Ultrapar – Relatório de Análise

Expectativa de um segundo semestre melhor

As medidas de isolamento social impactaram muito o resultado da principal empresa do grupo (Ipiranga), comprometendo os números consolidados da Ultrapar no 2T20, o que foi em parte compensado pelo bom desempenho da Ultragaz, Oxiteno e Ultracargo.  Para o segundo semestre, a recuperação já percebida nas vendas da Ipiranga e a continuação do momento positivo para as outras três empresas, permitirão resultados melhores para o grupo.  A Ultrapar deve participar na privatização das refinarias da Petrobras, provavelmente como parte de um consórcio.  Porém, o endividamento elevado (dívida líquida/EBITDA de 3,2x no 2T20), limita a capacidade de investir nesta possível aquisição.

Pontos importantes para a Ultrapar:

  • Ipiranga: A empresa foi a mais afetada do grupo pela crise no 2T20. O pior momento das vendas foi em abril e desde então estas vêm se recuperando gradualmente, mas o volume ainda é inferior ao mesmo período do ano passado.  Para os próximos trimestres a Ipiranga vai continuar empenhada na redução de despesas, sendo que os resultados devem ser crescentes;
  • Ultragaz: A venda de GLP aumentou no 2T20 (2,6%), puxada pelo consumo residencial (botijões). No segundo semestre/2020, a expectativa é de recuperação nos volumes vendidos aos grandes consumidores (granel), permitindo o crescimento dos resultados;
  • Oxiteno: A recuperação de setores que são grandes consumidores, como de tintas, deve permitir incremento de vendas e melhores resultados no 2S20. O crescimento da produção na nova unidade nos Estados Unidos, que está utilizando 50% da capacidade, também vai contribuir para o crescimento do EBITDA;
  • Privatização de refinarias: Apesar de várias vezes inquirida durante a teleconferência de resultados do 2T20, a diretoria não deu detalhes sobre o interesse da Ultrapar em adquirir uma participação em alguma das refinarias postas à venda pela Petrobras. A imprensa já divulgou que a Ultrapar foi selecionada para a segunda fase da primeira rodada de venda das refinarias, que inclui quatro unidades: Refinaria Abreu e Lima (Pernambuco), Refinaria Landulpho Alves (Bahia), Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Paraná) e Refinaria Alberto Pasqualini (Rio Grande do Sul). Estas unidades têm uma capacidade combinada para processar 961 mil barris de petróleo por dia, volume equivalente a 40% da capacidade total de refino no país.

Clique para acessar:

 

DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora.

As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado.
Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18:
O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.