Expectativa em relação às manifestações

MERCADO


Bolsa
O Ibovespa encerrou a sexta-feira com queda de 0,30% aos 93.628 pontos, com giro financeiro de R$ 11,8 bilhões. A expectativa em relação às manifestações pró-governo marcadas para o domingo deixaram os investidores mais cautelosos. Hoje, o mercado tem com referência a avalição política das manifestações populares, uma agenda econômica fraca, apenas com dados domésticos e as bolsas de NY fechadas pelo feriado “Memorial Day” nos EUA. Desta forma, a expectativa é de volume financeiro abaixo da média e investidores avaliando os próximos passos da reforma da Previdência. Em visita ao Japão, o Presidente dos EUA Donald Trump disse que o País não está pronto para um acordo comercial com a China e que as tarifas impostas podem aumentar. Isto pode ser um peso para os mercados, mas na zona do euro a curva é de alta nesta manhã. Na última quarta-feira (22), o saldo dos investimentos de estrangeiros ficou positivo em R$ 98,7 milhões, mas no acumulado de maio, a bolsa registra saída líquida de R$ 5,54 bilhões.

Câmbio
A moeda americana cedeu um pouco no fechamento da sexta-feira (0,42%) de R$ 4,0400 para R$ 4,0229.  Na sexta-feira o Banco Central informou a realização de uma operação com swaps cambiais para hoje, das 11h30 às 11h40. Serão oferecidos 5.050 contratos, o que equivale a US$ 252,5 milhões.

Juros
Após várias quedas nas sessões anteriores, os juros futuros acomodaram na sexta-feira com a taxa do contrato de DI para jan/21 estável em 6,790%. A taxa do DI para jan/23 passou de 7,972% para 7,95%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

 

Magazine Luiza  (MGLU3)
Aumento de 50% na oferta de compra da Netshoes de US$ 62 milhões para US$ 93 milhões

O aumento de 50% na proposta do Magalu para a compra da Netshoes ocorre após uma oferta da Centauro para aquisição da mesma empresa pelo preço de US$ 87 milhões.  No Fato Relevante, o Magalu reforça a sua visão de que a aquisição da Netshoes potencializará as suas atividades e está em linha com a sua visão estratégica de diversificação de categorias, aumento da base ativa de clientes e de aumento da frequência anual de compra destes.

Na sexta-feira a ação MGLU3 encerrou cotada a R$ 176,85 com queda de 1,8% no ano. O valor de mercado da empresa atualmente é de R$ 33,4 bilhões.


Cesp (CESP6)
Resultado do leilão da OPA

Com referência à oferta pública de aquisição de ações ordinárias e preferenciais classe B de emissão da companhia (OPA) lançada por VTRM ENERGIA PARTICIPAÇÕES S.A. (VTRM), a Cesp informa que na sexta-feira (24/maio) foi realizado na B3 o leilão da OPA, no âmbito do qual, a VTRM adquiriu 1 (uma) Ação ON, ao preço de R$ 11,28, e 31 (trinta e uma) Ações PNB, ao preço de R$ 14,32.

Assim, uma vez concluída a liquidação das aquisições realizadas no Leilão, prevista para o dia 29 de maio de 2019, a VTRM passará a deter, direta e indiretamente: (i) 102.091.755 ações ON, representativas de 93,52% do total de ações ordinárias; e (ii) 28.928.300 ações PNB, representativas de 13,72% do total de ações PNB.

Imaginávamos que a adesão seria mínima dada a diferença de preço da OPA e da cotação de mercado das ações. Na sexta-feira as CESP6 fecharam cotadas a R$ 25,70/ação após alta de 21,9% este ano, bem acima do preço oferecido.


Cielo (CIEL3)
Descontinuidade do Guidance, Distribuição de Proventos, e renúncia de membro do Conselho de Administração.

A Cielo decidiu por descontinuar a projeção (Guidance) divulgada em 29 de janeiro de 2019 de lucro líquido entre R$ 2,3 bilhões e R$ 2,6 bilhões para o ano de 2019, sem que sejam estabelecidas novas estimativas.

Adicionalmente, estabeleceu a distribuição de dividendos e juros sobre capital próprio, relativos aos segundo, terceiro e quarto trimestres de 2019 em 30% do lucro líquido.

A companhia destacou no comunicado que “tais decisões refletem o ambiente competitivo no qual está inserida e que tem se tornado mais acirrado ao longo dos últimos meses em face de ações anunciadas e implementadas por outras companhias do setor, e que oportunamente, divulgará mais informações acerca dos pagamentos de proventos mencionados”.

Comunica ainda que o Sr. Rogério Magno Panca apresentou sua carta de renúncia como membro do Conselho de Administração da companhia, e que foi aceita.

Temos recomendação de compra e preço justo de R$ 12,00/ação. Suas ações registram queda de 12,2% este ano para uma cotação de R$ 7,58/ação (valor de mercado de R$ 20,6 bilhões).


Concessões rodoviárias:
Números fracos para o tráfego em abril

Conforme os dados divulgados pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), o tráfego total nas estradas brasileiras pedagiadas em abril/2019 ficou estável em relação ao mesmo mês do ano passado, mas caiu 0,7%, na comparação com março.

Os dados de tráfego começaram o ano mostrando uma boa recuperação, que parece ter perdido folego.  Em abril, a movimentação de veículos leves caiu tanto em relação ao ano passado (0,2%), quanto comparada ao mês anterior (1,4%).  Nos veículos pesados, houve crescimento nos dois períodos, mesmo considerando-se a isenção da cobrança do eixo suspenso, o que é uma boa notícia;

Estes números não são bons indicativos para o tráfego das maiores empresas do setor (CCR, Ecorodovias e Triunfo), que têm ações negociadas em bolsa.


Boletim Focus 
Mercado corrigiu novamente para baixo suas estimativas para o PIB deste ano

Dentre as alterações contidas no Boletim Focus no último Boletim Focus desta segunda-feira, destaque para a manutenção das estimativas para o IPCA de 2019, a despeito das atualizações dos últimos 5 dias que apresentaram arrefecimento marginal. Para o PIB, a mediana das estimativas mostrou sua 13ª retração, reforçando as apostas negativas sobre o desempenho da economia neste ano. Por fim, o mercado manteve inalterada suas estimativas para a Taxa de Câmbio, apontando uma desvalorização do real frente ao dólar, e para a Taxa Selic, ambas para este ano.

A mediana do agregado para a produção industrial também não mostrou variação para 2019, sugerindo crescimento de 1,47%. Para os demais indicadores de relevância, não houve alteração em relação às estimativas anteriores.

Com isso, para 2019, as expectativas para o IPCA ficaram em 4,07%, o PIB em 1,23%, Taxa de Câmbio R$/US$ 3,80 e a Meta da Taxa Selic em 6,50% aa.

Destaques do Boletim Focus publicado na segunda-feira, para 2019:

IPCA: 4,07%;

IPCA (atualização dos últimos 5 dias): 4,10%;

PIB: 1,23%

Taxa de Câmbio: R$/US$ 3,80;

Meta Taxa Selic: 6,50% a.a.

 


Se preferir, baixe em PDF:

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

>>Mapa de Oscilações

>>Mapa de Posições Alugadas

>>Análises Gráficas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.