Prezados Amigos,

A crise recentemente deflagrada entre os poderes, e que fundamentalmente afeta a possibilidade de aprovação das reformas (ao menos no prazo desejado), tem em seu cerne a reação das forças políticas longamente estabelecidas frente à forma disrupitiva de “política” oferecida pelo novo governo.

Sem qualquer predileção ao velho “toma-la-da-cá”, o Executivo se baseia fundamentalmente na elevada qualificação técnica, fazendo jus ao projeto vitorioso nas urnas em 2018, a saber, tecnicidade e ética na condução da gestão pública. Assim, as reações contrárias a este “novo-normal” nos fazem chegar a uma questão muito simples: vale rifar o futuro do país em prol da manutenção, ainda que em partes, do status quo?

Se sim, nos resta apenas uma conclusão: Dane-se o Brasil!

Nesta linha, o Artigo “Dane-se o Brasil!” pretende oferecer algumas reflexões sobre o confronto de paradigmas que vivemos, suas implicações e possíveis ideias para contornar este dilema.

Boa leitura!

Clique aqui para ler o Paper.