Terça feira pesada na B3

MERCADO


Bolsa

A terça-feira foi pesada para a B3 com a piora relação entre EUA x China trazendo o índice Ibovespa para 99.981 pontos, (queda de 0,59%) com giro financeiro de R$ 10,9 bilhões. Do lado positivo, a aprovação da sessão onerosa dará um alívio do lado doméstico ajudando inclusive para o avanço da reforma da Previdência. Hoje, as bolsas internacionais mostram queda no fechamento da Ásia, mas alta na zona do euro, justificada pela expectativa de que haverá progresso nas negociações da guerra comercial, embora o noticiário no final do dia de ontem indicasse o contrário, ou seja, endurecimento nas negociações por parte dos EUA mesmo com a sinalização de que a China poderia aceitar um acordo parcial para o comércio entre os dois países. A agenda econômica de hoje traz a inflação de setembro medida pelo IPCA com queda de 0,04% no M/M e alta de 2,89% no A/A. Nos EUA. Destaque para a ata do Fomc no meio da tarde. O petróleo opera em alta na Nymex (WTI) e na ICE (Brent). Uma recuperação nas bolsas internacionais e a melhora do ambiente doméstico, poderão ajudar a B3 hoje.

Câmbio

A moeda americana passou por um ajuste ontem de R$ 4,1074 para R$ 4,0952 (-0.30%).  A despeito da piora do ambiente no exterior existe a expectativa de entrada de fluxo externo para as ofertas de ações em andamento.

Juros

As taxas de juros no mercado futuro recuaram mais uma vez ontem, com o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/20 fechando em 4,987%, de 5,003% na segunda-feira e para jan/25 a taxa fechou passou de 6,641%. para 6,61%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Vivara (VIVA3)
Preço da ação no IPO fica em R$ 24,00 com movimentação de R$ 2,29 bilhões

A operação de abertura de capital da Vivara movimentou R$ 2,29 bilhões, dos quais R$ 453,4 milhões irão para caixa da empresa para tocar os investimentos de expansão da companhia e a parte da oferta secundária vai para a família Kaufman, controladora da companhia. Assim a Vivara ficou avaliada em R$ 5,7 bilhões. O início dos negócios na B3 acontecerá amanhã (10/10).

Os recursos serão destinados para a expansão da rede de lojas, criação de uma nova marca e em tecnologia. A expectativa é positiva em relação à empresa, que é líder no seu mercado.


Banco Santander Brasil (SANB11)
Projeções para 2022

O Banco Santander divulgou ontem (8/out) após o fechamento da B3, projeções para alguns de seus indicadores para o ano de 2022. O ROE deve permanecer em aproximadamente 21% até 2022; o Índice de Eficiência em 38% e a Carteira de Crédito cresce acima de 10% em média.

Revisitamos o nosso modelo de projeção com base nessas novas estimativas, notadamente de crescimento médio de carteira, ROE e melhora de eficiência. Anteriormente estávamos precificando o banco com um custo de capital (ke) de 11,0%, crescimento na perpetuidade de 3,0%, média de ROE de 22,5% nos próximos 5 anos (2019 a 2023) e ROE de 22,5% na perpetuidade.

Com essas novas projeções, rodamos o modelo com algumas alterações: Custo do crédito (Ke) reduzido para 10,5%; o crescimento na perpetuidade foi mantido em 3,0%; média de ROE foi reduzida para 20,8% nos próximos 5 anos (de 2019 a 2023) e reduzimos o ROE para 20,0% na perpetuidade. Nestas condições chegamos ao mesmo Preço Justo de R$ 52,00/Unit. Nesse contexto estamos mantendo nossa recomendação de COMPRA para SANB11 que ao preço R$ 43,52/Unit (valor de mercado de R$ 163,2 bilhões) registram alta de 5,9% este ano.


Petrobras (PETR4)
Fechamento da venda de três campos de petróleo

A empresa informou ontem, após o pregão, que finalizou a venda dos campos de Pargo, Carapeba e Vermelho para a Perenco Petróleo e Gás do Brasil Ltda por um valor total de US$ 398 milhões.

  • Esta transação foi iniciada em novembro de 2018, quando a Petrobras recebeu US$ 74 milhões.  No fechamento do negócio o comprador pagou mais US$ 324 milhões;

A venda de ativos da Petrobras é normalmente uma boa notícia, por permitir a redução da dívida e dos investimentos, focando a empresa em seus negócios com maior retorno, como a exploração do pré-sal.

Gol (GOLL4)
Atualização de informações ao mercado

  • A companhia passou ao mercado dados operacionais otimistas para o 3T19, ainda preliminares, com destaque a evolução de 20% na receita unitária de passageiros e melhora na margem Ebitda de 29% para 31% no comparativo com o 3T18.

A ação GOLL4 encerrou cotada ontem a R$ 32,10 acumulando valorização de 27,9% no ano, com valor de mercado de R$ 11,2 bilhões.


Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

>>Mapa de Oscilações

>>Mapa de Posições Alugadas

>>Análises Gráficas e Mapas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.