Ibovespa sobe 1,12% e chega aos 119,5 mil pontos

MERCADO


Bolsa
O Ibovespa manteve e curva de alta ontem (+1,12%) chegando aos 119.593 pontos, com giro financeiro reduzido de R$ 23,6 bilhões, (R$ 17,6 bilhões no à vista). Os investidores estrangeiros retiraram R$ 193,2 milhões da B3 durante a sessão da terça-feira, 22, marcando a primeira saída do mês. Com a alta de ontem, o Ibovespa acumulou ganho de 9,39% em dezembro e 3,01% no ano. Hoje a agenda econômica traz a inflação de dezembro medida pelo IGP-M e a taxa de desemprego nacional em outubro. No exterior, nenhum dados econômico relevante para hoje. As bolsas internacionais mostram movimento firme de alta e os futuros de NY também estão positivos nesta manhã, o que deverá motivar também o Ibovespa hoje, na reta final de encerramento de ano. Os mercados seguem otimistas com a aprovação do pacote fiscal nos EUA e o início da vacinação contra a Covid-19, que traz de volta a expectativa de retomada mais rápida das atividades e recuperação das economias destes países. No Brasil o processo ainda não começou, ficando para fevereiro, segundo previsões de especialistas.

Câmbio
Ontem a moeda americana subiu mais um pouco, mesmo com as bolsas animadas. No fechamento o dólar marcou R$ 5,2466 contra R$ 5,2166 no dia anterior com variação de 0,58%.

Juros
A semana abriu com os juros futuros puxados para cima, com o mercado atento aos dados econômicos a serem divulgados no fechamento do ano. A taxa do contrato de DI para jan/22 fechou o dia em 2,920% contra 2,910% na sexta-feira e para jan/27 a taxa passou de 6,550% para 6,580%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS


Ser Educacional (SEER3)
Aprovação de JCP no valor de R$ 0,1201 por ação. Ex-JCP em 05/01

O Conselho de Administração do Ser Educacional aprovou ontem (28/12) o pagamento do montante bruto de R$ 15.465.327,13 em Juros sobre Capital Próprio (JCP), o equivalente a R$ 0,1201 por ação ordinária da empresa.

O valor será pago com base na posição acionária do dia 4 de janeiro de 2021, e a partir do dia 5, as ações passam a ser negociadas ‘ex-juros’.
O crédito será feito aos acionistas até o dia 20 de janeiro, os quais serão imputados aos dividendos mínimos obrigatórios do exercício social de 2020.

Ontem a ação SEER3 encerrou cotada a R$ 15,50 e com base nesta cotação o retorno para os acionistas é de 0,78%. No ano a ação acumula queda de 43,3%.


EDP – Energias do Brasil S.A. (ENBR3)
Acordo de Investimento na Blue Sol Participações S.A. e Distribuição de JCP

A EDP – Energias do Brasil, através de sua controlada EDP Ventures Brasil S.A. (“EDP Ventures”), assinou no dia 23 de dezembro de 2020, um Acordo de Investimento com a Blue Sol Participações S.A. (“Blue Sol”), detentora da Blue Sol Energia Solar LTDA., Blue Sol Franquia LTDA. e Blue Sol Educacional LTDA.

Com o Acordo a EDP adquire uma participação minoritária de até 40% do capital social votante da Blue Sol, tendo ainda a opção de adquirir o seu controle após 3 anos e meio da conclusão da operação. O valor da compra não foi declarado.

A Blue Sol é uma empresa brasileira com 12 anos de atuação no segmento de geração distribuída solar destinada ao mercado B2C. Atualmente, a Blue Sol possui uma rede de 34 franquias distribuídas em 16 Estados e atende clientes em todo o território nacional. A operação está prevista para ocorrer no primeiro trimestre de 2021.

