesmo período de 2019, mas no ano houve crescimento de  34,5%.

Um ponto forte da Odontoprev é a geração de caixa. No final do ano o caixa líquido era de R$ 753,4 milhões, valor 34,5% acima da posição de 2019.

A empresa tem também uma boa política de dividendos.

Ontem a ação ODPV3 encerrou cotada a R$ 13,12 com queda de 9,3% no ano.


CCR (CCRO3)
Efeitos não recorrentes levam ao prejuízo no 4T20

Após o pregão de ontem, a empresa divulgou seu balanço do 4T20 que apresentou queda na receita, nas margens e prejuízo líquido, principalmente decorrente da contabilização de itens não recorrentes. O principal destes foi a provisão para perda na MSVia de R$ 306 milhões.

  • No 4T20, a CCR sofreu um prejuízo de R$ 75 milhões (R$ 0,04/ação), contra resultados positivos de R$ 118 milhões no trimestre anterior e R$ 393 milhões no 4T19. Sem considerar as perdas com a MSVia, o resultado seria positivo em R$ 176 milhões (R$ 0,09/ação);
  • Os efeitos não recorrentes levaram ao prejuízo no 4T20. Dentre eles, o mais importante foi o impairment da MSVia (R$ 306 milhões), devido ao estágio avançado da devolução amigável deste ativo.  Também relativo à MSVia foram feitas provisões de R$ 133 milhões, referentes autos de infração por aspectos operacionais e de investimento nesta concessão.

Randon (RAPT4)
Um enorme salto no lucro do 4T20 ajudado por ganhos fiscais

A empresa divulgou na noite de ontem seus números do 4T20, que mostraram aumentos na receita, margens de rentabilidade e no lucro.  Ganhos fiscais também contribuíram positivamente o resultado (+R$ 407 milhões no EBITDA).

  • O lucro da Randon no 4T20 foi de R$ 490 milhões (R$ 1,42 por ação), 322,7% acima do 3T20 e quase dez vezes maior que no mesmo trimestre do ano anterior;
  • As vendas consolidadas da Randon continuaram em forte crescimento no 4T20. Sempre comparando ao mesmo período de 2019, o volume vendido no segmento de Veículos e Implementos teve destaques com a expansão de 34,0% em Semirreboques no Brasil e 28,9% nas exportações destes produtos.  Em Autopeças, os destaques foram os crescimentos nas vendas de Freios (18,7%) e Sistemas de Acoplamento (25,5%).  Com este incremento no volume, a receita líquida no 4T20 teve um aumento de 40,7%;
  • Também teve forte impacto positivo nos números do trimestre o ganho com a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/Cofins, que impactou o EBITDA em R$ 407 milhões.

Tupy (TUPY3)
Crescimento da receita e do lucro no 4T20

Na noite de ontem, a empresa divulgou seu resultado do 4T20, que comparado ao mesmo trimestre de 2019, mostrou expressiva redução das vendas, mas aumento da receita e da rentabilidade, em função dos melhores preços dados pela desvalorização do real.  Ganhos não recorrentes também beneficiaram o resultado do trimestre.

  • A Tupy lucrou R$ 86 milhões (R$ 0,60 por ação) no 4T20, valor 18,7% maior que no 4T19, mas 32,8% abaixo do trimestre anterior;
  • As vendas em toneladas da Tupy no 4T20, sempre comparando ao 4T19, diminuíram 5,8%, com redução de 10,3% no volume vendido para o exterior, em parte compensado pelo aumento de 16,1% no mercado interno;
  • No 4T20, o resultado foi beneficiado por alguns itens não-recorrentes. O mais importante foi o crédito tributário de R$ 58,1 milhões, referente à retirada do ICMS da base de cálculo do PIS/Cofins.  Outro item expressivo foi a reversão do impairment (R$ 18,5 milhões) referente a carteira contratual com clientes mexicanos.

B3 (B3SA3)
Lucro Líquido recorrente de R$ 1,2 bilhão no 4T20; Ex dividendo em 25/03 (yield de 6,0%)

A B3 registrou no 4T20 um lucro líquido recorrente de R$ 1,16 bilhão, em linha com o trimestre anterior e alta de 34% em relação aos R$ 865 milhões do 4T19, explicado, principalmente pelo resultado operacional medido pelo EBITDA recorrente (+46%) reflexo do incremento de receita (+44%), melhora do resultado financeiro (por redução dos juros pagos e efeito cambial), que no conjunto, compensaram o crescimento de 10% das despesas, notadamente às atreladas ao faturamento.

Atentar para (i) o pagamento de dividendos de R$ 0,392617730/ação com yield estimado de 6,0%; (ii) o cancelamento de 17,1 milhões de ações com retorno aos acionistas de 0,83%; (iii) o Programa de recompra de até 27,6 milhões de ações, equivalente a 1,35% das ações em circulação; e o desdobramento na proporção de 1 (uma) para 3 (três) ações a ser aprovado na AGOE em 29.04.2021.

