Dia de fortes oscilações

MERCADO


Bolsa

Em dia de oscilações fortes o Ibovespa encerrou o pregão em alta de 0,88% aos 97.276 pontos, com giro financeiro de R$ 19,97 bilhões. Com muitas incertezas no curto prazo e noticiário corporativo fraco, os investidores optam pela cautela nesta reta final de agosto, com destaque para o comportamento de investidores estrangeiros neste mês. A atuação do Banco Central para segurar o câmbio é outro indicador de que os investidores enxergam riscos no curto prazo. As bolsas internacionais mostram queda no fechamento da Ásia e predomínio de baixa no andamento na zona do euro. Os preços do petróleo sobem com redução menor que o esperado nos estoques americanos conforme o relatório da indústria. A agenda econômica de hoje traz, ao longo do dia, o saldo da dívida federal em julho e a taxa de inadimplência de empréstimos pessoais. O noticiário mais relevante ficou para amanhã (5ª feira) com dados importantes nos principais mercados, na véspera da virada do mês.

Câmbio

A moeda americana recuou de R$ 4,1564 no fechamento da segunda-feira para R$ 4,1311 ontem (-0,061%), graças à forte atuação do Banco Central para segurar a pressão do dólar. No mês alta do dólar é de 8,39%.

Juros

A atuação do BC para segurar no mercado de câmbio teve reflexo direto nos juros futuros, com pressão de alta no fechamento de ontem. A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/20, referência para as apostas na curva da Selic até o fim deste ano, fechou a 5,395%, de 5,336% na segunda-feira. Já a taxa do DI para jan/25, passou de 7,061% para 7,14%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Banco BMG S.A.
Avalia alternativa de captação de recursos, inclusive por meio de IPO

O Banco BMG confirmou que tem avaliado alternativas de captação de recursos no mercado de capitais, incluindo uma oferta pública inicial (IPO) de ações preferenciais de sua emissão (“Potencial Oferta”), estando avaliando, para tanto, engajar determinadas instituições financeiras locais e internacionais para atuarem como coordenadores da Potencial Oferta.
O Banco ressalta que (a) até a presente data (27/agosto), não há qualquer aprovação societária ou mesmo definição sobre os termos e condições da Potencial Oferta, (b) a realização da Potencial Oferta está sujeita às condições do mercado, às devidas aprovações societárias e regulatórias, e aos demais procedimentos inerentes à realização de ofertas públicas na forma da regulamentação vigente.
Desta maneira, destaca que, qualquer oferta de valores mobiliários do banco será conduzida em conformidade com a legislação e regulamentação aplicável. Lembrando que em 28 de fevereiro de 2019 o banco protocolou perante a CVM pedido de desistência da Oferta que estava em andamento e, perante a B3 pedido de desistência da listagem e admissão das ações preferenciais do banco à negociação no Nível 1 de governança corporativa da B3 (pedido obtido em 17/12/18).


BANESE (BGIP4)
Governo do Estado quer fazer oferta pública de ações

O Banco do Estado de Sergipe S.A. (“BANESE”) recebeu ontem (27/agosto) o Oficio n.º 315/2019 do Governo do Estado de Sergipe (“Controlador”) manifestando “interesse na realização de oferta pública envolvendo parte das ações de sua propriedade”, podendo “abranger 45% das ações ordinárias e 40% das preferenciais, observando-se, desta forma, o limite estatutário para a manutenção do controle acionário da instituição pelo Estado, bem como seus interesses econômicos”.

A estrutura societária do Banese compreende 15,285 milhões de ações, divididas em partes iguais entre ações ordinárias e ações preferenciais (50% cada). O Governo do Estado de Sergipe é o sócio majoritário do Banese e detém 89,9% do total de ações (93,6% das ON e 86,1% das PN). Do total de ações, 10,1% estão em circulação (free float), sendo que 6,4% são ações ordinárias e 13,9% são preferenciais.

Não temos cobertura das ações do Banese. Tomando os preços de R$ 37,23 por ação preferencial (BGIP4) e R$ 32,95 por ação ordinária (BGIP3) ambos relativos ao fechamento de ontem (27/agosto), no limite, equivalente a 45% das ordinárias e 40% das preferenciais, o montante da potencial oferta alcança R$ 227,1 milhões. O valor de mercado atual do banco é de R$ 569 milhões (com base no preço da PN), equivalente a 1,43x o seu valor patrimonial. Nesse preço o P/L estimado para 2019 é de 7,6x.


Marisa Lojas (AMAR3)
Aprovada a 1ª emissão de R$ 175 milhões em notas promissórias

Serão emitidas até 40 notas promissórias, sendo até quatro notas promissórias por série.

A remuneração será pela variação do DI + 1,75% ao ano. Os recursos captados serão utilizados para a gestão ordinária dos negócios da companhia, destinando-se a gestão dos passivos financeiros e do capital de giro.

Ontem a ação AMAR3 encerrou cotada a R$ 8,18 acumulando alta de 57,6% no ano. O valor de mercado da empresa é de R$ 1,7 bilhão.


Eternit (ETER3)
Nova linha de negócio

Telhas de concreto e fibrocimento com painéis fotovoltaicos.

Ontem a ação da Eternit valorizou 72,2% de R$ 2,09 na segunda-feira para R$ 3,60. Este desempenho foi devido ao anúncio de um novo negócio o de telhas de concreto e fibrocimento com painéis fotovoltaicos. A expectativa é que a produção comercial de telhas fotovoltaicas comece no prazo de 12 a 18 meses.


Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

>>Mapa de Oscilações

>>Mapa de Posições Alugadas

>>Análises Gráficas e Mapas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.