Mercado reage positivamente ao empenho do governo ​para o avanço da reforma da Previdência

MERCADO


Bolsa
O Ibovespa encerrou a sexta-feira com alta de 1,09% aos 95.365 pontos, com giro financeiro de R$ 16 bilhões. O mercado reagiu positivamente ao empenho do governo para o avanço da reforma da Previdência. Do lado externo o dia foi negativo para as bolsas. A semana abre com uma agenda econômica fraca, com dados de vendas no varejo dos EUA. Os dados mais recentes sobre as grandes economias seguem no foco dos investidores. A Alemanha divulgou superávit comercial de 18,5 bilhões de euros para janeiro, apesar das notícias negativas mais recentes sobre a produção industrial. Do lado doméstico, o Boletim Focus e produção e vendas de veículos (Anfavea). As bolsas internacionais mostram alta no fechamento da Ásia e sobem também na zona do euro e os futuros também indicam alta para hoje. Com noticiário corporativo fraco, a expectativa é que o Ibovespa siga influenciado pelos mesmos fatos acima destacados.

Câmbio
A moeda americana fechou cotada a R$ 3,8701 no mercado à vista, com queda de 0,35%, após quatro altas consecutivas, acumulando valorização de 2,35% na semana encurtada pelo feriado de carnaval.

Juros
O dia de queda também para os juros futuros. A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/20 fechou em 6,465%, de 6,480% no ajuste d quinta-feira e para jan/25 a taxa caiu de 8,892% para 8,80%.

 

ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Ferbasa (FESA4)
Resultados fracos no 4T18 – Reapresentação

A Ferbasa divulgou na última quinta-feira, após o pregão, seus números do 4T18, que foram fracos.  Já havíamos comentado este resultado na sexta-feira, mas a empresa fez algumas correções nos dados divulgados que merecem nossa atenção.

  • O resultado do 4T18 mostrou aumento nas vendas e nos preços em reais.  Porém, incrementos de custos, das despesas operacionais e financeiras levaram a uma forte redução das margens;
  • Os números do trimestre foram positivamente impactados pelas contabilizações da atualização do valor justo dos ativos biológicos e uma grande reversão de Imposto de Renda;
  • A Ferbasa lucrou R$ 20 milhões (R$ 0,23 por ação) no 4T18, valor 86,6% menor que no trimestre anterior e 68,9% inferior ao 4T17.

 

Petrobras (PETR4)
Notícias positivas de desinvestimentos e o Plano de Resiliência

A Petrobras divulgou na última sexta-feira, após o pregão, três comunicados importantes, sendo duas vendas de ativos e a aprovação de um plano para aumentar os desinvestimentos, cortar custos e liberar caixa.

  • As vendas de ativos são positivas como foram as outras.  Porém, o mais importante é o Plano de Resiliência, que certamente elevará a rentabilidade da empresa, ajudando a reduzir ainda mais o endividamento;
  • Nossa recomendação para PETR4 é Compra com Preço Justo de R$ 33,00/ação, indicando um potencial de alta em 24%.  Nos últimos doze meses, PETR4 subiu 28,1% e o Ibovespa teve uma valorização de 12,2%.

Cosan S.A. (CSAN3)
Realizado a OPA voluntária com aquisição de mais de 2/3 do free float

A Cosan informa que foi realizado em 8 de março de 2018, o leilão da oferta pública (OPA) voluntária para aquisição de ações preferenciais classe “A” de emissão da Comgás (CGAS5), tendo sido adquiridas 19.496.165 ações preferenciais pela Cosan, representativas de 14,77% do capital social da Comgás, pelo preço de R$ 82,00/ação.

  • Com esta aquisição a Cosan passou a deter 94,88% do capital social da Comgas, cuja liquidação da OPA está prevista para ocorrer em 13 de março de 2019. Na sexta-feira (8/mar) as CSAN3 fecharam cotadas a R$ 42,06/ação, equivalentes a um valor de mercado de R$ 17,2 bilhões, após alta de 25,7% este ano.
  • Uma vez que foram adquiridas mais de 2/3 das ações preferenciais em circulação, o acionista que desejar alienar suas ações preferenciais, poderá apresentar um pedido à companhia, por meio de seu departamento de Relações com Investidores, durante o período de 3 meses seguintes ao Leilão, ou seja, entre 8 de março e 8 de junho de 2019, o qual indicará os passos necessários para a execução da referida alienação.
  • A Cosan adquirirá tais ações preferenciais e pagará o valor de R$ 82,00/ação ajustado pela variação da Taxa SELIC desde a Data de Liquidação da Oferta até a data do efetivo pagamento, o qual deverá acontecer no máximo até 15 dias após a solicitação do titular para vender suas ações preferenciais. Na sexta-feira (8/mar) as CGAS5 fecharam cotadas a R$ 81,90/ação ajustadas ao preço da OPA.

Boletim Focus
Estimativas de mercado sugerem aumento de inflação, com menor crescimento econômico para 2019

Dentre as alterações contidas no Boletim Focus no último Boletim Focus desta segunda-feira, destaque para a elevação estimativas para o IPCA de 2019, porém, com as atualizações dos últimos 5 dias sugerindo arrefecimento. Para o PIB, a mediana das estimativas mostrou novo recuo. Por fim, o mercado manteve a mediana de suas estimativas para a Taxa de Câmbio e Taxa Selic inalteradas.

Já mediana do agregado para a produção industrial mostrou recuo em 2019, sugerindo crescimento de 2,80% ante 2,90%. Para os demais indicadores de relevância, não houve alteração em relação às estimativas anteriores.

Com isso, para 2019, as expectativas para o IPCA ficaram em 3,87%, o PIB em 2,28%, Taxa

de Câmbio R$/US$ 3,70 e a Meta da Taxa Selic em 6,50% a.a.

Destaques do Boletim Focus publicado na segunda-feira, para 2019:

  • IPCA: 3,87%;
  • IPCA (atualização dos últimos 5 dias): 3,86%;
  • PIB: 2,28%
  • Taxa de Câmbio: R$/US$ 3,70;
  • Meta Taxa Selic: 6,50% a.a.

Se preferir, baixe em PDF:

 

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

Mapa de Oscilações

Mapa de Posições Alugadas

Clique para acessar nossas Análises Gráficas:

Análises Gráficas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.