Ecorodovias – Relatório de Análise

Risco de governança limita atratividade

Revisamos nossas projeções para Ecorodovias e reduzimos o Preço Justo de ECOR3 para R$ 11,50/ação, vindo de R$ 13,00, mas mantivemos a recomendação de Compra.  No ano passado, a empresa enfrentou problemas com a greve dos caminhoneiros e a suspensão da cobrança do eixo suspenso, que impactaram seus resultados.  Além disso, a Ecorodovias foi envolvida em duas operações da Polícia Federal, a primeira em 2018 e a segunda na semana passada, que tem prejudicado a evolução de suas ações.  Assim, ECOR3 caiu 3,4% nos últimos doze meses, enquanto o Ibovespa obteve uma valorização de 10,9% neste período.  Acreditamos que, apesar do elevado potencial de alta da ação e das quedas recentes, sua valorização ficará comprometida enquanto não houver clareza quanto aos riscos das questões de governança.  Para 2019, vale citar como positivo a retomada no crescimento do tráfego e o início da cobrança de pedágio em duas novas concessões rodoviárias já no segundo trimestre (Eco135 e MGO).

  • Problemas de governança: A Ecorodovias, assim com outras concessionárias, foi envolvida num inquérito da Operação Integração II, 48ª fase da Lava Jato.  As investigações, iniciadas em fevereiro/2018, versavam sobre contratos de concessões no Paraná de duas subsidiárias (Ecovia Caminho do Mar e Ecocataratas).  Na semana passada, a empresa foi novamente envolvida em uma investigação.  No dia 11 de março (quinta-feira), a Polícia Federal cumpriu mandato de busca e apreensão em sua controlada Eco101;
  • Índice ABCR sinaliza um bom trimestre: Segundo os dados divulgados pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), o tráfego total nas estradas pedagiadas brasileiras em março aumentou 0,4%, comparado ao mesmo mês de 2018.  No 1T19, o tráfego total aumentou 1,2%, puxado pelo ganho de 2,7% nos veículos pesados, com um desempenho pior (+0,7%) dos leves.  Estes dados indicam uma recuperação no tráfego das estradas pedagiadas, dado fundamental para os resultados da Ecorodovias;
  • Novas concessões: No ano passado, a Ecorodovias adquiriu três novas concessões rodoviárias, que são Ecorodoanel, MGO e Eco135.  A MGO e a Eco135 já devem iniciar a cobrança de pedágio no 2T19;
  • Investimentos crescem muito em 2019: Nos últimos seis anos, os investimentos da anuais Ecorodovias tem ficado numa faixa razoavelmente estreita, mas darão um salto em 2019.  Neste ano, a expectativa de dispêndio sobe em 55,5% para R$ 1.381 milhões.  Isso ocorrerá por obras nas concessões mais recentes da empresa.

Clique para acessar:

DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora.

As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado.
Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18:
O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.