Terça-feira de recuperação

MERCADO


Bolsa
A terça-feira foi de recuperação na B3, após forte queda do Ibovespa nos cinco pregões anteriores. O mercado segue concentrado e atento aos fatos políticos, mas a desvalorização dos papéis no curto prazo, atraíram novamente investidores que olham oportunidades no médio prazo. No fechamento o Ibovespa marcou alta de 1,76% aos 95.307 pontos, com giro financeiro de R$ 15,2 bilhões. Destaque para as ações da Petrobras, com valorização de 4,18% (ON) e de 4,72% (PN), respondendo por mais de 20% do volume de negócios da Bolsa. Hoje a agenda econômica traz poucos indicadores, que não deverão ter mais peso que os assuntos recorrentes, sobretudo a pauta política doméstica. No exterior, as bolsas da zona do euro mostram queda acentuada enquanto os bonds operam em alta, diante das preocupações com o cenário econômico na Alemanha. O Ibovespa tem mais motivos para seguir seu rumo definido nesta quarta-feira, já entrando na reta final do mês de março e da safra das divulgações de resultados corporativos.

Câmbio
O mercado de câmbio voltou a pesar ontem com o processo da reforma da Previdência não conseguindo avançar no Congresso. Com isso, a moeda americana teve mais um dia alta ( 0,45%), cotada a R$ 3,8741 no fechamento.

Juros
O mercado de juros refletiu o ambiente ruim provocado pelo cancelamento da participação do ministro da Economia, Paulo Guedes, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, para esclarecer dúvidas dos parlamentares. As taxas voltaram a subir no curto e longo prazo. A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/20 fechou em 6,465%, de 6,450% na segunda-feira e para jan/25 a taxa passou de 8,762% para 8,83%.

 

ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Natura (NATU3)
Parceria com Banco Santander para criar conta digital

Em comunicado ao mercado a Natura anunciou parceria com o  Banco Santander para para oferecer, ainda no primeiro semestre deste ano, um serviço pioneiro à rede de 1,1 milhão de Consultoras de Beleza Natura: a Conta Natura, uma conta bancária 100% digital e com benefícios exclusivos, em um formato inédito no setor de vendas diretas. 

A parceria deverá fomentar as vendas da companhia.  Ontem a ação NATU3 encerrou cotada a R$ 44,00 com alta de 9,7%. No ano cumula queda de 1,4% no ano e 10,1% neste mês.


EZtec (EZTC3)
Aprovação de Bonificação de 21,21 novas ações para cada 100 existentes e lançamento de um empreendimento com VGV de R$ 142 milhões

O conselho de administração da Eztec aprovou o aumento de capital da companhia no valor de R$ 553.542.430,90 para R$ 1,910 bilhão, com a emissão de 34.998.217 novas ações ordinárias, a serem bonificadas na proporção de 21,2108114007 novas ações para cada 100 existentes.

  • Acionistas com direito até 26 de abril com as ações ficando “ex” no dia 29/04;

 Lançamento do empreendimento Fit Casa Rio Bonito em Socorro, zona Sul de São Paulo, com VGV potencial de R$ 141,6 milhões, (100% da Eztec), Serão 2 torres residenciais num total de 560 unidades de 27 a 53 m2, de padrão econômico e médio. A previsão de entrega é maio/2022.

 Ontem a ação EZTC3 encerrou cotada a R$ 26,69 com valorização de 6,7% neste ano. O valor de mercado da companhia é de R$ 4,4 bilhões.


Petrobras (PETR4)
Mudanças da periodicidade nos reajustes do diesel

Durante o pregão de ontem, a empresa comunicou que o preço do diesel na refinaria será reajustado em períodos não inferiores a 15 dias.

  • A Petrobras também informou que sua rentabilidade da operação de refino será preservada, dentro deste novo sistema de preços, com o uso de derivativos;
  • Ao lado desta mudança, a Petrobras Distribuidora vai implantar, em até noventa dias, um cartão para pagamento de diesel com preço fixo.  Com isso, o caminhoneiro poderá se proteger das variações do preço.;
  • Estas medidas são a contribuição da Petrobras para evitar uma nova greve dos caminhoneiros, da qual já havia um rumor de que ocorreria ao final deste mês.  Com isso, vemos como positivas as medidas, tendo em vista os enormes custos para a empresa e toda a sociedade de uma nova greve.