Cotada a R$ 55,49/ação, correspondente a um valor de mercado de R$ 114,3 bilhões, a ação B3SA3 registra queda de 9,7% este ano. Temos recomendação de COMPRA e Preço Justo de R$ 67,00/ação, que aponta para um potencial de alta de 20,7%.

 Dividendos. O conselho de administração da B3 aprovou o pagamento de dividendos de R$ 798,5 milhões, equivalentes a R$ 0,392617730 por ação. O valor será pago em 8 de abril com base na posição acionária de 24 de março. Ex em 25/03 e retorno estimado é de 6,0%.

 Programa de Recompra, Desdobramento e Cancelamento de Ações. O Conselho de Administração da companhia, em reunião ocorrida nesta quinta-feira (04/03) aprovou: (i) o cancelamento de ações mantidas em tesouraria; (ii) a recompra de ações; e (iii) a proposta de desdobramento de suas ações a ser apreciada na AGOE em 29 de abril de 2021.

·        Cancelamento. Serão canceladas 17.138.490 ações atualmente mantidas em tesouraria passando o capital a ser dividido em 2.042.000.000 ações ordinárias. O retorno aos acionistas será de 0,83%.

·        Programa de Recompra. A quantidade máxima de ações a serem adquiridas será de até 27.600.000 ações ordinárias, equivalente a 1,35% das ações em circulação. O prazo máximo para aquisição será de 360 dias, de 5 de março de 2021 a 28 de fevereiro de 2022.

·        Desdobramento. Caso a operação proposta seja aprovada pela AGOE da companhia, será realizado o desdobramento da totalidade das atuais 2.042.000.000 ações ordinárias, na proporção de 1 (uma) para 3 (três) ações da mesma espécie, sem modificação do valor do capital social, que permanecerá em R$ 12.548.655.563,88, passando a ser dividido em 6.126.000.000 ações ordinárias.


Wiz (WIZS3)
Lucro Líquido do 4T20 reflete piora do resultado operacional

A Wiz reportou um lucro líquido de R$ 33,5 milhões no 4T20 com redução de 33,9% em relação ao lucro líquido de R$ 50,7 milhões do 4T19 e queda de 13,7pp na margem líquida para 14,3%. Um resultado construído a partir do crescimento de 28,9% da receita líquida e piora do resultado operacional por forte aumento dos custos e despesas (reflexo principal de provisões para contingências fiscais e dos custos das novas unidades Wiz Conseg e BMG) e o crescimento da linha de outras despesas operacionais por baixa em ativos intangíveis.

No acumulado de 2020 o lucro líquido registrou queda de 10,8% para R$ 199,6 milhões; o EBITDA caiu 5,1% para R$ 374,9 milhões e a Receita Líquida veio com alta de 17,8% alcançando R$ 803,0 milhões.

Em base ajustada o lucro do 4T20 eleva-se a R$ 80,8 milhões com alta de 19,3% ante R$ 67,8 milhões de igual trimestre do ano anterior, acumulando em 2020 um lucro líquido ajustado de R$ 300,0 milhões (+19,7%).

Ao preço de R$ 7,22/ação (valor de mercado de R$ 1,2 bilhão) a ação WIZS3 registra queda de 10,2% este ano, explicado principalmente por não ter sido vencedora nos Blocos de Oferta do processo competitivo promovido pela Caixa Seguridade para os negócios de co-corretagem nas linhas de Saúde, Grandes Riscos, Auto e Recuperação em Produtos de Seguridade. Temos recomendação de COMPRA para WIZS3. Preço Justo em revisão.

Processo Competitivo da Caixa. No dia 12 de fevereiro a Wiz foi informada pela Caixa Seguridade Participações S.A. que não foi vencedora nos Blocos de Oferta do processo competitivo promovido pela Caixa Seguridade para os negócios de co-corretagem nas linhas de Saúde, Grandes Riscos, Auto e Recuperação em Produtos de Seguridade.

A Wiz continuará auxiliando e cooperando com a Caixa Seguridade, sua corretora própria e eventuais co-corretoras no processo de transição, conforme disciplinado no Primeiro Termo Aditivo ao Acordo Comercial celebrado entre a companhia e a Caixa Seguridade. Nesse período, a Wiz receberá comissão sobre todos os produtos comercializados no período, exceto seguro habitacional.

A companhia continuará prestando serviços ao conglomerado da Caixa Seguros Holding S.A. por meio de contratos de Backoffice (“BPO”), bem como pelas atividades em Mar Aberto, com destaque para o segmento de Consórcios.


Itaúsa S.A. (ITSA4)
Ex JCP em 10/03

O Conselho de Administração reunido nesta quinta-feira (04/03) deliberou declarar antecipadamente, por conta do dividendo obrigatório do exercício de 2021, juros sobre o capital próprio (JCP) no valor de R$ 0,015456 por ação.

·  Os JCP serão pagos até 30.09.2021, com base na posição acionária final do dia 09.03.2021. Sendo assim as ações passarão a ser negociadas na condição “ex” juros a partir de 10.03.2021.

·  O retorno líquido estimado é de 0,13%.

Temos recomendação de COMPRA para a ação ITSA4 e Preço Justo de R$ 13,50/ação.


