Ibovespa atinge novo pico

MERCADO


Bolsa

O Ibovespa atingiu novo pico na sexta-feira, chegando aos 102.013 pontos, com alta de 1,70% e giro financeiro de R$ 18,6 bilhões. Parte desta alta pode ser atribuída ao ajuste os preços depois do feriado da quinta-feira, com o ganho das bolsas de NY e a expectativa em relação às mesmas notícias repetidas nas últimas semanas, tendo no centro a votação da Previdência. A expectativa crescente de corte nos juros americanos e domésticos, seguirá influenciando os mercados. Além do Boletim Focus, a agenda econômica de hoje traz o IPC-S com queda de 0,05%. A agenda do lado externo, não traz nenhum dado importante para hoje, mas as bolsas internacionais abrem a semana com alta no fechamento na Ásia e queda na zona do euro, nesta manhã. A ameaça do governo americano de novas sanções contra o Irã, aumentou a tensão na região, com alta dos preços de petróleo e preocupações nas bolsas internacionais.

Câmbio

O dólar encerrou a sexta-feira cotado a R$ 3,8222 contra R$ 3,8398 no dia anterior. A melhora no humor dos investidores aumentou o apetite pela bolsa, enfraquecendo a moeda americana. A expectativa positiva em relação à agenda politica pode manter o dólar numa faixa estreita nesta última semana de junho.

Juros

Mais um dia de recuo nas taxas de juros futuros, influenciados pelos sinais de redução de juros no exterior e no Brasil. A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em jan/20 teve taxa de 5,98%, ante 6,08% do ajuste de quarta-feira. Na ponta mais longa, o vencimento de jan/25 fechou com 7,20%, ante 7,42%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Petrobras (PETR4)  
Pagamento para a Vantage

A empresa comunicou na última sexta-feira, após o pregão, que realizou o pagamento do valor aproximado de US$ 700 milhões para a Vantage Deepwater.  Este pagamento se refere à sentença proferida pela Corte Federal do Texas (Estados Unidos), que julgou improcedente a ação proposta pela Petrobras para anular uma decisão de arbitragem.

  • Segundo a Petrobras, o pagamento visou interromper a incidência de juros sobre a condenação e levantar um bloqueio de bens da empresa e suas subsidiárias na Holanda.  Porém, a discussão não terminou e a Petrobras já recorreu da decisão da justiça do Texas;
  • Segundo a Petrobras, o pagamento visou interromper a incidência de juros sobre a condenação e levantar um bloqueio de bens da empresa e suas subsidiárias na Holanda.  Porém, a discussão não terminou e a Petrobras já recorreu da decisão da justiça do Texas.

RD – Raia Drogasil (RADL3)
Aprovado o pagamento de JCP de R$ 0,1623/ação. Ex em 27/06

  • Acionistas com direito até 26/06. As ações ficam ex-juros no dia 27.
  • O pagamento será efetuado até 03 de dezembro,

Com base na cotação de fechamento da sexta-feira (21), de R$ 74,45 o retorno para os acionistas é de 0,22%. No ano a ação acumula valorização de 30,6%.


Hermes Pardini (PARD3)
Aprovado pagamento de JCP de R$ 0,0756/ação. Ex-juros em 27/06

·         Acionistas com direito ao JCP até 26/06. Ex-juros em 27.

·         O pagamento aos acionistas será realizado em 16 de julho.


Na sexta-feira a ação PARD3 encerrou cotada a R$ 19,00 com alta de 2,8% no ano. O retorno para os acionistas é de 0,40%.


Banco Inter (BIDI4)   
Ex JCP em 28/06

O Banco Inter, pagará juros sobre o capital próprio (JCP) no valor bruto de R$ 12,8 milhões, equivalentes a R$ 0,126193160 por ação. O pagamento será efetuado em 05 de julho, aos acionistas no dia 27 de junho. A partir de 28 de junho (inclusive), as ações serão negociadas ex-juros. Com base na cotação de R$ 60,19/ação o retorno líquido é de 0,2%


Boletim Focus   
Mercado reduz novamente suas estimativas para o PIB deste ano

Dentre as alterações contidas no Boletim Focus no último Boletim Focus desta segunda-feira, destaque para a nova redução das estimativas para o IPCA de 2019, convergindo com a redução das atualizações dos últimos 5 dias. Para o PIB, a mediana das estimativas acusou sua 17ª retração, reforçando as apostas negativas sobre o desempenho da economia neste ano e também. Por fim, o mercado manteve suas estimativas para a Taxa Selic e para a Taxa de Câmbio.

A mediana do agregado para a produção industrial registrou variação positiva para 2019, sugerindo crescimento de apenas 0,72% ante 0,65%. Para os demais indicadores de relevância, não houve alteração em relação às estimativas anteriores.

Com isso, para 2019, as expectativas para o IPCA ficaram em 3,82%, o PIB em 0,87%, Taxa de Câmbio R$/US$ 3,80 e a Meta da Taxa Selic em 5,75% aa.

Destaques do Boletim Focus publicado na segunda-feira, para 2019:

  • IPCA: 3,82%;
  • IPCA (atualização dos últimos 5 dias): 3,80%;
  • PIB: 0,87%
  • Taxa de Câmbio: R$/US$ 3,80;
  • Meta Taxa Selic: 5,75% a.a.

Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

>>Mapa de Oscilações

>>Mapa de Posições Alugadas

>>Análises Gráficas e Mapas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.