Usiminas – Relatório de Análise

Ganhos não operacionais melhoram o resultado do 4T19

A Usiminas divulgou seus resultados do 4T19 na manhã de hoje, com números fracos na siderurgia, em parte compensados pelos ganhos de volume e preço na mineração. Foram destaque ainda os números da Soluções Usiminas (comércio de aço), que gerou um EBITDA recorde (R$ 120 milhões). Na teleconferência para discutir o resultado, a empresa ressaltou as perspectivas positivas para a siderurgia em 2020, com a expectativa de aumento nas vendas no mercado interno. Temos recomendação de compra para USIM5 com Preço Justo de R$ 12,00/ação, indicando um potencial de alta em 16%.

• Resultados do 4T19: A empresa apresentou no 4T19 queda de vendas e margens, como esperado, mas o EBITDA e o lucro líquido foram ajudados por ganhos não recorrentes. No 4T19, além de queda no volume de aço vendido, o mix das vendas foi pior, o que levou a uma diminuição do preço médio. Além disso, ocorreram elevações de custos na siderurgia;
• Mineração: O forte aumento das vendas de minério para terceiros em 2019 (59,5%), compensou parte da diminuição dos ganhos na siderurgia. Para 2020, a tendência é a manutenção das vendas para terceiros no nível verificado no 4T19(1,9 milhão de ton.). A Usiminas deve decidir durante este ano sobre investimentos para aumentar sua capacidade de produção de minério;
• Resultados em 2020: O ano está começando com perspectivas positivas e para o volume de vendas e os preços. Já houve um aumento de preços em janeiro para o segmento de Distribuição e outro poderá ocorrer em breve. Os custos devem ficar estáveis;;
• Defasagem nos preços: A recuperação na cotação do aço no mercado externo e a desvalorização do real, estão abrindo espaço para aumentos no Brasil. No momento, os preços no mercado interno estão inferiores aos do exterior. A empresa considera saudável que os preços internos fiquem entre 8% a 10% acima dos externos.

Clique para acessar:

DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora.

As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado.
Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18:
O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.