Ecorodovias – Relatório de Análise

Novas concessões e investimentos

Atualizamos nossas projeções para Ecorodovias, incluindo as novas concessões recentemente adquiridas. A empresa realizou três aquisições nos últimos meses (Eco050, Eco135 e Ecovias do Serrado), que acrescentaram 1,2 mil quilômetros às rodovias administradas. Com isso, o prazo médio das concessões aumentou em 6 anos e 1 mês, totalizando agora 17 anos e 7 meses. Como é normal após estas aquisições, no primeiro momento ocorrem elevações na dívida, nos investimentos e nos custos, que depois vão se diluir após o início da cobrança dos pedágios. Com isso, elevamos o Preço Justo de ECOR3 para R$ 15,50 vindo de R$ 11,50/ação. Mesmo assim, o potencial de alta de ECOR3 é pequeno (12%) tendo em vista a forte alta da ação nos últimos doze meses, que atingiu 49,3%.
• Última aquisição: No final de setembro, a Ecorodovias foi a primeira colocada no leilão de concessão da BR-364/365/GO/MG, um trecho de 437 quilômetros entre Jataí-GO e Uberlândia-MG. O contrato de concessão deve ser assinado em dezembro, sendo os ativos assumidos no início de 2020. O início da cobrança de pedágio ocorrerá em 2021;
• Novas concessões: É importante destacar que este ano a empresa já agregou duas novas concessões ao seu portfólio. Em abril foi iniciada a cobrança de pedágio na Eco135, que tem trechos de três rodovias somando 364 km. A partir de 31/maio, a empresa iniciou a consolidação da Eco050 (trecho de 437 km da BR 050);
• Endividamento: A dívida da Ecorodovias vem crescendo principalmente pelo aumento dos investimentos com as novas concessões. Dessa forma, ao final do 3T19 a empresa apresentava uma relação dívida líquida/EBITDA de 3,3x, que limita sua capacidade de investimento;
• Investimentos: O valor estimado para 2019 é de R$ 1,4 bilhão, 54,6% maior que no passado. A empresa ainda não indicou qual será o nível dos investimentos em 2020, mas certamente será maior que neste ano, devido ao início da operação nas novas concessões.

Clique para acessar:

DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora.

As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado.
Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18:
O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.