Bolsa registra alta de 2,51% com destaque para os grandes bancos

MERCADO


Bolsa
Com a proximidade da safra de resultados corporativos do 3T20, o mercado deu atenção às ações de bancos, enxergando desconto nos preços atuais, considerando a expectativa de bons resultados. As ações da Petrobras também tiveram destaque positivo no dia. Com isso, o Ibovespa marcou alta de 2,51% aos 97.920 pontos, com giro financeiro de R$ 27,7 bilhões (R$ 24,9 bilhões à vista). Na semana, o Ibovespa registra alta de 4,15% e, no mês, 3,51%. Hoje, a agenda econômica mostra o IPC-Fipe semanal com alta de 1,06%, a 1ª prévia do IGP-M de outubro com alta de 1,97% acima da expectativa de 1,60% (média Bloomberg) e ainda nesta manhã, a inflação de setembro medida pelo IPCA. Nos EUA, sai a pesquisa econômica Bloomberg e dados de oferta monetária. O mercado financeiro segue atento às negociações para as reformas no Brasil e nos EUA, o assunto gira em torno da eleição presidencial. As bolsas internacionais mostram queda no fechamento da Ásia, movimento misto na zona do euro e os futuros de NY do lado positivo. As cotações do petróleo (WTI e Brent) mostram pequena queda nesta manhã

Câmbio
O dólar encerrou a quinta-feira com queda de 0,21%, de R$ 5,6113 para R$ 5,5996. A expectativa de novos estímulos à economia americana e a realização de lucros pesaram sobre o dólar ontem.

Juros
O mercado de juros encerrou com recuo nas taxas em dia de ambiente externo favorável ao risco e sem novidades na pauta doméstica. A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/22 fechou a 3,19%, de 3,274% na quarta-feira e para jan/27 a taxa passou de 7,584% para 7,54%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

MRV Engenharia (MRVE3)
Prévia operacional do 3T20 com números fortes

A MRV divulgou sua prévia operacional do 3T20 com os seguintes destaques:

Retomada dos Lançamentos, totalizando um VGV de R$ 1,87 bilhão, equivalente a 11.106 unidades, aumento 15,0% em relação ao 3T19 e de 98,9% no comparativo com o 2T20. Recorde de Vendas Líquidas pelo terceiro trimestre consecutivo, acumulando R$ 1,97 bilhão e 12.183 unidades, um acréscimo de 41,1% frente ao 3T19 e de 8,3% no comparativo com o 2T20.

 Novo recorde de Repasses em um trimestre, totalizando 13.880 unidades no 3T20, um aumento de 102,2% em relação ao 3T19 e de 14,9% frente ao 2T20 e aumento na Velocidade de Vendas (VSO – Vendas sobre Oferta), alcançando 21,2%, a maior marca desde 1T14, equivalente a um aumento de 6,3 p.p no comparativo com o 3T19 e de 1,5 p.p frente o 2T20.

Atenção para a maior Geração de Caixa da história da Companhia, atingindo R$ 307 milhões no 3T20.

Ontem a ação MRVE3 encerrou cotada a R$ 16,81 com queda de 22,0% no ano.


Even (EVEN3)
Prévia operacional do 3T20 com alta expressiva nas vendas

A Even divulgou sua prévia operacional do 3T20 com VGV lançado de R$ 622 milhões, 124% superior ao 3T19 (% Even). No acumulado do ano foram lançados 10 empreendimentos/fases totalizando R$ 888 milhões (%Even).

As vendas do 3T20 totalizaram R$ 480 milhões, volume 84% superior ao mesmo período de 2019 e 59% maior do que o trimestre anterior (% Even). A Velocidade de Vendas (VSO) consolidada foi de 20%.

As vendas de estoque somaram R$ 268 milhões com uma VSO de 15%. Dos empreendimentos lançados no trimestre, foram vendidos R$ 212 milhões.

No 3T20 foram entregues 02 projetos, somando 705 unidades e VGV de R$ 88 milhões (% Even).

Banco de Terrenos – No 3T20 foram adquiridos 03 terrenos, todos localizados em São Paulo que somam VGV potencial de R$ 1,3 bilhão distribuídos em 1,2 mil unidades. O VGV potencial do Banco de Terrenos totalizou R$ 7,3 bilhões (% Even) no 3T20.

A ação EVEN3 encerrou ontem cotada a R$ 11,50 com queda de 24,5% no ano.


Direcional Engenharia (DIRR3)
Prévia operacional do 3T20 com alta nas vendas do 3T20

No 3T20, a Direcional lançou 10 novos empreendimentos/etapas que totalizaram VGV de R$ 574 milhões (R$ 458 milhões % Direcional), representando crescimento de 64% sobre o 2T20 e 32% em relação ao 3T19. No acumulado de 9 meses, os lançamentos atingiram R$ 1,1 bilhão, redução de 23% em relação ao mesmo período de 2019.

A velocidade de vendas líquidas do 3T20, VSO (Vendas Líquidas sobre Oferta), atingiu índice de 16% no consolidado. Já a VSO do segmento MCMV 2 e 3, alcançou 18%.

