Otimismo com a Previdência puxa alta

MERCADO


Bolsa
A bolsa voltou a mostrar otimismo com o avanço do assunto “Previdência”, registrando alta de 2,27% aos 98.015 pontos e volume financeiro de R$ 13,1 bilhões. O bom humor do mercado reflete também os resultados corporativos de 2018. Hoje a agenda econômica traz dados do exterior sem relevância para nosso mercado. Do lado doméstico, o IGP-10 com alta de 0,40% e o índice de atividade econômica de dez/18 com alta de 0,21% no M/M e de 0,18% no A/A. As bolsas internacionais mostram desempenho positivo, podendo ajudar para mais um dia de alta na B3, com a sinalização de avanço nas conversas entre China e Estados Unidos.

Câmbio
Com a divulgação de alguns pontos da proposta para a Previdência, o mercado já reagiu  positivamente, derrubando a cotação do dólar no mercado à vista para R$ 3,7198 (-0,98%) e no mercado futuro, para março, a cotação terminou em queda de 0,84%, a R$ 3,7270.

Juros
Os juros futuros também reagiram ao início da divulgação de pontos do texto da Previdência e as taxas reduziram no longo prazo. A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/20 fechou em 6,415%, estável em relação à véspear e para jan/25 caiu de 8,722% para 8,59%.

 

ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Grendene (GRND3)
Lucro líquido de R$ 585,5 milhões em 2018, mostra queda de 11,4% em relação a 2017, com menor ganho financeiro

No 4T18 a empresa registrou lucro líquido de R$ 251,3 milhões, aumento de 0,3% em relação ao 4T17 e no acumulado do ano o resultado de R$ 585,5 milhões foi 11,4% inferior ao ano anterior. A queda nos juros tem efeito relevante sobre o resultado final da Grendene que possui uma posição de caixa líquido bastante expressiva. No final de 2018, o caixa da empresa era de R$ 1,8 bilhão.

Temos recomendação de COMPRA para a ação GRND3 com preço justo de R$ 9,83 para uma cotação de fechamento de R$ 8,91 ontem. Com base nestes resultados estaremos revisando nossos números para a empresa. Seguimos com visão positiva para a companhia, pela qualidade de seus números, participação no mercado e política de distribuição de proventos.


Cosan S.A. (CSAN3)
Resultado ajustado do 4T18 acima do esperado

A companhia reportou seus resultados referentes ao 4º trimestre de 2018 com EBITDA ajustado em linha, Receita Líquida e Lucro Líquido ajustado, acima do esperado. O forte aumento do lucro, notadamente no 4T18, refletiu principalmente o ganho pontual referente ao encerramento de disputas judiciais na Comgás. Some-se o impacto positivo de variação cambial no Bônus Perpétuo (efeito não caixa). No acumulado de 2018 o lucro líquido ajustado somou R$ 1,3 bilhão com crescimento de 35% em relação a 2017.

  • Ao preço de R$ 42,70/ação, correspondente a um valor de mercado de R$ 17,4 bilhões suas ações registram alta de 27,6% este ano. Os múltiplos para 2019 são: P/L de 12,2x e VE/EBITDA de 4,5x.
  • A geração de caixa livre proforma (FCFE) da Cosan S/A – incluso 50% da Raízen totalizou R$ 1,4 bilhão em 2018, duas vezes maior que 2017. Seu endividamento líquido cresceu em ambas as bases de comparação (7% no trimestre e 11% em doze meses), bem como sua alavancagem que passou de 2,0x no trimestre anterior para 2,1x no 4T18.
  • A Cosan S/A suspendeu a divulgação de projeções financeiras (Guidance), em função da necessidade de alinhamento da política de divulgação de projeções com os procedimentos adotados pela companhia, seus auditores e consultores, no âmbito das operações de emissão de dívida atualmente em curso e da oferta pública voluntária para aquisição de ações preferenciais classe “A” de emissão da sua controlada Companhia de Gás de São Paulo – Comgás. A companhia retomará a divulgação das projeções ao término de referidas operações.

Usiminas (USIM5)
Crescimento do lucro no 4T18 por fatores não recorrentes

A Usiminas divulgou seus resultados do 4T18 nesta manhã, com números operacionais fracos como o esperado, mas com a contabilização de vários itens não recorrentes que “poluíram” o resultado.
• No 4T18, a Usiminas obteve um lucro líquido de R$ 355 milhões (R$ 0,28 por ação), que foi 34,4% maior que no mesmo trimestre anterior e reverteu o prejuízo do 4T17;
• Em 2018, a Usiminas conseguiu uma expressiva recuperação de vendas, com destaque para o minério de ferro (76,1%), que foi acompanhado de melhores preços tanto na mineração quanto no aço. Com isso, a empresa conseguiu elevar fortemente sua rentabilidade operacional. Os ganhos não recorrentes do 4T18 permitiram um salto de 211,9% resultado líquido anual para R$ 727 milhões (R$ 0,58/ação).


Se preferir, baixe em PDF:

 

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

Mapa de Oscilações

Mapa de Posições Alugadas

Clique para acessar nossas Análises Gráficas:

Análises Gráficas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.