Afinal, qual o saldo do Investidor Estrangeiro em ações na B3?

Relatório especial Fluxo Estrangeiro

Muito se fala sobre a saída em peso de Investidores Estrangeiros da bolsa brasileira, que em 2019, até o dia 15/agosto, representava cerca de R$ 19 bilhões negativos. No entanto, os dados disponibilizados pela B3 não contabilizam os valores movimentados nas Ofertas Públicas Primárias (IPOs e Follow on), o que acaba distorcendo a interpretação sobre a movimentação estrangeira na bolsa brasileira.

Quando somamos o fluxo estrangeiro nas operações da B3 com as operações de mercado primário (IPO e Follow on), enxergamos por outro ângulo, onde os  nvestidores ao invés de terem retirado R$ 19 bilhões da bolsa, entraram com R$ 4,4 bilhões. Ou seja, os recursos podem estar ‘’saindo por uma porta (Mercado  ecundário) e entrando por outra (Mercado Primário)’’. Esta percepção pode explicar o fato de a B3 seguir valorizada mesmo com as notícias recorrentes de saída  orte de fluxo estrangeiro.

Clique para acessar:


DISCLAIMER

Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora.
As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado.
Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18:
O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.