A importância de comprar ações com o mercado “barato”

Warren Buffett, dentre outros grandes investidores, sempre ressalta a importância de comprar ações com desconto. Analisando o atual momento e comparando-o com outros ciclos da história, parece que esse momento chegou.

 Observe no gráfico do Ibovespa logo abaixo, que compras realizadas na queda do mercado em outubro de 2002 com o Ibovespa em 10.000 pontos, teriam rendido até a data de hoje 77.000 pontos, rendimento acumulado de 670%, equivalente a 12,3% ao ano. Em 2002 a mínima do Ibovespa foi de 8.352 pontos, no exercício acima consideramos uma compra nos 10.000 pontos.

 Outra oportunidade de “comprar com desconto” ocorreu em outubro de 2008 na grande crise hipotecária americana que afetou substancialmente os mercados mundiais, compras realizadas por volta dos 36 mil pontos, teriam proporcionado um rendimento de 113% desde então até os dias de hoje, um rendimento médio de 6,5% ao ano. Nesta crise os preços do Ibovespa chegaram aos 29.435 pontos.

 A última grande oportunidade ocorreu em janeiro de 2016 quando o Brasil vinha com PIB negativo há 2 anos, a recessão mais uma vez abriu oportunidade para “comprar com desconto”. Compras realizadas por volta dos 42.000 pontos nessa época teriam valorizado 83%, o equivalente a 16,3% ao ano. Nesta crise os preços do Ibovespa chegaram aos 37.046 pontos.

 Observe que os rendimentos médios auferidos apresentados acima são bastante interessantes, por exemplo, 12,3% ao ano desde a crise de 2002.

 Importante notar que os rendimentos auferidos nesses ciclos de valorização foram calculados com base nos preços de hoje, por volta dos 77.000 pontos. Ou seja, não inflacionamos os rendimentos para os preços médios e tampouco para os picos de mercado, optamos por calcular com preços baixos para evidenciar o robusto retorno apresentado pelo Ibovespa nesses últimos 20 anos, apesar da alta volatilidade dos mercados.

 

    Fonte de dados: Economatica                            data base: 07/04/2020

Importante deixar claro que estamos acompanhando com muita seriedade e respeito o delicado momento pelo qual o mundo está passando. Não menos importante é ressaltar que não estamos afirmando que o mercado tenha atingido um patamar mínimo para os preços das ações, pois nem nós nem nenhum outro participante de mercado tem a capacidade de afirmar tal condição.

 Pela análise do momento atual comparativamente as crises anteriores, é que acreditamos que está se configurando um momento de oportunidades de compra para ativos tão depreciados desde que, os objetivos de realização para o investimento tenham como horizonte o investimento para o médio e longo prazo.

 

 Converse com seu Assessor Financeiro na Planner Corretora. Ele irá te auxiliar na formação de sua carteira de investimentos.

 

 Sempre bom relembrar algumas frases de John Templeton, uma lenda dos investimentos. Ele soube como ninguém, aproveitar as oportunidades dos mercados em momentos de baixa:

“No Mercado de ações, a única forma de encontrar barganhas é quando todos estão vendendo”

“Mercados em queda têm sido sempre temporários. Da mesma forma que mercados em alta”

“A época de maior pessimismo é a melhor hora de se comprar, e a época de otimismo é a melhor época para se vender”


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.