Localiza – Relatório de Análise

Os bons resultados continuaram no 4T19

A Localiza apresentou mais um outro bom resultado no 4T19.  A empresa continuou expandindo sua frota (+38,4% em relação ao 4T18), com elevação de 35,1% no número total de diárias.  O lucro líquido no 4T19 atingiu o valor recorde de R$ 228 milhões (R$ 0,30 por ação).  Na teleconferência para discutir estes resultados, foi enfatizado o bom começo de ano em todos os segmentos.  Porém, as perguntas dos analistas foram concentradas nos efeitos do Coronavírus nas atividades da empresa.  Vários cenários foram discutidos e, salvo uma situação extrema, os efeitos nos negócios são restritos.  Além disso, a Localiza tem a flexibilidade de facilmente poder contrair seus negócios, por deter ativos com boa liquidez (veículos).  Revisamos as projeções da empresa e reduzimos o Preço Justo de RENT3 de          R$ 49,70 para R$ 44,50 por ação (potencial de alta em 35%).  Nossas estimativas levam em conta um ritmo de crescimento menor que o anteriormente previsto para 2020, mas sem considerar nenhum efeito mais drástico do Coronavírus na economia brasileira.

  • Negócios em 2020: O ano começou com ritmo forte em todos setores. Desconsiderando os riscos do Coronavírus, a empresa vê com otimismo a possibilidade de um crescimento mais forte da economia em um cenário de juros baixos;
  • Coronavírus: A Localiza montou um Comitê para acompanhar os impactos da doença em suas operações. Porém, até o momento não ocorreu nenhuma mudança no ritmo dos negócios.  Vários cenários foram debatidos na teleconferência, como a redução do turismo internacional no Brasil, o que a empresa acredita que impacta pouco a receita, dado que menos de 1% dos aluguéis em aeroportos são feitos para este tipo de viajante.  No caso de redução do turismo internacional feito por brasileiros, podem aumentar as viagens internas, o que é bom para a empresa.  Em outro cenário, se o clima de medo aumentar nas cidades, fazendo com que as pessoas evitem o transporte público, pode ocorrer um aumento da demanda por aplicativos de transporte (a Localiza atua fortemente no setor) e também de aluguel de carros.  Portanto, em vários cenários, sem se imaginar extremos, a empresa pode não ser tão afetada pelo aumento da ocorrência da COVID-19 e o medo que ela traz;
  • Coronavírus 2: Ainda dentro dos cenários discutidos na teleconferência, a diretoria da empresa insistiu que tem ativos (veículos), que são muito fáceis de serem monetizados. Assim, na hipótese de uma contração maior na economia, a Localiza pode fazer o mesmo que foi feito logo após a crise de 2008.  Na ocasião, foram restringidas as compras de veículos e elevado o ritmo de vendas, o que gerou caixa para pré-pagar dívidas e reduzir os custos financeiros;
  • Provento: A empresa deliberou a distribuição de R$ 66,9 milhões (R$ 0,088602060 por ação) na forma de juros sobre o capital próprio. O pagamento será feito no dia 5 de maio, com base nas posições acionárias de 13/março.  A partir do dia 16/março RENT3 já será negociada “ex-JCP”.

 

Clique para acessar:

DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora.

As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado.
Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18:
O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.