Mercados operam do lado positivo na zona do euro e NY sinalizando alta

MERCADO


Bolsa

Após abrir em alta o Ibovespa perdeu força na metade da sessão, mas encerrou o dia em alta de 0,40%, aos 103.446 pontos. O giro financeiro foi de R$ 16,3 bilhões. Destaque para as ações de varejo após dados positivos de vendas do setor e a queda forte na véspera e também para a construção civil com a notícia de recursos que podem vir para o financiamento do segmento MCMV. Hoje os mercados mostram alta no exterior com a notícia de uma trégua na guerra comercial (China x EUA), com o presidente Trump adiando o aumento sobre importações chinesas para outubro, quando acontecerá a próxima rodada de negociações bilaterais. Em resposta, a China passou a realizar levantamentos de preços de bens americanos (soja e carne suína) podendo voltar a comprar estes produtos. A notícia foi boa para os mercados que hoje operam do lado positivo na zona do euro e com os futuros de NY também sinalizando alta. A agenda econômica traz dados da zona do euro com queda na produção industrial de julho. Nos EUA, ainda nesta manhã saem indicadores importantes como IPC, novos pedidos de seguro desemprego, etc., e no Brasil nenhum dado econômico importante para hoje.

Câmbio

A moeda americana recuou mais um pouco ontem, de R$ 4,0822 para R$ 4,0682 (-0,34%), mas ainda segue em nível elevado, o que demonstra ainda insegurança dos investidores em relação ao cenário atual.

Juros

Os tiveram um período de alta durante a sessão, mas fecharam perto da estabilidade com a taxa do contrato para jan/21 marcando 5,38%, de 5,348% na véspera. Para jan/25 a taxa passou de 7,011% para 7,00%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Petrobras (PETR4)
Acordos de individualização de Atapu e Sépia

A empresa comunicou ontem, após o pregão, que a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou os Acordos de Individualização da Produção (AIP) das Jazidas Compartilhadas de Atapu e Sépia, localizadas na Bacia de Santos.

Estes acordos estabelecem as participações de cada uma das empresas que atuam nas áreas, assim como as regras para a exploração das jazidas;

A definição destes acordos uma notícia positiva para a exploração destes reservatórios muito produtivos, que se estendem para além das áreas concedidas ou contratadas.


Eztec (EZTC3)
Aprovação de oferta pública de ações

A oferta consistirá na oferta pública de distribuição primária com esforços restritos de, inicialmente, 20.000.000 Ações podendo haver um lote adicional de até 35,0% (7.00.000 de ações. A captação pode chegar a R$ 980 milhões.

Ontem a ação fechou cotada a R$ 36,50  acumulando alta de 77,8% no ano.


Log Commercial Properties (LOGG3)
Aprovação de emissão de R$ 230 milhões em debêntures

Em fato relevante divulgado ontem, o conselho de administração da Log Commercial Properties e Participações aprovou a 17ª emissão pela companhia no valor de R$ 230 milhões. Serão emitidas 230 mil debêntures simples, em série única, no valor unitário de R$ 1.000,00, não conversíveis em ações, da espécie quirografária. As debêntures terão vencimento em 60 meses contados da data de emissão e farão jus a juros remuneratórios equivalentes a 116,50% do CDI.

Em junho/19 a dívida bruta da companhia somava R$ 948,3 milhões e a dívida liquida era de R$ 783,4 milhões.
NO 1S19, o lucro líquido da Log somou R$ 29,5 milhões contra R$ 23,1 milhões no 1S18 (+27,7%).

Ontem a ação LOGG3 encerrou cotada a R$ 23,30 acumulando alta de 30,3% no ano.


BRF S.A. (BRFS3)
Ofertas de recompra de Senior Notes

A BRF anunciou ontem (11/setembro) o início de ofertas de recompra de sênior notes de sua emissão. São elas: 5.875% Senior Notes com vencimento em 2022 (“Notes 2022”); 2.750% Senior Notes com vencimento em 2022 (“Euro Notes”); 3.95% Senior Notes com vencimento em 2023 (“Notes 2023”); 4.75% Senior Notes com vencimento em 2024 (“Notes 2024”).

