Ibovespa marca a terceira alta consecutiva

MERCADO


Bolsa
O Ibovespa marcou a terceira alta consecutiva ontem (+0,60%) aos 96.125 pontos e giro financeiro de R$ 27,8 bilhões. O dia foi de noticiário fraco, destacando apenas o fato político com a prisão de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flavio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio, investigado no inquérito que apura a prática de ‘rachadinhas’ na Alerj. A taxa Selic em nova mínima histórica, a 2,25% ao ano e com a possibilidade de novo corte de juros, ajudou para a alta da bolsa. Na agenda nenhum indicador relevante. No Brasil o Índice de Confidência Industrial – CNI e o dado de Coleta de Impostos em maio. Nos EUA o saldo em Conta Corrente do 1T20. Ontem as bolsas de NY mostraram pequena oscilação ainda com cautela em relação aos sinais de uma piora no quadro de contaminações com a Covid-19 no país e dado modesto do mercado de trabalho. Hoje, bolsas em alta na Ásia e Europa. Os futuros americanos operam em campo positivo o que pode nortear os negócios na B3.

Câmbio
Ontem, com o aumento do risco político local, a busca por proteção e o sinal do Copom de que ainda pode haver um corte residual da Selic, o dólar subiu 2,83% a R$ 5,38.

Juros
Os juros voltaram a ceder ontem na referência mais curta com a taxa Selic no seu piso histórico. A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/21 encerrou na mínima de 2,05%, de 2,089% na quarta-feira. Para jan/27 a taxa subiu de 6,62% para 6,82%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Lojas Renner (LREN3)
Pagamento de R$ 55,9 milhões em JCP equivalentes a R$ 0,07 por ação. “Ex” em 24.06

A Lojas Renner informou ontem que vai pagar R$ 55,942 milhões em juros sobre capital próprio. O montante corresponde a R$ 0,070596 por ação, considerando a quantidade de 792.430.877 ações ordinárias, das quais já foram excluídas as ações em tesouraria.

  • Farão jus aos juros os acionistas donos de ações em 23 de junho.
  • A partir de 24 de junho, as ações da Renner serão negociadas “Ex-JSCP”.

Ontem a ação LREN3 encerrou cotada a R$ 43,04 com queda de 23,2% no ano.

Com base nesta cotação o retorno para os acionistas é de 0,16%.

Temos recomendação de COMPRA para a ação com preço justo de R$ 45,80 o que implica uma valorização potencial de 6,4%.


Localiza (RENT3)
Pagamento de proventos juntamente com recompra de ações e debêntures

A empresa informou ontem, após o pregão, que seu Conselho de Administração aprovou o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP), o início do 12º Plano de Recompra de Ações e também o 1º Plano de Recompra de Debêntures.
• Estas três medidas importam em saída de caixa, mesmo que o JCP seja pago no ano que vem, o que não tem sido usual as empresas aprovarem neste momento de crise. Porém, considerando a Localiza como bem administrada e responsável, tais medidas indicam sua saúde financeira;
• Inicialmente, o Conselho aprovou o pagamento de JCP no valor de R$ 64,8 milhões (R$ 0,086219679 antes do Imposto de Renda). O pagamento será realizado no dia 6 de abril de 2021, com base nas posições dos acionistas em 23/junho/2020. A partir do dia 24/junho, RENT3 já será negociada “ex-JCP”.


Petrobras (PETR4)
Aumento da utilização das refinarias

Segundo notícia publicada pela Bloomberg, que teve um email respondido pela empresa, a Petrobras está aumentando o nível de utilização das suas refinarias.
• Esta é uma boa notícia para a Petrobras, que sofreu muito com a queda na demanda por combustíveis, derivada das medidas de quarentena usadas no combate à pandemia de Covid-19;
• As razões para este aumento na produção interna, conforme a notícia, são as frequentes exportações de óleo combustível e a volta à operação da unidade de destilação da Refinaria Duque de Caxias (REDUC). Esta refinaria teve um pequeno incêndio m uma das unidades de destilação na tarde da última segunda-feira (15/junho);
• É importante lembrar que o nível de utilização das refinarias no 1T20 foi de 79%, 4 pontos percentuais maior que no mesmo trimestre do ano passado, mas em abril, a contração da demanda levou este número para apenas 60%.


AES Tietê (TIET11)
Esclarecimento sobre notícia “AES negocia bloco de ações do BNDES na geradora Tietê”.

A B3 solicitou esclarecimento da companhia à respeito da notícia veiculada na mídia: “AES negocia bloco de ações do BNDES na geradora Tietê”. Onde constava, entre outras informações, que “O negócio foi engatilhado pelo interesse da americana AES Corp. em comprar essa participação – o que fez com que o banco público optasse pelo formato de leilão.”

Em resposta, a AES Tietê esclareceu que não tem conhecimento de qualquer informação sobre o tema, uma vez que se trata, pelo que se depreende da notícia, de um processo conduzido pela acionista minoritária BNDESPAR.

Sobre a intenção da controladora AES Holdings Brasil Ltda. (“AHB”) em adquirir participação, a AES Tietê questionará a acionista controladora a respeito e tão logo obtenha resposta, informará ao mercado.


Copasa (CSMG3)
Distribuição de R$ 0,34/ação em JCP referente ao 2T20. Ex em 24/06

O Conselho de Administração da Copasa reunido ontem, 18 de junho de 2020, aprovou a distribuição de Juros sobre o Capital Próprio ( JCP), referente ao 2T20, no valor bruto de R$ 43,9 milhões, equivalente a R$ 0,3472962162 por ação ordinária.

Serão consideradas as posições de ações em 23.06.2020 sendo negociadas “Ex-JCP” em 24.06.2020. A data de pagamento será em até 60 (sessenta) dias a contar da data de aprovação (18.06.2020). Com base na cotação de R$ 59,56/ação o retorno líquido é de 0,5%.

Atentar que o senador Alcolumbre, presidente do Senado, confirmou que vai pautar o marco legal do saneamento para a próxima 4ª feira (dia 24).


Cemig (CMIG4)
 Alteração da data de pagamento de JCP

O Conselho de Administração da Cemig, em reunião realizada em 18 de junho de 2020, aprovou a mudança da data do pagamento da 1ª parcela dos juros sobre capital próprio (JCP), aprovados em 18 de dezembro de 2019, no valor de R$ 200,0 milhões, prevista para ocorrer até 30.06.2020.

Dessa forma, o pagamento do provento ficará prorrogado para até o dia 30 de dezembro de 2020. Esta decisão refletiu a incerteza e volatilidade do cenário atual, em razão da pandemia do Covid19. Nesse contexto a administração avaliou ser prudente prorrogar a data de pagamento do provento como medida de caráter preventivo, de modo que a companhia possa atravessar este período com reserva de caixa para suprir as necessidades que possam surgir.


Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Análises Gráficas >>> 


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.