Ibovespa sobe 2.82% com medidas do governo

MERCADO


Bolsa
O primeiro pregão de setembro foi na contramão do mau humor no mercado no dia anterior. Mesmo com a divulgação de uma queda recorde do PIB no 2T20 (-9,7%), o Ibovespa ganhou força com o anúncio do governo de envio da reforma administrativa, que estava engavetada para 2021. Ao mesmo tempo o presidente, acompanhado do ministro Paulo Guedes e líderes do Congresso, comunicou a extensão do auxílio emergencial até o fim do ano, no valor de R$ 300, passando uma mensagem positiva para os mercados. Com isso, o Ibovespa marcou alta de 2,82%, a 102.168 pontos e giro financeiro de R$ 28,3 bilhões (R$ 25,7 bilhões no à vista). As bolsas internacionais seguem testando novos recordes, deixando de lado os problemas domésticos com a pandemia e em meio a uma disputa presidencial que promete ser acirrada na reta final. Hoje a agenda econômica traz, em destaque, o IPC-Fipe mensal de agosto com alta de 0,78% e nos EUA dados de pedidos de fábrica em agosto. As bolsas internacionais mostram alta firme nesta manhã.

Câmbio
O bom humor na bolsa com a promessa de reformas estruturais por parte do governo levou o dólar para baixo, com a cotação passando de R$ 5,4937 para R$ 5,3955 (-1, 79%).

Juros
O mercado de juros futuros também refletiu o posicionamento do governo ontem com a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/22 fechando em 2,79%, de 2,843% no dia anterior e o DI para jan/27 encerrou com taxa de 6,74%, de 6,853%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Hapvida (HAPV3)
Incorporação de três operadoras como parte da reestruturação societária

Ontem, a Hapvida concluiu a incorporação de três operadoras recém-adquiridas do Grupo América,  a AME Planos de Saúde, a Promed Assistência Médica e a Jardim América Saúde, em Goiás.  Além disso, foram incorporadas dezenas de unidades assistenciais pela Ultra Som Serviços Médicos, subsidiária da Hapvida.

A Hapvida vem num ritmo forte de aquisições desde a sua entrada no mercado de bolsa, com reflexo positivo nos seus resultados.

Alguns destaques:

  • O lucro líquido Hapvida (com aquisições) do 2T20 totalizou R$ 278,6 milhões e do 1S20 de R$ 443,2 milhões, apresentando um crescimento de 24,7% e 3,4% na comparação com os mesmos períodos de 2019.
  • O fluxo de caixa livre (ex-aquisições) foi de R$ 337,8 milhões no 2T20, aumento de 105,0% versus o 2T19.
  • Caixa liquido de R$ 2,1 bilhões em junho.

A Hapvida inciou as negociações na B3 no dia 24/04/2018 a R$ 23,10 e encerrou ontem cotada a R$ 68,99 com valorização de 198,7%. Ontem a alta foi de 6,6% (+8,2% no ano e 106,5% em 2019). O valor de mercado da companhia está em R$ 51,3 bilhões.


ENGIE Brasil Energia S.A. (EGIE3)
Acordo de Investimento com o Itaú Unibanco

Conforme anteriormente aprovado pelo Conselho de Administração, a ENGIE Brasil Energia (EBE) e suas controladas diretas: ENGIE Transmissão de Energia Participações II S.A. e a ENGIE Brasil Energia Comercializadora Ltda., em conjunto, e na qualidade de intervenientes, suas controladas indiretas: Novo Estado Participações S.A. (NEP) e a Novo Estado Transmissora de Energia S.A., celebraram com o Itaú Unibanco S.A., um Acordo de Investimento no qual o Itaú subscreveu o valor de R$ 500,0 milhões, em novas ações preferenciais resgatáveis a serem emitidas pela NEP, representando 18,56% do capital social da NEP.

No âmbito da Operação, foi alterado o estatuto social e criada uma nova classe de ações da NEP, as quais possuem datas de resgate e fazem jus a determinadas vantagens e preferências.

Foi celebrado também um Acordo de Acionistas da NEP para regulamentar a relação entre os Acionistas Originais e o Itaú Unibanco, o qual passou a figurar como acionista minoritário, titular da totalidade das ações preferenciais emitidas no âmbito da Operação.

A Novo Estado Participações (NEP) é responsável pelo projeto de transmissão na região Norte – com a construção de 1,8 mil quilômetros em linhas de energia no Pará e no Tocantins. De acordo com a ENGIE Brasil Energia “a Operação proporciona uma estrutura competitiva, em termos de prazo e condições, para viabilizar a implantação do projeto”. Lembrando que a EBE continua detendo a gestão do ativo.


Randon (RAPT4)
Encerramento do processo de compra da Nakata

Após o pregão de ontem, a empresa informou que através de sua controlada Fras-le S/A, fechou o processo para a aquisição da totalidade do capital da Nakata Automotiva S/A.

· A compra da Nakata foi anunciada pela Randon no dia 18 de dezembro do ano passado, com um preço de R$ 457 milhões, sujeito a ajustes;

· Esta aquisição visa reforçar a atuação da Fras-le no segmento de reposição de autopeças e consideramos isso muito positivo. O negócio vai ainda adicionar R$ 500 milhões ao faturamento anual do grupo e permitir uma maior presença na Região Nordeste.


Ecorodovias (ECOR3)
Tráfego continua melhorando

Pouco antes do início do pregão de ontem, a empresa divulgou seus dados gerenciais de tráfego no acumulado do ano e após a quarentena, mostrando a retomada da movimentação de veículos nas suas nove concessões rodoviárias.

· O tráfego total comparável (sem Eco135 e Eco050) caiu 18,1% entre 16/março a 30/agosto (início da quarentena até o último domingo), comparado ao um período similar do ano passado (18/março a 1/setembro). Na mesma base, o tráfego acumulado em 2020 teve uma redução de 12,2% em relação ao mesmo período de 2019;

· No período anterior, o tráfego total comparável, havia caído 18,8% após o começo da quarentena e 12,6% no acumulado do ano;

· No 2T20, o tráfego total comparável (desconsiderando Eco135 e Eco050) caiu 23,5%, comparado ao 2T19, puxado pela queda de 41,9% na movimentação de veículos leves. Os veículos pesados tiveram uma redução de apenas 3,2%, sendo que em concessões com o a Ecovias dos Imigrantes ocorreu até um aumento na movimentação (6,4%). O tráfego total (considerando Eco135 e Eco050) teve uma diminuição de 13,5%.


Sanepar (SAPR11)
Reajuste tarifário de 2020 foi postergado pela AGEPAR

A Agência Reguladora do Paraná (Agepar) deliberou em reunião realizada em 1º de setembro de 2020, pela suspensão dos efeitos da resolução nº 19/2020, que decidiu pela aplicação do reajuste de 9,6299%, até a conclusão do procedimento de mediação estabelecido pela Agepar e acordado entre as partes.

O cenário de curto prazo permanece volátil por conta do período de estiagem, redução do nível de reservação e o contingenciamento da demanda. Seguimos com visão positiva de que o reajuste será retomado assim que as condições permitirem, da mesma maneia que aconteceu em períodos anteriores. Temos recomendação de COMPRA para SAPR11 e Preço Justo de R$ 37,00/Unit.


Se preferir, baixe em PDF:

 

 


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.