Mercado antecipa novamente expectativa ​em relação a reforma da Previdência

MERCADO


Bolsa
O Ibovespa voltou a subir forte ontem, (2,76%) no fechamento marcando 94,485 pontos, com giro financeiro de R$ 17,3 bilhões. O mercado vem novamente antecipando uma expectativa positiva em relação ao andamento da reforma da Previdência, após o desgaste das últimas semanas. Pressionado, o “centrão” decide retomar votações na Câmara e o assunto Previdência segue no centro da pauta. Com agenda econômica vazia nesta quarta-feira, a bolsa tem como referência a alta dos mercados lá fora, embora a guerra comercial “EUA x China” continue sem solução, com os Estados Unidos impondo restrições às gigantes chinesas de tecnologia e ameaças do lado da China.

Câmbio
A moeda americana recuou de R$ 4,0958 para R$ 4,0390 no fechamento de ontem (-1,39%). O cenário mais ameno em relação ao ambiente doméstico e a menor aversão ao risco resultou na queda do dólar, que pode também estar refletindo o aumento de fluxo neste mercado.

Juros
Os contratos de DI com prazo mais curto (jan/21) encerram ontem com taxa de 6,87%, de 6,971% no ajuste da segunda-feira. A taxa para jan/25 caiu de 8,792% para 8,63%.


ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

 

Petrobras (PETR4)
Exercício do direito de preferência na licitação dos excedentes da Cessão Onerosa

A empresa manifestou ontem ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), seu interesse em exercer o direito de preferência para as áreas de Búzios e Itapu, na licitação dos volumes excedentes ao contrato da Cessão Onerosa. A Petrobras tem o direito de participar desta licitação com o percentual mínimo de 30%.

  • Se confirmado percentual de 30% da Petrobras nas duas áreas, o valor a ser pago como Bônus de Assinatura será de R$ 20.988 milhões;
  • Estes acertos para o leilão do petróleo excedente da Cessão Onerosa, são boas notícias para a Petrobras, que já produz na área de Búzios e conhece a geologia da região mais que qualquer outra companhia. Isso permite à empresa fazer a melhor avaliação e produzir ao menor custo.

CSN (CSNA3)
Venda da produção futura de minério

O jornal Valor, em sua edição de hoje, noticiou que a CSN tem duas empresas chinesas (Citic e China Minmetals) interessadas na compra antecipada de minério de ferro, no valor de US$ 500 milhões.

  • A realização desta operação será uma boa notícia para a CSN, permitindo a redução do seu elevado endividamento;
  • Em relatório recente, comentamos que durante a teleconferência para discutir os resultados do 1T19, a diretoria da empresa confirmou que está negociando duas operações de antecipação de receitas, que podem somar US$ 750 milhões.  Com isso, a CSN poderá chegar ao final do ano com uma relação dívida líquida/EBITDA de 3,0x.  Este indicador ao final do 1T19 foi de 4,1x.

Cemig (CMIG4)
Reajuste aprovado pela Aneel para a Cemig-D

A Aneel aprovou ontem (21/maio) um aumento médio de 8,73% nas tarifas da Cemig Distribuição (Cemig-D), e que entrará em vigor na próxima terça-feira (28/maio) para 8,4 milhões de unidades consumidoras em 774 municípios do Estado de Minas Gerais. A tarifa dos consumidores residenciais e de pequenos comércios (modalidade de baixa tensão) terá um reajuste de 7,89% sendo de 10,71% para a indústria e comércio de grande porte (alta tensão).

  • De acordo com a agência, o cálculo das novas tarifas considera a variação de custos da prestação do serviço de distribuição, da compra de energia, do pagamento de encargos setoriais e de passivo ou desconto financeiro do ciclo tarifário anterior.
  • As ações da companhia reagiram de forma positiva, com alta de 5,23% ontem, para uma cotação de R$ 13,89/ação. Nesse preço, correspondente a um valor de mercado de R$ 20,3 bilhões, os múltiplos para 2019 são: P/L de 10,1x e VE/EBITDA de 7,6x. O preço justo de R$ 16,00/ação traz um potencial de alta de 15,2% para CMIG4.

Cesp (CESP6)
Leilão da OPA será realizado em 24 de maio

O acionista controlador da companhia, VTRM Energia Participações, irá realizar no próximo dia 24 de maio de 2019 na B3, a Oferta Pública para Aquisição de Ações (OPA) ordinárias e preferenciais classe B de emissão da Cesp-Companhia Energética de São Paulo.

  • A oferta tem por objeto a aquisição de até a totalidade das ON e PNB, exceto as de titularidade da ofertante, de pessoas a ela vinculadas, totalizando, assim, 7.076.044 ON e 182.017.719 PNB. A OPA não tem por objeto a aquisição de qualquer ação PNA, nem dos certificados de depósito de ações emitidos no âmbito do programa de ADR Nível I lastreado em ações.
  • O preço a ser ofertado (atualizado pela Selic e por ajustes para refletir os dividendos declarados), corresponde a R$ 14,32 para as ações PNB e a R$ 11,28 para as ordinárias. Atentar que ontem (21/ maio) as CESP6 estavam cotadas a R$ 26,40/ação após alta de 25,2% este ano, bem acima do preço oferecido na OPA.

Valid (VLID3)
Assinatura de contrato com o Inep para impressão de provas do Enem pode chegar a R$ 151 milhões

A Valid Soluções S.A. comunica que assinou o contrato 06/2019 com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia ligada ao Ministério da Educação (MEC), para a impressão segura das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019.

A Valid encerrou o 1T19 com lucro líquido de R$ 13,7 milhões contra R$ 19,7 milhões no 1T18, uma queda de 30,5%. Este resultado foi afetado principalmente pelo resultado financeiro, com redução do caixa e aumenta da dívida.

Ontem a ação VLID3 encerrou cotada a R$ 14,36 acumulando queda de 20,2% no ano.


Suzano (SUZB3)
Lançamento e precificação de emissão de dívida de US$ 1,25 bilhão pela Suzano Austria GmgH

Foram realizadas duas emissões, uma de US$ 250 milhões e outra de US$ 1,0 bilhão, com taxas e vencimentos em datas distintas.

A Companhia pretende utilizar os recursos obtidos com tais ofertas para repagar dívidas e recompor a posição de caixa sobre dívidas vincendas em 2019.

Ontem a ação SUZB3 encerrou cotada a R$ 36,98 com queda de 1,8% no ano.


Se preferir, baixe em PDF:

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

>>Mapa de Oscilações

>>Mapa de Posições Alugadas

>>Análises Gráficas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.