Semana tensa fez Ibovespa recuar 3,90%

MERCADO


Bolsa
A semana passada foi tensa para o mercado de ações, com o coronavirus dominando o noticiário. Na semana o Ibovespa recuou 3,90% e na sexta-feira a queda foi de 1,53% fechando aos 113.761 pontos. O giro financeiro foi de R$ 24,2 bilhões. Esta semana abre com as bolsas lá fora em alta tendo em destaque a injeção de US$ 174 bilhões no open Market pelo governo chinês, a redução da pressão sobre o presidente Trump na questão do impeachment e a forte queda nas bolsas da China na volta do feriado lunar, mesmo com medidas anunciadas para conter a pressão vendedora no primeiro dia. O governo chinês suspendeu a negociação com futuros e vendas de ações a descoberto. A bolsa de Xangai abriu com forte queda. Na zona euro as bolsas mostram alta e os futuros de NY também sinalizam alta para esta segunda-feira. Na agenda econômica de hoje temos o IPC-S com alta de 0,59% e o Boletim Focus. Nos EUA, dados pouco relevantes. A B3 pode tentar uma recuperação hoje, após uma semana fortemente pressionada.

Câmbio
O dólar encerrou a sexta-feira cotado a R$ 4,2828 contra R$ 4,2475 na quinta-feira (+0,83%). Na semana a alta foi de 2,41%. O mercado segue atento aos efeitos e risco de disseminação do vírus chinês, e as projeções de crescimento do PIB chinês já começam a ser revisadas para baixo.

Juros
Os juros futuros, menos sensíveis ao problema do vírus, tiveram uma sexta-feira sem flutuação importante. A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/21 encerrou em 4,375%, de 4,360% na quinta-feira e para jan/27 a taxa passou de 6,591% para 6,60%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Petrobras (PETR4)
Início da fase vinculante na venda das refinarias

Na última sexta-feira, a empresa informou que iniciou a fase vinculante do processo de venda de três refinarias e seus ativos de logística.
• A venda do total de oito refinarias, que deve ocorrer ainda este ano, é um desinvestimento bastante expressivo, podendo gerar US$ 15 bilhões, segundo a imprensa. Este valor é equivalente a 20% do endividamento líquido da empresa. Portanto, o seguimento do processo da negociação do primeiro grupo de refinarias, é uma boa notícia para a Petrobras;
• As três unidades que serão negociadas neste primeiro lote são: Refinaria Isaac Sabbá –REMAN (Manaus – AM), Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste – LUBNOR (Fortaleza – CE) e a Unidade de Industrialização do Xisto -SIX (São Mateus do Sul – PR). A capacidade de processamento somada destas refinarias é de 60 mil barris ao dia.


Cogna (COGN3)
Aprovada oferta primária que pode chegar a R$ 2,7 bilhões em ações

Na sexta-feira, o conselho de administração da Cogna Educação aprovou uma oferta pública primária de ações (follow on) que, com a colocação do lote adicional, totalizará 232,3 milhões de ações. Baseado no preço de fechamento de hoje, em R$ 11,62, a companhia pode captar cerca de R$ 2,7 bilhões.
Oferta – A Oferta consistirá na distribuição pública primária de, inicialmente, 172.117.040 novas ações ordinárias de emissão da Companhia
Destinação de Recursos – A totalidade dos recursos líquidos provenientes da Oferta (incluindo advindos das Ações Adicionais, se for o caso) serão destinados para:
• aquisições de sociedades que atuam no ensino superior; e
• otimização da estrutura de capital da Companhia.
Na sexta-feira a ação COGN3 encerrou cotada a R$ 11,62 (1,1x o seu VPA) e com valor de mercado de R$ 19 bilhões.


Eletrobras (ELET3, ELET6)
Companhia transferiu as ações do capital da Amazonas Geração de Energia para a Eletronorte por R$ 3,1 bilhões.

