Enauta – Relatório de Análise

Lucros menores, mas fundamentos sólidos 

Atualizamos nossas projeções para a Enauta neste novo contexto de crise. Com isso, reduzimos nosso Preço Justo de ENAT3 para R$14,50/ação, vindo de R$ 19,50. Como qualquer empresa petrolífera, a Enauta está sofrendo com a recente queda na cotação do petróleo e também com a diminuição da demanda de gás, que motivou a paralisação das compras feitas pela Petrobras do gás produzido no Campo de Manati. Porém, a política de hedge da companhia, vai reduzir parte dos impactos da queda dos preços do petróleo e espera-se para breve a retomada das vendas de gás. A Enauta ainda conta com um trunfo neste momento, que é sua excelente situação financeira, apresentando um caixa líquido de R$ 1,6 bilhão ao final do 1T20. Com isso, enfatizamos nossa recomendação de Compra para ENAT3, com potencial de alta em 72%.

· Campo de Manati: A Petrobras, que é a operadora do campo e única compradora do gás produzido, interrompeu a aquisição do produto em fevereiro alegando “força maior”. A Enauta, que detém 45% deste campo, não concorda com este argumento e está em negociações com a estatal sobre a questão, dado que existe um contrato que obriga a compra de uma determinada quantidade (take or pay), que é de 2,5 milhões de m³ em 2020. A Petrobras também iniciou neste mês o processo da venda de sua participação (35%) neste campo, mas isso não altera o contrato de compra de gás. Este campo está no final de vida útil, com sua exploração prevista para mais 3-4 anos;

· Campo de Atlanta: A produção caiu 20,9% no 1T20, comparado ao trimestre anterior, em função de uma parada para manutenção. Sem esta parada, o volume produzido seria de 29 mil barris/dia. Em abril, a produção já retornou ao nível de 29 mil b/d, com o guidance para o ano (28,5 mil b/d) sendo mantido. A vida útil deste campo é de 17 a 20 anos, dependendo do ritmo de extração;

· Cortes de custos: Neste momento de baixa dos preços, a empresa está renegociando todos seus contratos, já tendo obtido uma redução média de 10% dos custos. O objetivo é obter cortes de outros 10%;

· Resultados: Os números da Enauta no 1T20, comparados ao trimestre anterior, mostraram forte redução nas vendas, receita, margens e no lucro líquido. Isso ocorreu pela diminuição acentuada do desempenho nos dois campos que a empresa opera (Manati e Atlanta). Porém, em relação ao mesmo período do ano passado, o aumento da produção em Atlanta permitiu uma expressiva elevação nos resultados. O lucro líquido da Enauta no 1T20 foi de R$ 77 milhões (R$ 0,29 por ação), 50,7% maior que no 1T19, mas 24,8% abaixo do trimestre anterior.

Clique para acessar:

 

DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora.

As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado.
Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18:
O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.