Tentativa de acordo comercial entre China e EUA ​e a possibilidade de novo corte nos juros americanos

MERCADO


Bolsa

Depois de subir mais de 2% durante o dia, o Ibovespa fechou com alta de 1,03% aos 102.243 pontos, impulsionado pela expectativa em relação a mais uma tentativa de acordo comercial entre China e EUA e a possibilidade de novo corte nos juros americanos. O giro financeiro foi de R$ 16,4 bilhões. A valorização das commodities realimentou o ajuste para cima da bolsa. No plano interno as ações dos bancos subiram com discurso do BC sobre compulsório. Hoje os mercados na Ásia fecharam em alta. Na Europa as bolsas operam sem definição e o S&P futuro sobe pelo 3º dia. A agenda desta sexta-feira inclui a divulgação do IPCA de agosto, em 0,11% M/M e 3,43% A/A. Nos EUA destaque para o relatório de emprego (“payroll”) de agosto e para a fala de Powell, presidente do Fed, aguardada como um direcionador da decisão sobre os juros. As notícias são positivas para o nosso mercado.

Câmbio

Ontem o dólar abriu em queda moderada pela manhã, refletindo uma melhora da aversão ao risco no exterior. A baixa foi sendo reduzida ao longo do dia após dados mais fortes que o esperado nos EUA. Ao final a moeda americana era cotada a R$ 4,1094 com leve alta de 0,10%.

Juros

Já nos juros predominou o viés de alta na parte da manhã, ancorados por indicadores americanos acima do esperado, pelo leilão de títulos prefixados do Tesouro, e os ajustes de posições após três quedas consecutivas. À tarde os futuros se acomodaram e fecharam próximos da estabilidade. No fechamento da sessão regular desta quinta (5/set) a taxa do DI para janeiro de 2020 caía para 5,36%, de 5,38% no ajuste anterior. O DI para jan/21 fechou na mínima de 5,39% ante 5,419% anterior. Já o DI para janeiro de 2025 cedia de 6,991% para 6,98%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Eztec (EZTC3)
Lançamento de mais uma torre em Osasco com VGV de R$ 158,9 milhões

A Eztec informa que lançou a primeira torre do empreendimento Reserva JB, localizado em Osasco, na Região Metropolitana de São Paulo. A torre possui 330 unidades, de médio padrão, com áreas de 67 a 91 m², para um VGV total de R$ 158,9 milhões. A participação da Eztec é de 76,25%, resultando em R$ 121,1 milhões em VGV para a companhia.
No final do 2T18, a Eztec revisou para cima seu guidance de lançamentos, que pode chegar até R$ 1,5 bilhão no final do ano. Até junho o VGV lançado somou R$ 625,1 milhões, a parte da empresa.
A EZTEC encerrou o 2T19 com posição de Caixa Líquido, de R$ 349,0 milhões, além de deter R$ 534,8 milhões em Recebíveis de empreendimentos imobiliários Performados. A Receita Líquida atingiu R$ 308,2 milhões no 1S19 e o Lucro Bruto foi de R$ 117,6 milhões, para uma Margem Bruta de 38,2% em 1S19. No 1S19, o Lucro Líquido atingiu R$ 112,2 milhões, com Margem Líquida de 36,4%.
Ontem a ação EZTC3 encerrou cotada a R$ 38,60 acumulando valorização de 88,0% no ano.


Eneva (ENEV3)
Emitida Licença de Instalação para o projeto UTE Jaguatirica II

A Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (FEMARH) de Roraima emitiu a Licença de Instalação (“LI”) para construção da UTE Jaguatirica II, com capacidade instalada de 132,3 MW, a ser instalada no município de Boa Vista, Estado de Roraima.

A UTE Jaguatirica II foi vitoriosa no Leilão para Suprimento a Boa Vista e Localidades Conectadas de 2019, assegurando um Contrato de Comercialização de Energia Elétrica e Potência nos Sistemas Isolados (CCESI), pelo prazo de 15 anos, a partir de 28 de junho de 2021.

A Eneva destaca que, para a construção da UTE, celebrou contrato de empreitada global, na modalidade full EPC, com empresa do grupo ítalo-argentino Techint, cuja notificação para início da implantação aconteceu junho de 2019. O prazo de construção previsto no contrato EPC da UTE é de até 24 meses a partir desta notificação.

Ao preço de R$ 26,11/ação, equivalente a um valor de mercado de R$ 8,2 bilhões, suas ações registram alta de 62,3% este ano. Nesse preço os múltiplos para 2019 são: P/L de 15,8x e VE/EBITDA de 7,9x.


Sinqia (SQIA3)
Inicio de oferta primária (follow on) de até R$ 465 milhões

A oferta será de 4,5 milhões que ao preço de fechamento de ontem R$ 76,70 pode chegar ao valor de R$ 465 milhões, considerando um lote adicional de até 35%.

 Nesta semana a companhia também anunciou desdobramento de ações, de 1 em 4, com o objetivo de aumentar a liquidez

 A companhia inicia hoje a apresentação a investidores da oferta primária de ações com esforços restritos da Sinqia, ex-Senior Solution, empresa da área de software.


Indústria automobilística
Queda na produção e vendas em agosto

A produção de veículos no Brasil em agosto foi de 269,8 mil unidades, quantidade 7,3% menor que em agosto/18. Nos primeiros nove meses de 2019, a produção somou 2,0 milhões de unidades, 2,0% maior que no mesmo período do ano passado.
• A produção de veículos foi bastante fraca em agosto, com redução em todas as linhas, com exceção de caminhões. Segundo a Anfavea, esta queda refletiu a redução nas vendas no mercado interno e nas exportações;
• Em agosto, as vendas (licenciamentos) de veículos novos nacionais caíram 0,6%, revertendo uma tendência positiva que vinha desde 2017. Esta queda é a primeira em 27 meses. A pouca vitalidade da economia e o menor número de dias úteis em relação ao ano passado, foram as causas desta queda nas vendas.


Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

>>Mapa de Oscilações

>>Mapa de Posições Alugadas

>>Análises Gráficas e Mapas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.