Ibovespa sobe 0,05% na sexta-feira e 0,17% na semana

MERCADO


Bolsa
O Ibovespa encerrou a sexta-feira com ganho de 0,05% (0,17% na semana), aos 101.521 pontos, com giro financeiro de R$ 24,4 bilhões (R$ 22,2 bilhões no à vista). O noticiário predominante no mês de agosto seguiu pressionando o mercado na semana passada e não deverá ser muito diferente nesta reta final de agosto. Os investidores seguem atentos ao movimento político, agora com poucas notícias corporativas com a safra de resultados praticamente encerrada. Hoje a agenda econômica está fraca, com dados domésticos mostrando o IPC-S, índice de confiança do consumidor e o Boletim Focus. No meio da tarde sai a balança comercial semanal. Do lado externo, nenhum dado importante. A semana, no entanto, terá assuntos importantes com o Simpósio Anual de Política Econômica do Federal Reserve a ser realizado em Jackson Hole, Wyoming nos dias 27 e 28, quando o presidente Jerome Powell deve falar sobre o tão esperado quadro de política monetária do Fed. As bolsas internacionais mostram alta no fechamento da Ásia e sobem também a Europa. Esta alta generalizada reflete duas notícias? 1|) que a Food and Drug Administration está trabalhando para expandir o acesso a um tratamento de vírus envolvendo plasma sanguíneo de pacientes recuperados, 2) que o presidente Trump estaria sinalizando uma flexibilização para que empresas americanas façam negócios de maneira restrita com o aplicativo de mensagens WeChat na China.

Câmbio
O dólar teve mais um dia de alta, passando de R$ 5,5591 para R$ 5,6210 (1,11%). Na semana, a alta foi de 3,65% com a moeda cotada a R$ 5,4229 na sexta-feira anterior, reflexo de uma semana carregada com pressão tanto do lado externo quanto doméstico.

Juros
A taxa de juros futuros mostrou o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/22 em 2,80% no fechamento, contra 2,793% no dia anterior. Para jan/27 a taxa caiu de 6,823% para 6,79%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Omega Geração (OMGE3)
Oferta de ações; aquisição de 50% de dois complexos eólicos e negociações em andamento para aquisição de 460 MW em ativos eólicos

Oferta de ações. A Omega Geração realizará oferta primária de ações ordinárias de, inicialmente, 17.370.391 ações, que com o lote adicional de 6.079.636 ações, poderá alcançar 23.450.027 ações. O valor por ação será definido por meio de coleta de intenções (bookbuilding). Com base na cotação de fechamento de R$ 37,42 na sexta-feira, a oferta pode chegar a R$ 877,5 milhões. Os controladores terão uma restrição de venda dos papéis (lock up) de 90 dias.

Aquisição de 50% de dois complexos eólicos por R$ 661,7 milhões. A companhia fechou a aquisição de 50% dos complexos eólicos de energia Ventos da Bahia 1 e 2, atualmente detidos pela EDF Renewables. O valor a ser pago pela companhia é de R$ 661,7 milhões, sendo 55% em dinheiro e restante através de assunção de dívida de longo prazo.

Negociações em andamento para a aquisição de 460 MW em ativos eólicos. A companhia comunicou que está realizando diligência (due diligence), com exclusividade até dezembro de 2020, para submissão de oferta de aquisição referente a um portfólio eólico de aproximadamente 260 MW de um desenvolvedor terceiro. Em adição encontra-se em negociações avançadas que podem levar a implantação de projetos eólicos de aproximadamente 200 MW através de seu parceiro desenvolvedor.


CCR (CCRO3)
Forte crescimento do tráfego comercial

Na noite da última sexta-feira, a empresa divulgou seus dados operacionais do período de sete dias encerrado em 20 de agosto (quinta-feira passada), que continuaram mostrando uma forte melhoria do tráfego de veículos comerciais. Nos outros segmentos da empresa, houve piora em mobilidade, mas avanço no uso dos aeroportos.
• O tráfego nas concessões rodoviárias da CCR (sem a ViaSul) entre os dias 14 e 20 de agosto, comparado ao mesmo período de 2019, apresentou queda de 5,3% no total, com diminuição de 19,4% na movimentação dos veículos de passeio, mas aumento de 6,2% nos comerciais. Estes números continuam melhorando, sendo que na semana passada a queda no tráfego total foi de 5,4%. Interessante notar, que na semana houve piora na movimentação de veículos de passeio, mais que compensada pelo incremento dos comerciais;
• Em mobilidade, ocorreu uma redução de 58,6% na movimentação de passageiros entre 14 a 20 de agosto, pior que os -58,3% do período anterior. Nos aeroportos, o número foi negativo nesta semana em 83,5%, melhor que os 85,2% do período imediatamente anterior.


Petrobras (PETR4)
Avanço do Programa de Desinvestimentos

Após o último pregão, a empresa divulgou dois comunicados sobre o avanço de duas operações de desinvestimento, sendo a primeira com a venda do Polo Rio Ventura e a outra do processo de negociação do Polo Norte Capixaba.
• No primeiro comunicado, a Petrobras informou que assinou o contrato de venda da totalidade de sua participação no Polo Rio Ventura para a SPE Rio Ventura S/A. O valor da venda é de US$ 94,2 milhões. O Polo Rio Ventura é formado por oito campos terrestres (Água Grande, Bonsucesso, Fazenda Alto das Pedras, Pedrinhas, Pojuca, Rio Pojuca e Tapiranga e Tapiranga Norte) localizados no estado da Bahia;
• A Petrobras informou também acerca do início do processo de venda do Polo Norte Capixaba, com a divulgação do teaser. Este polo é formado por cinco campos terrestres localizados no estado do Espírito Santo;
• O avanço do Programa de Desinvestimento da Petrobras é sempre uma boa notícia. A venda de ativos vem permitindo a redução da dívida e dos investimentos, o que leva a uma melhoria da situação financeira da empresa.


ENGIE Brasil Energia (EGIE3)
Acordo de investimento com o Itaú Unibanco

O Conselho de Administração da ENGIE Brasil Energia aprovou celebração de um acordo de investimento junto ao Itaú Unibanco, que envolve a subscrição pelo Itaú de R$ 500 milhões em novas ações preferenciais resgatáveis de emissão da Novo Estado Participações, responsável pelo projeto de transmissão na região Norte – com a construção de 1,8 mil quilômetros em linhas de energia no Pará e no Tocantins.

Lembrando que a aquisição do projeto Novo Estado foi realizada pelo valor de R$ 410 milhões de reais. A ENGIE informou ainda em meados de junho, a assinatura de contrato com o BNDES para um financiamento de R$ 2,51 bilhões visando a implementação do projeto. O prazo limite para início da operação das instalações de transmissão é março de 2023, mas a companhia pretende concluir as obras até dezembro de 2021.


Se preferir, baixe em PDF:

 

 


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.