As Ofertas de Recompra estão sendo realizadas de acordo com os termos e condições previstas, sendo que as recompras das Notes 2022, Euro Notes 2022 e Notes 2023 serão encerradas no dia 18 de setembro de 2019. A Oferta de Recompra das Notes 2024 será encerrada no dia 8 de outubro de 2019.

A obrigação da companhia de recomprar as “Notes” em qualquer das Ofertas de Recompra está condicionada ao cumprimento ou renúncia de certas condições descritas nos Documentos das Ofertas de Recompra. Dentre elas, a BRF comprará apenas notes 2024 até um valor agregado que não exceda US$ 410 milhões, menos o valor em dinheiro que a BRF terá de gastar para comprar as notes 2022, euro notes 2022 e notes 2023. Se a oferta for igual ou superior a US$ 410 milhões, nenhuma 2024 note oferecida será aceita para recompra.


Eneva (ENEV3)
Projeto Integrado Azulão-Jaguatirica é enquadrado no REIDI e aquisição de participação relevante

O Ministério de Minas e Energia (“MME”) enquadrou o projeto Integrado “AzulãoJaguatirica” no Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura (“REIDI”), que garante a suspensão da exigência do PIS e Cofins incidentes sobre os bens, serviços e locações incorporados durante fase de construção do projeto para as atividades de liquefação, transporte, tancagem, regaseificação e usina termelétrica.

É necessária ainda a aprovação da Receita Federal e a emissão do ato declaratório executivo para benefício do regime especial. Lembrando que o investimento total estimado para a implantação de Azulão-Jaguatirica é de R$ 1,8 bilhão.

Aquisição de participação relevante. A Atmos Capital Gestão de Recursos Ltda., gestora de recursos, com escritório na Cidade e Estado do Rio de Janeiro, informando que passou a deter o total de 15.793.261 ações ordinárias, representativas de 5,01% do total das ações ordinárias de emissão da companhia.


Ômega Geração S.A. (OMGE3)
Conselho aprova “follow on” que pode chegar a R$ 1,21 bilhão

O Conselho de Administração da companhia aprovou ontem (11/setembro) a realização de oferta pública de distribuição primária com esforços restritos de ações ordinárias (follow on) de, inicialmente, 27.692.308 ações.

A oferta poderá ser acrescida em até 35%, ou seja, até 9.692.307 ações ordinárias de emissão da companhia (ações adicionais).

O preço será fixado após a conclusão do processo de coleta de intenções (bookbuilding). A cotação de fechamento na Be ontem (11/setembro) foi de R$ 32,50/ação. Nesse preço, apenas como referência, o montante da oferta alcança R$ 900,0 milhões, sem considerar as ações adicionais, e R$ 1,21 bilhão, considerando as ações adicionais.


B3 S.A. (B3SA3)
Decisão no CARF sobre a amortização fiscal do ágio (Anos Fiscais 2010/2011)

Sobre o auto de infração da Receita Federal do Brasil questionando a amortização, para fins fiscais, nos exercícios de 2010 e 2011, do ágio gerado quando da incorporação de ações da Bovespa Holding S.A. pela companhia em maio de 2008 (“Ágio”), a Câmara Superior de Recursos Fiscais do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (“CARF”) proferiu ontem (11/setembro), decisão favorável ao recurso apresentado pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (decisão desfavorável à B3).

A notícia tem viés negativo, muito embora a B3 tenha esclarecido que (i) após o término de todos os procedimentos no CARF, submeterá a discussão à análise do Poder Judiciário, ao mesmo tempo em que reafirma que, no seu entendimento (ii) o Ágio foi constituído regularmente, em estrita conformidade com a legislação fiscal.

O valor atualizado do processo, em 30 de junho de 2019, era de R$ 2,7 bilhões (R$ 1,31/ação), equivalente a 2,94% da cotação de fechamento de ontem (11) de R$ 44,53/ação.


Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

>>Mapa de Oscilações

>>Mapa de Posições Alugadas

>>Análises Gráficas e Mapas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.