Março apresentou captação positiva para o mercado de ações

Em março, o mundo todo sofreu com os impactos econômicos e sociais causados pela pandemia do Covid-19.

Os mercados financeiros e de capitais apresentaram muita instabilidade e intensa volatilidade no preços dos seus ativos, particularmente no preço das ações que apresentaram quedas expressivas.

Toda epidemia tem um ciclo com começo, meio e fim. Seguindo essa definição e passada a fase mais aguda, as medidas de controle da doença tornam-se cada vez mais eficientes, arrefecendo assim as imposições restritivas por parte de governos e sistemas de saúde e trazendo de volta a normalidade.

Essa volta a normalidade, possibilita aos mercados de forma geral o reequilíbrio da relação entre a oferta e demanda e estabilização de preços e, aos mercados de ações, a oportunidade de um novo bull-market pela frente.

Para o investidor de curto prazo, o momento pode ser a oportunidade de repensar sua carteira de investimento promovendo o reposicionamento de parte seus ativos, aproveitando as disparidades nos preços decorrentes das altas e baixas constantes do mercado.

Os Bancos Centrais e Governos de todo mundo, estão anunciando planos para injetar maior liquidez tanto via os mercados financeiros como diretamente na economia real ampliando linhas de financiamento e concedendo estímulos a produção. Isso dará um novo impulso para a retomada da atividade econômica, tão logo a pandemia da COVID-19 mostre sinais de que está sob controle o que, estima-se que deverá ocorrer a partir do terceiro trimestre.

No artigo selecionado hoje pela nossa equipe, está demonstrado que apesar da queda sem precedentes dos preços, os investidores pessoas físicas ingressaram com R$ 17,5 bilhões na bolsa no mês de março e os fundos de ações, captação líquida positiva de R$ 7,65 bilhões contabilizada até o dia 27 de março, mostrando que há sim oportunidades e que os investidores pessoas físicas estão atentas a isso.

Investidor pessoa física entra com R$ 17,5 bilhões na bolsa em março
SEU DINHEIRO/ESTADÃO/SÃO PAULO
Data Veiculação: 02/04/2020