Pequena alta de 0,17%

MERCADO


Bolsa
Na terça-feira, véspera de feriado, o Ibovespa refletiu o fraco noticiário e operou com liquidez reduzida fechando com uma pequena alta de 0,17%, aos 96.358 pontos. O giro financeiro ficou em 13,2 bilhões. No mês de abril o Ibovespa valorizou 0,98%. Hoje, a agenda econômica traz em destaque o IPD-Fipe mensal com alta de 0,29% em abril, abaixo da expectativa média de 0,32%. Nos EUA, saem os dados de comportamento da indústria, etc, mas os assuntos domésticos deverão continuar determinando o humor dos investidores, com posicionamento para o mês de maio. As bolsas internacionais seguem pesadas na zona do euro e alta na Ásia.

Câmbio
O dólar encerrou o mês de abril cotado a R$ 3,9190 com queda de 0,60% ante os R$ 3,9428 da segunda-feira. O comportamento da moeda americana no dia foi atribuído ao movimento de definição da Ptax de abril a ser usada para a liquidação do dólar futuro e ajustes dos contratos cambiais e de swap com vencimentos em meses subsequentes.

Juros
O último dia de abril foi de oscilação nas taxas de juros futuros, fechando em 6,580% para jan/20, de 6,591% na véspera, enquanto o DI para janeiro de 2025 recuou de 8,782% para 8,75%.


 

 ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Petrobras (PETR4)
Venda da refinaria de Pasadena

A empresa informou, na noite de ontem, que finalizou a venda de 100% de suas ações nas empresas que compõem o sistema de refino de Pasadena, para a Chevron USA Inc.

  • A Petrobras recebeu US$ 467 milhões, sendo R$ 350 milhões pelo valor das ações e US$ 117 milhões de capital de giro, que será ainda ajustado para refletir a posição na data do fechamento da operação;
  • Este valor é US$ 95 milhões menor que aquele apresentado em 30 de janeiro último, quando foi assinado o contrato de venda.  A redução ocorreu no do capital de giro, sendo que o valor das ações permaneceu o mesmo;
  • Mesmo com a redução no preço total, o fechamento da venda deste ativo é positivo para a Petrobras.

Vale (VALE3)
Nova ação do Ministério Público de MG

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) protocolou mais uma Ação Civil Pública contra a Vale, relativa ao rompimento da Barragem 1 da Mina do Córrego do Feijão, ocorrida em janeiro último.

  • Nesta ação, entre outros pedidos, o MPMG solicita que a Vale instale um fundo privado próprio de no mínimo R$ 50 bilhões, que será administrado pela empresa, destinado a cobrir os danos do desastre;
  • O MPMG pediu também que a Vale antecipe uma indenização no valor de R$ 30 mil para as pessoas que foram afetadas pela contaminação do Rio Paraopeba (agricultores, pecuaristas, pescadores e piscicultores).  Se a justiça acatar a ação, a Vale terá de fornecer água potável para consumo humano e atividades produtivas da região;
  • Mais uma ação judicial derivada do acidente de Brumadinho tem impacto negativo na ação da Vale, por aumentar as incertezas do seu custo de reparação.

Valid (VLID3)
Assinatura de contrato com INEP para impressão de provas pode chegar a R$ 143 milhões

Segundo o comunicado de 30/04, a Valid Soluções será responsável em 2019 pela produção de materiais gráficos para os seguintes exames, avaliações e pré-testes realizados pelo Instituto Nacional de Estudos Educacionais Anísio Teixeira (Inep): Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) e pré-teste para o Banco Nacional de Itens.

  • Enxegamos oportunidade na ação VLID3 após a qued a de 7,9% no mês de abril,vindo de uma alta expressiva no 4T18 até a metade fevereiro deste ano.

Cosan S.A. (CSAN3)
Edital de oferta pública voluntária para aquisição de ações (OPA) ON

A companhia divulgou dia 30 de abril de 2019, o edital de oferta pública voluntária para aquisição de ações ordinárias de emissão de sua controlada Companhia de Gás de São Paulo – Comgás (CGAS5) pelo preço de R$ 82,00 por ação, ajustado pela variação da Taxa SELIC desde a data de liquidação da oferta publica de aquisição de ações preferenciais classe A de emissão da Comgás, ocorrida em 13 de março de 2019, até a Data do Leilão previsto para ocorrer em 4 de junho de 2019.

  • A OPA ON terá por objeto a aquisição de até a totalidade das ações ordinárias de emissão da Comgás em circulação e negociadas na B3, atualmente correspondentes a 2.683.835 ações ordinárias, representativas de 2,03% do capital social total da Comgás e estará condicionada à adesão de 2/3 (dois terços) dos acionistas detentores das ações ordinárias em circulação.
  • A presente OPA ON não será objeto de registro perante a CVM e não implicará no cancelamento de registro da Comgás como emissora de valores mobiliários Categoria “A”.
  • As ações PNA da companhia (CGAS5) fecharam na terça-feira (30/abril), cotadas a R$ 82,60 (valor de mercado de R$ 10,9 bilhões) com alta de 40,8% este ano. Nesse preço os múltiplos para 2019 são: P/L de 12,7x e VE/EBITDA de 7,5x.

SLC Agrícola (SLCE3)
“Ex” dividendos a partir de hoje, 02/maio

  • Na Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária (AGOE) da SLC Agrícola, realizada no dia 30 de abril de 2019, foi aprovado a distribuição de dividendos no valor de R$ 176,3 milhões, correspondente a 50% do lucro líquido ajustado de 2018, equivalente a R$ 0,947055/ação – excluídas as ações em tesouraria e o desdobramento de ações aprovado na mesma data.
  • O pagamento será feito em 09 de maio de 2019 com base nas posições de ações em 30 de abril, sendo que a partir de hoje (02/maio) os papéis da companhia serão negociadas na condição “ex” dividendos.

Klabin (KLBN11)
Dividendos intermediário de R$ 201 milhões, R$ 0,1906/unit

Na última terça-feira (30) o conselho de administração da Klabin aprovou o pagamento de dividendos intermediários no valor total de R$ 201 milhões, conforme o resumo a seguir:

  • Valor Total: R$ 201 milhões;
  • Dividendo por ON ou PN: R$ 0,03813885297;
  • Dividend Yield ON ou PN: 1,3%
  • Dividendo por Unit: R$ 0,19069426485;
  • Dividend Yield Unit: 1,1%
  • Data “Ex” dividendo: A partir de 07 de maio, inclusive;
  • Data de Pegamento:17 de maio.

A unit da Klabin (KLBN11: 1 ON e 4 PN’s) encerrou cotada a R$ 16,60 acumulando valorização de 4,6% em 2019. O valor de mercado da companhia é de R$ 18,8 bilhões, com a units negociadas a 2,78x o valor patrimonial.


Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

Mapa de Oscilações

Mapa de Posições Alugadas

Clique para acessar nossas Análises Gráficas:

Análises Gráficas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.