Lojas Americanas (LAME3)
Crescimento no GMV total de +18,4% com lucro líquido no ano de R$ 394,0

A Lojas Americanas divulgou resultados ontem com o GMV total crescendo 18,4%, atingindo R$ 13,5 bilhões no 4T20.
As vendas 3P cresceram 31,0%, representando 60,9% do GMV online, devido e mudanças nos hábitos de consumo.
 
No 4T20, o lucro bruto teve um recuo de 2,1%. A margem bruta foi impactada pela maior penetração das vendas online e pelo ajuste de sortimento.
A margem EBITDA  foi de 16,6%, queda de 3,6 p.p. em relação ao 4T19, devido à maior penetração das vendas online (66,1% do GMV no 4T20 vs 57,5% no o 4T19).
O lucro líquido consolidado foi de R$ 394 milhões no ano, alta de 0,6%.
Devido ao aumento no número de casos de Covid-19 no país em dezembro, as vendas mesmas lojas apresentaram uma redução de -5,2% no 4T20.
 
A empresa expandiu o sortimento das plataformas para as categorias de bens essenciais e de alta frequência (limpeza, higiene, alimentos, bebidas e material esportivo). São 87,2 milhões de itens ofertados, um crescimento de 195%.
Iniciativas como as dos gerentes digitais, AME, o programa de fidelidade da Americanas (frete grátis e outros benefícios) e parceria com a BR Distribuidora continuam evoluindo. No trimestre, 11,5% das entregas do Universo Americanas foram realizadas em até 3 horas.Com o objetivo de reduzir a distância até o consumidor final e aumentar o número de cidades elegíveis para entregas em até 24 horas, a LET’s inaugurou 5 novos Fulfillment Centers em 2020, sendo 2 deles em novos estados: Distrito Federal e Espírito Santo.
A ação da LAME4 em 2021 teve uma queda de 5,5% vs  5,3% de queda do Ibov. Em 2020 a ação subiu 1,52 vs alta de 2,92% do Ibov.

B2W (BTOW3)
Redução de prejuízo líquido para R$ 203,8 milhões e crescimento do GMV total +47% em 2020

Mesmo com diversas iniciativas e esforços a empresa ainda tem sua botton line pressionadO. No 4T20, o GMV foi de R$ 9.184,3 milhões, crescimento de 38,2% A/A . Em 2020, a receita líquida foi de R$ 10.124,3 milhões , correspondendo a um aumento de 52,0%.
Em 2020, as despesas somaram valor de R$ 2.269,9 milhões, o que correspondeu a 8,2% do GMV, mesmo percentual dos R$ 1.542,9 milhões de SG&A de 2019 em relação ao GMV do ano.
Nesse mesmo ano, o prejuízo líquido foi de R$ 203,8 milhões, representando uma melhora de 48,0% em relação ao valor de R$ -391,6 milhões de 2019, com a margem líquida apresentando evolução de 3,9p.p., saindo de -5,9% em 2019 para -2,0% em 2020.

Americanas e B2W anunciaram o início dos estudos sobre uma potencial combinação operacional de seus negócios com o objetivo de maximizar a experiência do cliente e de criação de valor do Universo Americanas. Com isso a Lojas Americanas também pode aproveitar os créditos fiscais da B2W oriundo dos prejuízos.
No 4T20, foram 1,9 MM de entregas em até 3h (11,5% do total). As entregas em até 24h (Same Day), representaram 40% do total, número similar ao de Via Varejo.
O B2W Marketplace anunciou o lançamento de uma nova plataforma para aumentar a competitividade dos Sellers e melhorar o nível de serviço. Já estão em vigor as novas regras de comissionamento, cancelamento de pedidos e política de frete grátis com benefícios para os Sellers de acordo com o nível de serviço.
A ação da BTOW4 em 2021 teve uma queda de 1,23% vs 5,3% de queda do Ibov. Em 2020 a ação subiu 20,69 vs alta de 2,92% do Ibov.


Iguatemi (IGTA3)
Queda de 26,7% no lucro líquido do 4T20, somando 82 milhões

O shopping Iguatemi encerrou o 4T20 com lucro líquido de R$ 82 milhões (- 26,7% sobre o 4T19). O setor de shopping centers foi um dos mais prejudicados em 2020, pela pandemia e quando iniciou-se uma retomada das atividades, nos últimos 3 meses, veio a segunda onda de contaminação, que deverá pesar sobre os resultados deste 1º trimestre.

No acumulado do ano, o lucro líquido somou R$ 202,3 milhões, baixa de 35,6% em relação ao ano anterior.

O Ebitda (do 4T20 caiu 19,0% somando R$ 162,2 milhões, e no ano totalizou R$ 514,2 milhões, recuo de 19,1%.

No 4T20, a receita líquida no trimestre atingiu R$ 184,4 milhões, retração de 12,7%, e no ano totalizou R$ 684,243 milhões, encolhimento de 9,3%.
As ações dos shopping centers foram bastante penalizadas com a crise e a IGTA3 fechou ontem cotada a R$ 31,47 com queda de 15,3% no ano.


Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Análises Gráficas >>> 


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.