Banco Bradesco S.A. (BBDC4)
Bradesco Day 2019

O Bradesco realizou ontem seu “Bradesco Day 2019”. Dentre os assuntos abordados, as perspectivas para 2019 e apresentação das áreas de atuação do banco: (i) Tecnologia, RH, Finanças, Riscos e Operações; (ii) Alta Renda; (iii)  Varejo; (iv) Atacado; e a (v) Bradesco Seguros.

  • O guidance de crescimento para 2019 foi mantido e o banco segue confiante na consecução dos seus objetivos. O cenário atual é de melhor dinâmica do crédito, inadimplência contida e queda da PDD. O foco na redução de custos permanece. Seguimos com recomendação de compra para BBDC4 com preço justo de R$ 52,00/ação.
  • Suas ações estão sendo negociadas “com” bonificação de 20% até 29/mar/19, sendo negociadas na condição “ex” a partir de 1º de abril de 2019. O custo unitário atribuído às ações bonificadas é de R$ 5,952506650/ação.

Engie Brasil Energia S.A. (EGIE3)
Reunião do Conselho de Administração

O Conselho de Administração da Engie Brasil Energia, reunido ontem (26/março), aprovou (i) a participação da companhia no processo de aquisição acionária da Transportadora Associada de Gás S.A. (TAG) detida pela Petrobras, em parceria com outra investidora do Grupo Engie e terceiros que formam o Grupo Investidor.

  • Nesta mesma reunião também foi aprovado a retenção de lucro de R$ 177,7 milhões e a proposta de Orçamento de Capital para os exercícios de 2019 e 2020, que considera o Programa de Investimento no valor de R$ 4,2 bilhões, sendo R$ 1,76 bilhão para o presente exercício e R$ 2,45 bilhões para 2020, devendo a matéria ser submetida a deliberação da assembleia geral dos acionistas da companhia.
  • As EGIE3 registram alta de 327,5% este ano para R$ 42,09/ação (valor de mercado de R$ 34,3 bilhões). Nesse preço os múltiplos para 2019 são: P/L de 13,8x e VE/EBITDA de 8,1x.

Cosan S.A. (CSAN3)
“Ex” dividendos em 03/05

A Cosan propôs o pagamento de R$ 392,4 milhões, equivalente a R$ 0,99977023662/ ação, como dividendo mínimo obrigatório, a ser aprovado na assembleia geral ordinária e extraordinária (AGOE) da empresa marcada para 26 de abril.

  • Terão direito os acionistas com posições de ações em 2 de maio, com as ações sendo negociadas “ex” dividendos a partir de 03 de maio de 2019.
  • Com base na cotação de R$ 43,75/ação o retorno é de 2,3%.

Camil S.A. (CAML3)
“Ex” JCP em 01/04

A Camil pagará juros sobre capital próprio (JCP) em 17 de abril, no valor bruto de R$ 20 milhões, equivalente a R$ 0,0494767547/ação.

  • Terão direito os acionistas na data base de 29 de março. As ações passarão a ser negociadas ex-juros a partir de 1º de abril.
  • Com base na cotação de R$ 6,85/ação o retorno líquido é de 0,6%.

Suzano (SUZB3)
Guidance de Sinergias e Capex

A Suzano divulgou o seu guidance para os ganhos de sinergia da combinação dos negócios com a Fibria e também de Capex.

A companhia espera capturar de forma gradual, de 2019 a 2021, sinergias operacionais estimadas entre R$ 800 milhões a R$ 900 milhões por ano (antes da tributação), em bases recorrentes após 2021, com a redução de custos, despesas e investimentos de capital provenientes das áreas de suprimentos, florestal, industrial, logística, comercial, administrativa e de pessoal. Além disso, a companhia espera sinergias tributárias que gerarão dedutibilidade estimada em R$ 2,0 bilhões por ano de 2019 a 2021.

Para o CAPEX, a companhia prevê para 2019 um CAPEX total de R$ 6,4 bilhões, dos quais R$ 4,0 bilhões referem-se à manutenção. O saldo do CAPEX 2019, no valor total de R$ 2,4 bilhões, compreende investimentos remanescentes em projetos anteriormente divulgados, tais como as aquisições de terras e florestas da Duratex S.A., e o investimento em ativos logísticos de portos, bem como eventuais novos investimentos em terras e florestas.

Ontem a ação SUZB3 encerrou cotada a R$ 46,60 acumulando valorização de 22,4% neste ano, a despeito da alta de 104,7% em 2018. O valor de mercado da companhia é de R$ 62,9 bilhões e suas ações estão sendo negociadas a 4,24x o valor patrimonial.


Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

Mapa de Oscilações

Mapa de Posições Alugadas

Clique para acessar nossas Análises Gráficas:

Análises Gráficas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.