Ibovespa descola das bolsas de NY e sobe 0,84%. Hoje, o cenário negativo pressiona os mercados no exterior.

MERCADO


Bolsa
A B3 se sustentou do lado positivo em dia de vencimento de opções e do índice futuro e o Ibovespa marcou alta de 0,84% fechando aos 99.334 pontos, com giro financeiro de R$ 45,9 bilhões inflado pelo exercício e nos negócios à vista o volume foi de R$ 23,9 bilhões.  Desta vez as bolsas de NY não ditaram o rumo de nosso mercado, encerrando em baixa, com um acordo para um pacote fiscal ficando cada vez mais difícil de acontecer antes da eleição presidencial em 03 de novembro.  A quinta-feira abre com os mercados em queda generalizada no exterior, com o peso da nova onda de coronavírus, (França, Alemanha e Holanda já adotam medidas de proteção contra os novos casos de contaminação na Europa, 100 mil por dia), e dificuldades para o acordo fiscal nos EUA e na Europa e resultados ruins divulgados pelas grandes corporações para o 3T20.  O mau humor dos mercados pode refletir na B3 que tem ainda a divulgação do Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) de agosto, acompanhando de uma série de indicadores de preços nos EUA, de setembro.

Câmbio
O dólar subiu de R$ 5,5706 na terça-feira para R$ 5,5926 no fechamento (+0,39%). A tensão que ronda os mercados no exterior e a morosidade para decisões importantes no Brasil, deverá manter a moeda americana em patamar elevado ainda por um bom tempo.

Juros
O mercado de juros futuros seguem sem grandes oscilações, com o Banco Central atuando com leilões frequentes desde a semana passada. O DI mais líquido, para jan/22, encerrou o dia com taxa de 3,19%, de 3,234% na terça-feira e para jan/27 a taxa caiu de 7,384% para 7,36%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Eletrobras (ELET3, ELET6)
STJ suspende o julgamento da correção dos créditos de depósitos compulsórios

A companhia comunica que o julgamento dos Embargos de Declaração nos Embargos de Divergência em Agravo em Recurso Especial, pelo Superior Tribunal de Justiça (“STJ”), foi novamente suspenso em decorrência do pedido de vista da Ministra Assusete Magalhães, com 4 (quatro) votos a favor da tese da Eletrobras e 3 (três) contra.

·       O referido recurso trata do tema empréstimo compulsório, mais especificamente com relação a critérios relacionados ao termo final para cálculo de juros remuneratórios de 6% incidentes nos eventuais créditos discutidos nas demandas judiciais em que a companhia figura no polo passivo.

·       A Eletrobras defende a tese que uma vez que tais créditos foram pagos nos termos da legislação própria, os valores em discussão tratam de débitos judiciais e não mais de tributos, devendo ser corrigidos com encargos próprios dos débitos judiciais.


Concessões rodoviárias
Crescimento de 5,1% do tráfego em setembro comparado ao mês anterior

O tráfego total nas estradas brasileiras pedagiadas em setembro/2020 continuou em recuperação, mostrando um crescimento de 5,1% comparado ao mês anterior, segundo os dados divulgados pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR). Em relação a setembro/19, os números ainda mostram uma redução de 4,8%.
• A recuperação no tráfego é um sinal positivo para os resultados das grandes empresas abertas do setor, como CCR, Ecorodovias e Triunfo;
• É interessante notar que os veículos pesados mostram um desempenho positivo no mês e no ano. Apenas na série de doze meses estes veículos têm números ligeiramente negativos. Este dinamismo dos veículos pesados é uma boa notícia para as concessionárias e também para o desempenho de toda a economia brasileira.


Movida (MOVI3)
Emissão de R$ 600 milhões em debêntures

O Conselho de Administração da empresa aprovou ontem a 5ª emissão de debêntures da no valor total de até R$ 600 milhões em duas séries. A data de vencimento destes títulos será em 15 de outubro de 2023, no caso da primeira série e 15 de outubro de 2025 para a segunda série.
• As debêntures terão uma remuneração composta pelo DI mais um prêmio de até 2,50%, na primeira série e de até 2,95% na segunda. O primeiro pagamento dos juros será realizado em 21 de abril de 2021;
• A Movida não declarou qual será o uso prioritário dos recursos que serão captados, mas estes devem servir para aumentar o prazo da dívida e financiar a retomada das compras de veículos.


Grupo Natura (NTCO3)
Conclusão da oferta primária de ações no montante de R$ 5,614 bilhões

Ontem, o conselho de administração da Natura &Co informou que concluiu o processo da oferta pública de distribuição primária de 121,4 milhões de ações ordinárias, cotadas a R$ 46,25 (ou US$ 16,4591 por ADS), o que corresponde a um valor total de R$ 5,614 bilhões.

Do total de 121,4 milhões de ações ordinárias, 96,331 milhões foram distribuídas no Brasil e 25,069 milhões no exterior, sob a forma de American Depositary Shares (ADSs), representados por American Depositary Receipts (ADRs).

Com o aumento de capital, a empresa visa acelerar seu crescimento, avançando em prioridades estratégicas melhorar a estrutura do balanço.

A empresa teve seu rating elevado pela agência S&P de BB- para BB.

Ontem a ação NTCO3 encerrou cotada a R$ 49,40 com valorização de 27,8% no ano e valor de mercado de R$ 67,8 bilhões.


Setor Educação
Disputa pelos negócios da Laureate Education no Brasil

A Ser Educacional divulgou fato relevante ontem comunicado aos seus acionistas e ao mercado em geral que no âmbito da aquisição dos negócios da Laureate Education no Brasil, recebeu cópia de determinados termos e condições de uma oferta de terceiro para adquirir os ativos da Laureate no Brasil.

A Ser afirma que está avaliando estes documentos a e proposta, que se for mais vantajosa a da concorrente, a Ser ainda tem a opção de subir sua proposta para o negócio, ou se assim não desejar, poderá exigir o pagamento por parte da Laureate, de uma multa recisória no valor de R$ 180 milhões, hipótese na qual a Laureate poderá concretizar a operação com terceiro.

O terceiro no caso é a Ânima Educação que informou não ter sido notificada pela Laureate a respeito de qual das propostas formuladas pelos competidores teria sido a escolhida como a mais vantajosa para a aquisição dos ativos do grupo americano no Brasil.

A Ânima Educação reiterou que apresentou uma proposta em 8 de outubro de 2020 para aquisição dos ativos da Laureate no Brasil, o que está em total consistência com seu posicionamento de constante análise de oportunidades do mercado.

Ontem a ação SEER3 encerrou cotada a R$ 15,29 com queda de 44,7% no ano (Valor de Mercado: R$ 1,97 bilhão) e a ação ANIM3 fechou a R$ 30,26 com alta de 1,6¨no ano (Valor de Mercado: R$ 3,18 bilhões).


Se preferir, baixe em PDF:

 

 


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.