Gerdau – Relatório de Análise

Um resultado fraco como esperado no 4T19

A Gerdau divulgou hoje seus resultados do 4T19, com números fracos como esperávamos. Porém, a empresa manteve seu discurso positivo para 2020. Neste início de ano, um aumento de preços em aços longos (10%) está sendo implementado, permitindo ganhos de margem. Além disso, a expectativa é de aumento na casa dos 5% a 8% nas vendas de aço no mercado interno. O otimismo da Gerdau se estende para os outros mercados em que atua, principalmente na América do Norte e Sul. Para os Aços Especiais, a expectativa é de recuperação depois dos fracos resultados do ano passado. Acreditamos que os números da Gerdau possam realmente ser melhores em 2020 e, inclusive, aumentamos recentemente o Preço Justo da ação. Porém, temos recomendação de Venda para GGBR4, porque na época da divulgação do relatório de revisão do Preço Justo, a cotação estava acima deste, o que não ocorre agora.
Operação de negócios do Brasil: O início do ano tem sido positivo, com os aumentos de preços sendo implementado e os pedidos em nível elevado, principalmente da construção civil. Os preços da sucata também estão subindo, o que limita os ganhos de margem. As vendas de aço no Brasil em 2020 devem crescer 5% a 8%;
América do Norte: O ano começa com pedidos fortes (+10% em relação ao mesmo período de 2019). Ocorreram aumentos de preços e o spread está em alta, permitindo ganhos de rentabilidade;
América do Sul: O nível elevado de crescimento do PIB da região, indica a possibilidade de mais um ano positivo na região. Na Argentina, a expectativa é de que o novo governo possa implementar medidas de estímulo à indústria, beneficiando as operações da Gerdau;
Aços Especiais: O segmento teve o pior desempenho entre as unidades (queda de 38,5% no EBITDA em 2019), em função dos fracos volumes, que fizeram a utilização da capacidade nas unidades ficar em torno de 40%. A Gerdau está confiante num volume maior de produção de veículos no Brasil em 2020 (+7,3%), principalmente de pesados, que demanda mais aços especiais. Na América do Norte, apesar da expectativa de redução na produção automobilística, a recomposição das margens deve permitir resultados melhores no ano.

Clique para acessar:

 

DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora.

As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado.
Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18:
O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.

[/fusion_text][/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]