 Ontem a ação DIRR3 encerrou cotada a R$ 15,06 com alta de 0,4% no ano.


Irani Papel e Celulose (RANI3 e RANI4)
Aprovada em AGE a migração para o Novo Mercado

Em Assembleia Geral Extraordinária (AGE) realizada ontem (08/10), os acionistas da Irani Papel e Embalagem aprovaram a migração da companhia para o segmento Novo Mercado da B3. Os portadores das ações também aprovaram, como requisito obrigatório para a migração, a conversão da totalidade das ações preferenciais da companhia em ordinárias, na proporção de um para um. Em reunião apartada, os detentores das ações preferenciais também aprovaram a conversão dos papéis e a migração para o Novo Mercado.

Ontem as ações fecharam cotadas a: RANI3: R$ 4,84 com 22,3% de alta no ano e a RANI4 fechou a R$ 7,05% com 65,1% de valorização no ano


Enauta (ENAT3)
Queda na produção total do 3T20

Na noite de ontem, a empresa informou a produção de petróleo e gás durante o 3T20 em seus dois campos em operação, com recuperação de volumes em Manati, mas forte queda em Atlanta, na comparação com o trimestre anterior.
• No 3T20, a produção total somou 1,37 milhão de barris equivalentes de petróleo (boe) nos dois campos operados, equivalente a 14,9 mil boe. Este volume foi 7,6% menor que no trimestre e 32,5% abaixo do 3T19;
• Este número é um indicador negativo para os resultados da empresa no 3T20, que deverá ser divulgado após o pregão do dia 11 de novembro.


Localiza (RENT3)
Conselho de Administração aprovou os atos iniciais da combinação de negócios com a Unidas

Após o pregão de ontem, a empresa informou que seu Conselho de administração aprovou os atos iniciais do processo de combinação de negócios com a Unidas (Locamerica). Este foi um passo importante para a efetivação do negócio.
• O Conselho da Localiza aprovou a assinatura do Protocolo e Justificação de Incorporação de Ações e a Proposta da Administração à Assembleia Geral Extraordinárias. Nestes documentos foram estabelecidos os termos e condições para a implementação da combinação dos negócios com a Locamerica (Unidas);
• Acreditamos que se esta operação ocorrer, isso será positivo para os acionistas da Localiza e da Locamerica (Unidas), permitindo a criação de uma enorme empresa, com grande poder de mercado e de crescimento. Porém, uma operação como esta, tem como maior preocupação para sua conclusão a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).


Camil Alimentos S.A. (CAML3)
Lucro Líquido de R$ 138,6 milhões no 2T20

A companhia registrou no 2T20 (jun/20 a ago/20) um lucro líquido de R$ 138,6 milhões com crescimento de 245,6% sobre o lucro líquido de R$ 40,1 milhões do 2T19 (jun/19 a ago/19) construído a partir do bom crescimento de receita líquida, maior geração operacional de caixa e melhora de margem.

No 1S20 o lucro alcançou R$ 248,1 milhões, com crescimento de 176% ante igual semestre do ano anterior (R$ 89,9 milhões).

Conforme ressaltado pela Camil, o 2T20 foi um trimestre marcado pelo crescimento anual de 20,2% dos volumes em todas as categorias de produtos da companhia (exceto feijão). No Brasil o incremento foi de 16,0%, sendo em grãos (+10,9% em 12m), açúcar (+23,1% em 12m) e pescados (+56,5% e 12m). No segmento Internacional o crescimento foi de 30,2% (Uruguai (+37,6% em 12m), Chile (+8,3% em 12m) e Peru (+17,8% em 12m).

Sua geração de caixa medida pelo EBITDA alcançou R$ 207,5 milhões, com forte incremento de 133,8% ante o 2T19, com margem de 10,8% (+3,6pp em 12m) reflexo de melhor rentabilidade e da diluição de custos e despesas de vendas, gerais e administrativas, nesta base de comparação.

Os investimentos somaram R$ 27,1 milhões no 2T20 com redução de 29,1% em doze meses, em linha com a decisão de fortalecer sua liquidez financeira no curto prazo. Ao final do 2T20 a dívida líquida da companhia era de R$ 1,3 bilhão, acima de R$ 1,2 bilhão do trimestre anterior. Nesta base de comparação trimestral a alavancagem caiu de 2,2x para 2,0x.


Banco Inter S.A. (BIDI11)
Prévia dos resultados operacionais do 3T20

O Banco chegou a 7,2 milhões de correntistas no 3T20, crescimento de 120% em 12 meses, após a abertura de 1,3 milhão de novas contas no trimestre. Destaque para o aumento do Cross Selling Index (CSI) que atingiu 2,94 produtos no 3T20, frente a 2,68 no 2T19; e para o NPS de 83 pontos (ao final de setembro).

Foram R$ 5,2 bilhões de volume transacionado em cartões no 3T20, um crescimento de 135% em relação ao 3T19.

