B3 reflete entusiasmo com a Previdência

MERCADO


Bolsa
A B3 refletiu o otimismo dos investidores em relação à entrega da proposta de reforma da Previdência pelo presidente Jair Bolsonaro ao Congresso que acontecerá ainda na manhã desta quarta-feira. O Ibovespa encerrou o dia com valorização de 1,19%, aos 97.659 pontos. O giro financeiro foi de R$ 15,3 bilhões. Hoje a agenda econômica está vazia, com poucos indicadores, com destaque apenas para a ata do Fomc que também não deverá trazer nenhuma novidade. A atenção ficará mesmo em cima da Previdência. Os resultados corporativos de 2018 também seguem mexendo com os papéis. As bolsas internacionais mostram alta na zona do euro e no fechamento da Ásia. Do lado doméstico, a expectativa é que o mercado acompanhe de perto os movimentos em torno da “Previdência”.

Câmbio
A moeda americana andou na contramão da bolsa e marcou queda de 0,48% aos R$ 3,7164. As razões apresentadas para a desvalorização do dólar são as mesmas que ocupam o noticiário já há algum tempo.

Juros
O mercado de juros teve um componente que acabou mexendo com as taxas no final do dia, que foi a derrota do governo na Câmara, que aprovou no fim do dia projeto que susta os efeitos do decreto editado pelo vice-presidente Hamilton Mourão em janeiro que ampliou a funcionários comissionados e de segundo escalão o poder de impor sigilo a documentos públicos. No fechamento a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/20 estava em 6,390%, ante 6,380%. O DI para jan/25 fechou a sessão em 8,56%.

 

ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Via Varejo (VVAR3)
Prejuízo líquido de R$ 267 milhões em 2018 ante lucro de R$ 168 milhões em 2017

Os resultados da companhia no 4T18 e no acumulado do ano foram ruins, com prejuízo líquido nos dois períodos. No 4T18 a perda foi de R$ 279 milhões e no acumulado do ano, R$ 267 milhões.  A justificativa apresentada foi a queda na margem bruta e aumento de despesas operacionais com a reestruturação da empresa. Ontem a ação VVAR3 liderou as quedas no Ibovespa.

A expectativa é de melhora nos resultados a partir da conclusão do processo de restruturação da companhia. Contudo, a competição no setor segue acirrada e as margens pressionadas.


ENGIE Brasil Energia S.A. (EGIE3)
Resultado do 4T18 acima do esperado

O lucro líquido da companhia somou R$ 761,6 milhões no 4T18, valor 8% acima do alcançado no 4T17, reflexo do crescimento de 11% da receita sensibilizada por operações de trading de energia, estabilidade da geração operacional de caixa, aliado a queda de alíquota efetiva de IR/CS entre os trimestres. Um bom resultado trimestral, acima do esperado. No acumulando de 2018 o lucro líquido cresceu 15,5% para R$ 2,3 bilhões.

  • As EGIE3 registram alta de 34,8% este ano para R$ 44,50/ação (valor de mercado de R$ 36,3 bilhões). Nesse preço os múltiplos para 2019 são: P/L de 14,8x e VE/EBITDA de 8,5x.
  • A receita operacional líquida somou R$ 8,8 bilhões em 2018, incremento de 25% em comparação ao montante apurado em 2017, explicado pelo forte crescimento das operações de trading de energia; pelo aumento de receita nas operações realizadas no mercado de curto prazo, pela remuneração dos ativos financeiros e da receita de GAG das Usinas Hidrelétricas Jaguara e Miranda. O EBITDA atingiu R$ 4,4 bilhões em 2018, um aumento de 24% em doze meses. A margem Ebitda foi de 49,7% em 2018, redução de 0,5pp em relação a 2017.
  • Ao final de dezembro de 2018 a dívida líquida da companhia era de R$ 6,9 bilhões, um aumento de 50% em base de doze meses, equivalente a 1,6x o EBITDA e que se compara a 1,3x em dez/17. Em 2018, a companhia investiu R$ 3,5 bilhões na construção, manutenção e revitalização do parque gerador e na aquisição de participações societárias.
  • Com base no resultado o Conselho de Administração da companhia aprovou a proposta de dividendos complementares no montante de R$ 76,7 milhões (R$ 0,0940/ação), a ser ratificada pela Assembleia Geral Ordinária. O retorno complementar é de 0,2%. O total de proventos relativos a 2018 foi de R$ 2,3 bilhões (R$ 2,7851510063/ação), equivalente a 100% do lucro líquido distribuível ajustado.

WEG (WEGE3)
Resultados do 4T18 e dividendos

A empresa divulgou nesta manhã um resultado do 4T18 bem superior ao auferido no mesmo período do ano anterior, com aumento na receita e ganhos de margem.

  • No 4T18, o lucro líquido da Weg foi de R$ 335 milhões (R$ 0,16 por ação), 12,1% menor que no trimestre anterior, mas 11,7% maior que no 4T17;
  • Em 2018, a Weg obteve um excelente resultado.  O lucro líquido do ano foi de R$ 1.338 milhões (R$ 0,64/ação), valor 17,2% maior que em 2017;
  • A Weg pagará dividendos complementares no valor total de R$ 173,9 milhões (R$ 0,082905759 por ação), considerando as posições acionárias do dia 22 de fevereiro de 2019.  O pagamento deste provento, assim com os juros sobre o capital declarados em setembro e dezembro do ano passado, será feito em 13 de março.

Tim Participações (TIMP3)
 Lucro líquido normalizado soma R$ 1,57 bilhão em 2018, aumento de 26,6% sobre 2017

  • No comparativo do trimestre o resultado líquido do 4T18 caiu 2,1%, somando 592 milhões. Os dados operacionais mostraram redução de 4,6% na base móvel de clientes, com destaque negativo para o pré-pagos.
  • A ação TIMP3 encerrou ontem cotada a R$ 44,50 acumulando alta de 34,8% no ano.

Randon (RAPT4)
Projeções otimistas para 2019

A Randon divulgou hoje que espera um expressivo crescimento de suas operações em 2019.  A empresa estimou que sua receita líquida vai atingir R$ 5 bilhões neste ano, valor 22,0% maior que nossa projeção para 2018.

  • Este número positivo, em conjunto com a receita de janeiro que foi divulgada ontem, indicam bons resultados para a empresa em 2019, consolidando a recuperação que ocorreu no ano passado;
  • A receita líquida da Randon em janeiro/2019 atingiu R$ 347,4 milhões, valor 26,0% maior que em igual mês de 2018;
  • Os resultados da Randon no 4T18 serão divulgados no dia 20 de março, antes do início do pregão.

Se preferir, baixe em PDF:

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

Mapa de Oscilações

Mapa de Posições Alugadas

Clique para acessar nossas Análises Gráficas:

Análises Gráficas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.