As bolsas internacionais mostram movimento misto na zona do euro e na Ásia

MERCADO


Bolsa

O Ibovespa abriu a semana com forte recuperação – alta de 1,58% – após seis pregões consecutivos de baixa. No fechamento o índice marcou 117.325 pontos com giro financeiro de R$ 21,9 bilhões. Hoje véspera da esperada assinatura do acordo comercial entre EUA e China, a agenda econômica traz a balança comercial da China em dez/19 com saldo positivo de US$ 46,8 bilhões. Indicadores dos EUA completam a lista de hoje. As bolsas internacionais mostram movimento misto na zona do euro e na Ásia o fechamento foi negativo na Hang Seng e positivo na Nikkei. O petróleo mostra pequena alta na ICE (WTI) e na Nymex (Brent) nesta manhã. Do lado doméstico, nenhum dado importante para hoje, mas a B3 pode seguir acompanhando o humor dos mercados lá de fora. Atenção para o assunto “impeachment do presidente Donald Trump” que deve ganhar força na semana que vem.

Câmbio

A moeda americana voltou a subir forte ontem após duas semanas sem pressão forte. No fechamento o dólar marcou alta de 1,09% passando de R$ 4,0979 para R$ 4,1426.

Juros

O mercado de juros futuros encerrou a sessão com leve alta na ponta mais curta com a taxa do DI para jan/21 passando de de 4,470% na sexta-feira para 4,490. Na ponta mais longa, a taxa para jan/27 saiu de 6,740% para 6,810%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

B2W Digital (BTOW3)

Aquisição de 100% das ações do SuperNow Portal e Serviços de Internet

A B2W Digital adquiriu a totalidade das ações do SuperNow Portal e Serviços de Internet, empresa que administra a plataforma Supermercado Now, que é focada no varejo alimentar via e-commerce. A companhia não informa o valor da transação no comunicado.

A ação BTOW3 encerrou ontem cotada a R$ 89,17 com alta de 10,0% em janeiro e 51,3% no ano passado.


Direcional Engenharia (DIRR3)
Prévia operacional do 4T19 mostra VGV lançado de R$ 555,1 milhões e geração de caixa de R$ 35 milhões

A Direcional divulgou as prévias operacionais não auditadas referentes ao 4T19 com crescimento de 5% no VGV lançado somando R$ 555,1 milhões. No ano, o VGV total foi de R$ 1,946 bilhão, alta de 2,2% na comparação anual. O ano de 2019 acumulou R$ 1,3 bilhão em vendas de incorporação, volume 8% maior do que 2018. A companhia teve geração de caixa de R$ 35 milhões no período e em 2019, a geração de caixa recorrente da construtora foi de R$ 167 milhões, a maior de sua história.


Vale (VALE3)
Possível aumento de participação na Aliança Geração de Energia

Em sua edição de hoje, o jornal Valor informou, segundo suas “fontes”, que a Vale vai aumentar a participação dos 55% atuais na Aliança Geração de Energia, adquirindo a fatia da Cemig de 45%.
• Considerando que o aumento da geração própria é uma prioridade para a Vale, este negócio pode ser positivo para a empresa, dependendo do preço;
• A Aliança Geração de Energia foi fundada em 2015 e controla as usinas hidrelétricas de Igarapava, Porto Estrela, Funil, Candonga, Aimorés, Capim Branco I e Capim Branco II, todas na região Sudeste.


Cemig (CMIG4)
Conselho nomeou novo Diretor Presidente a partir de ontem (13/jan)

O Conselho de Administração da Cemig deliberou ontem sobre a nomeação do Sr. Reynaldo Passanezi Filho, como novo Diretor Presidente da companhia, a partir de 13.01.2020, em substituição a Cledorvino Belini, que permanece como membro do Conselho de Administração da companhia. Reinaldo possui Graduação e Doutorado em Economia pela USP, Mestrado em Economia pela UNICAMP, Graduação em Direito pela PUC/SP, além de especialização em Gestão, Liderança e Inovação pela Universidade de Stanford (EUA).
Foi Diretor Presidente da ISA CTEEP por 3 anos e saiu em ago/19. No setor financeiro, foi Country Manager e Managing Director de C&IB do BBVA Brasil por mais de 10 anos. No setor público atuou nos programas de privatização como Assessor do Conselho Diretor do Programa Estadual de Desestatização do Governo do Estado de São Paulo.
Possui, ainda, ampla experiência em reestruturações empresariais, fusões e aquisições, com conhecimento profundo de América Latina e de infraestrutura. Nesse contexto, acreditamos que no seu mandato está inclusa a privatização da Cemig. É claro que depende de aprovação da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Tem uma pauta na frente, dentre eles, a venda da Codemig e da reforma da Previdência dos servidores estaduais.


Eletrobras (ELET3, ELET6)
Alienação SPE Centroeste

A Eletrobras concluiu ontem (13/jan), a transferência para a Cemig, da totalidade das ações que detinha da SPE Companhia de Transmissão Centroeste de Minas S.A (Centroeste), correspondente a 49% do capital social total, pelo valor de R$ 44,8 milhões corrigidos até 13 de janeiro de 2020.
Mais uma ação em linha com a reestruturação operacional e financeira, na construção de melhores resultados para a companhia. Esta venda foi aprovada pelo Cade em 18 de abril de 2019 e representa uma das iniciativas vinculadas ao Plano Diretor de Negócios e Gestão da companhia (PDNG 2019/2023). Ainda, de acordo com o comunicado, “com essa transferência conclui-se 100% das alienações das SPEs vendidas em setembro de 2018”.


 

Se preferir, baixe em PDF:

 

 


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.