Nas operações de seguros, o banco atingiu 180 mil clientes segurados pela Inter Seguros (+377% em 12 meses), sendo realizadas 75,2 mil vendas de seguros, consórcios e previdência privada, crescimento anual de 787%.

Ao final de setembro o banco atingiu mais de 3,9 milhões de clientes com saldo em conta e saldo médio de R$ 1.127,00, ultrapassando 230 milhões de acessos no App no 3T20.

A originação de crédito atingiu R$ 2,5 bilhões no 3T20, com crescimento de 101% em relação ao 3T19. O Crédito Empresas cresceu 114% quando comparado ao 3T19, com produção de R$ 1,3 bilhão no trimestre, impulsionado pelas operações de supply chain finance. O Crédito Imobiliário atingiu uma produção de R$ 542 milhões no 3T20 com crescimento de 53% comparado ao 3T19. Já o Crédito Consignado atingiu R$ 681 milhões no 3T20, crescimento anual de 132%.


Banco Bradesco S.A. (BBDC4)
Foram obtidas todas as autorizações regulatórias para aquisição do BAC Florida Bank

O Banco comunicou ontem (8/10) que foram obtidas todas as autorizações regulatórias para a aquisição, pelo Bradesco, de 100% do capital social do BAC Florida Bank. A conclusão da operação ainda está sujeita ao cumprimento de determinadas condições contratuais.

Lembrando que no comunicado de aquisição em 6 de maio de 2019 o banco destacava o pagamento de aproximadamente US$ 500 milhões pelo BAC Florida, tendo como principal objetivo, ampliar a oferta de investimentos nos EUA aos seus clientes de alta renda (Prime) e do Private Bank, além de outros serviços bancários, como conta corrente, cartão de crédito e financiamento imobiliário.


Light S.A. (LIGT3)
Mudança na Administração

O Conselho de Administração da Light elegeu ontem (8/10) os Srs. Firmino Ferreira Sampaio Neto e David Zylbersztajn como presidente e vice-presidente do referido órgão da Administração, respectivamente.

Na mesma reunião, o Sr. Raimundo Nonato Alencar de Castro foi eleito para o cargo de Diretor Presidente da companhia, em substituição à Sra. Ana Marta Horta Veloso.

O Sr. Nonato Castro possui ampla experiência no setor elétrico, tendo ocupado diversas posições no Grupo Equatorial Energia, destacando-se as de diretor presidente da Cepisa entre 2018 e 2020, diretor presidente da Celpa entre 2012 e 2018 e diretor de distribuição da Cemar entre 2008 e 2012.

O Sr. Roberto Caixeta Barroso, atual diretor da Companhia, acumulará interinamente o cargo de Diretor de Relações com Investidores.

As alterações foram bem recebidas pelo mercado com reflexo direto na cotação da ação LIGT3 que fechou com alta de 11,10% a R$ 16,91 (valor de mercado de R$ 5,1 bilhões). O foco está na redução da inadimplência e das perdas operacionais, melhorando a eficiência da companhia.


Neoenergia (NEOE3)
Prévia não auditada do mercado de energia elétrica no 3T20 nos seus segmentos de atuação

As informações são prévias e não auditadas a abrangem os segmentos de atuação da companhia e foram divulgadas pelo seu controlador (Grupo espanhol Iberdrola). Sua área de concessão abrange cerca de 840 mil quilômetros quadrados, com aproximadamente 14 milhões de unidades consumidoras atendidas por suas quatro distribuidoras – Coelba (BA), Celpe (PE), Cosern (RN) e Elektro (SP/MS).

O volume de energia total injetada (correspondente a energia distribuída nos mercados cativo e livre + perdas) alcançou 16.307 GWh no 3T20 com crescimento de 1,33% em relação ao 3T19 amenizando a queda no acumulado de 9M20 que somou 48.851 GWh e queda de 2,50% ante o 9M19 – explicado pelos impactos da pandemia.

No segmento de Geração de Energia Renovável destaque para o crescimento de 7,36% no 3T20 para 1.641 GWh e alta de 4,12% no 9M20 para 8.990 GWh.

Na Geração Térmica a Termopernambuco (considerada a participação da companhia) gerou 237 GWh no 3T20, com queda de 77,91%, por menor quantidade de dias de operação, cujo efeito no resultado é anulado pela compra de energia a PLD inferior ao custo variável unitário. No acumulado do 9M20 foram gerados 1.356 GWh com queda de 36,52% ante igual período do ano anterior.


Minerva S.A. (BEEF3)
Encerradas as tratativas sobre possível combinação de negócios entre a Athena Foods e a SPAC

A Minerva encerrou ontem (8/10) as tratativas acerca da possível combinação de negócios de sua subsidiária Athena Foods S.A. com sociedade de propósito específico para aquisição, listada na bolsa de valores NASDAQ (“SPAC”).

De acordo com o comunicado, “a administração da Minerva seguirá trabalhando na geração de valor, focada no desenvolvimento do seu plano de negócios e atenta a oportunidades que representem o melhor interesse de todos os acionistas”.


Se preferir, baixe em PDF:

 

 


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.