Na 176ª Assembleia Geral Extraordinária de Acionistas da Eletrobras, realizada em 31 de janeiro de 2020, foi aprovado, por maioria, a transferência da totalidade das ações representativas do capital social da Amazonas Geração e Transmissão de Energia S.A (AmGT), equivalentes a 489.068.809 ações ordinárias, pela Eletrobras para a Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A. (“Eletronorte”), pelo valor de R$ 3,13 bilhões, na data base de 31 de dezembro de 2018, a ser atualizado e pago conforme termos e condições previstas na minuta do Contrato de Dação em Pagamento e Outras Avenças, tendo havido 918.940.328 votos favoráveis à proposta da Administração, 11.523 votos contrários e, ainda, 18.319.201 abstenções.


ENGIE Brasil Energia (EGIE3)
Conselho aprovou a emissão de R$ 500 milhões em debêntures por 9 meses, com remuneração de 100% do CDI mais 0,67%.

O Conselho de Administração da ENGIE Brasil Energia, reunido em 31/jan/20, aprovou, por unanimidade, a realização da Emissão e da Oferta Restrita pela Emissora, no valor total de até R$ 500,0 milhões, com juros remuneratórios correspondentes a 100% da Taxa DI +0,67% ao ano, prazo de vencimento de 9 meses a partir da data de emissão e pagamento de principal e juros remuneratórios apenas na data de vencimento.


Linx (LINX3)
Aquisição da RRA Ferreira ME (Neemo), por R$ 17,6 milhões pagos à vista

Fundada em 2010, a Neemo é uma das pioneiras em soluções de delivery personalizado através da integração do aplicativo de delivery do estabelecimento e sua plataforma de e-commerce, oferecendo ao consumidor uma experiência omnichannel.

Segundo a Linx, a aquisição da Neemo é mais um passo para reforçar sua estratégia de cross selling, que representa uma grande oportunidade de crescimento para a Companhia.

A Linx anunciou recentemente outras aquisições de empresas relacionadas com seu core business. Na sexta-feira a ação LINX3 encerrou cotada a R$ 34,12 com queda de 3,7% no ano.


Boletim Focus
Nesta semana, para 2020, destaque para a redução da inflação e do PIB. Para 2021, elevação do câmbio e redução da Selic.

Dentre as alterações contidas no Boletim Focus desta segunda-feira (27/janeiro), destaque para a redução do IPCA (a 5ª consecutiva), e redução das expectativas em relação ao PIB para 2020. Olhando 2021 ressalte-se a alta do câmbio e redução do PIB.

Inflação. Conforme divulgado na semana passada, o IGP-M de janeiro de 2020 registrou inflação de 0,48% acumulando alta de 7,81% nos últimos doze meses. Em janeiro de 2019 o índice havia sido de 0,01% e acumulava alta de 6,74% em 12 meses. Olhando o Boletim Focus desta semana, a mediana das expectativas aponta para um IPCA de 2020 em 3,40%, com queda em relação a 3,47% da leitura anterior. Nas atualizações dos últimos 5 dias úteis, o IPCA caiu de 3,45% para 3,35%. Para 2021 a mediana das estimativas para o IPCA foi mantida em 3,75%.

Meta Selic. A recuperação econômica está ganhando força, mas de acordo com a autoridade monetária “o estágio atual do ciclo merece cautela nos próximos passos, que, continuam dependendo da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação”. Para 2020 a mediana das expectativas foi mantida em 4,25% o que equivale a uma redução de 0,25% na reunião do Copom nesta semana, nos dias 4 e 5 de fevereiro. Para 2021 a Meta Selic foi reduzida de 6,25% na leitura anterior para 6,00% nesta semana.

PIB. Para o PIB, a mediana das estimativas foi reduzida de 2,31% para 2,30% em 2020 e mantida em 2,50% para 2021.

Dólar. A taxa de câmbio foi mantida em R$ 4,10 em 2020 e elevada de R$ 4,00 para R$ 4,05 para 2021.

Produção industrial. A mediana do agregado para a produção industrial foi elevada de 2,10% para 2,21% em 2020 e mantida em 2,50 para 2021.

Destaques do Boletim Focus publicado nesta segunda-feira, para 2020:

IPCA: 3,40%;

IPCA (atualização dos últimos 5 dias): 3,35%;

PIB: 2,30%;

Taxa de câmbio: R$ 4,10

Meta Selic: 4,25%


 

Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Análises Gráficas >>> 


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.