Distribuição de JCP no valor de R$ 0,2712/ação (Ex em 05/01). O Conselho de Administração da EDP aprovou em 28 de dezembro a distribuição de Juros sobre o Capital Próprio (JCP) no montante bruto de R$ 162,4 milhões, equivalentes a R$ 0,271192776 por ação.

· Serão consideradas as posições de ações em 04 de janeiro sendo os papéis negociados na condição “Ex-Juros” a partir de 05 de janeiro de 2021.

· O pagamento dos juros sobre capital próprio será realizado até 30 de junho de 2021.

· Com base na cotação de R$ 19,83/ação o retorno líquido é de 1,2%.


Santander Brasil (SANB11)
JCP de R$ 0,1784/Unit. Ex em 11/01

O Conselho de Administração do Banco Santander Brasil aprovou em 28 de dezembro a distribuição de Juros sobre o Capital Próprio (JCP) no montante bruto de R$ 665,0 milhões, equivalentes a R$ 0,17842144740 por Unit.

· Farão jus aos JCP os acionistas no dia 08 de janeiro de 2021. Dessa forma, a partir de 11 de janeiro de 2021 (inclusive), as ações serão negociadas “Ex-Juros”.

· Os Juros sobre o Capital Próprio serão pagos a partir do dia 1º de fevereiro de 2021.

· Com base na cotação de R$ 46,11 por Unit o retorno líquido é de 0,3%.


Banco BMG S.A. (BMGB4)
Conselho aprova complemento do JCP. No total será de R$ 0,1775/ação. Ex em 30/12

O Conselho de Administração do BMG aprovou ontem (28/12) o complemento de R$ 20 milhões (R$ 0,0338/ação) dos Juros sobre o Capital Próprio (JCP) declarados em 17/12 no valor de R$ 85 milhões (R$ 0,1437/ação).

· Desta maneira o total de JCP soma R$ 105 milhões, equivalentes a R$ 0,1775 por ação ordinária e preferencial.

· O pagamento será efetuado até 30 de abril de 2021, tendo como base a posição acionária registrada no dia de hoje, 29 de dezembro. A partir do dia 30/12, as ações passam a ser negociadas ex-juros.

· Com base na cotação de R$ 5,82 para a ação BMGB4 o retorno líquido é de 2,6%.


Petrobras (PETR4)
Arbitragem contra a Odebrecht

Após o pregão de ontem, a empresa informou que requereu arbitragem contra a Odebrecht S/A com demanda indenizatória estimada em R$ 800 milhões, por violações nos termos do acordo de acionistas da Braskem.
• A Petrobras ressaltou que a Braskem não é parte nesta arbitragem;
• A nota emitida pela Petrobras foi extremamente sintética, por ser a arbitragem protegida por confidencialidade. Dessa forma, é impossível emitir maiores opiniões acerca dela. Porém, estas disputas entre os acionistas certamente não favorecem a venda do controle da Braskem, o que é de interesse das duas partes.


CCR (CCRO3)
Assinatura de termo aditivo e recebimento de valores na BH Airport

A empresa informou ontem, antes de ser iniciado o pregão, que assinou um termo aditivo ao contrato de concessão do Aeroporto Internacional Tancredo Neves/Confins, que é administrado por sua controlada indireta a BH Airport. O Aditivo altera os dispositivos para o reembolso de obras realizadas pela concessionária, mas de competência da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (INFRAERO).
• Na ocasião da assinatura, a BH Airport já receberá R$ 33,2 milhões, sendo que mais R$ 46,3 milhões serão recebidos no primeiro semestre de 2021. O Aditivo também estabelece mecanismo para o reembolso de obras futuras a serem executadas pela BH Airport, cujo saldo disponível é de R$ 272,3 milhões;
• Esta é uma boa notícia para o grupo CCR, representando um ingresso de recursos importante para esta concessionária, que está sofrendo com a redução da movimentação nos aeroportos.


Se preferir, baixe em PDF:

 

 


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.