Ibovespa acumula valorização de 10,82% em Janeiro

MERCADO


Bolsa
O mês de janeiro foi bastante positivo para a B3 com o Ibovespa acumulando valorização de 10,82%, impulsionado pelo otimismo com o cenário macroeconômico desenhado para este ano. No último pregão de janeiro, o Ibovespa marcou alta de 0,41%, aos 97.394 pontos. O giro financeiro foi de R$ 19,7 bilhões. Hoje a agenda econômica traz em destaque a produção industrial e a balança comercial mensal do lado doméstico. Nos EUA saem os dados do payroll (Relatório de Emprego) e a taxa de desemprego no país. As bolsas internacionais mostram alta no andamento dos mercados da zona do euro e fechamento misto na Ásia. Os resultados corporativos do lado externo e doméstico vêm tendo peso no comportamento dos mercados nos últimos dias, com o esfriamento de discussões políticas no exterior. No Brasil, a intensificação da safra de resultados de 2018 e a expectativa em relação às eleições dos líderes da Câmara e Senado e ainda a proposta de reforma da Previdência são os assuntos que deverão dominar a primeira semana de fevereiro. Para hoje a expectativa é de um mercado em compasso de espera para estes eventos da próxima semana.

Câmbio
A quinta-feira foi de queda para a moeda americana em dia de disputa para o fechamento a Ptax que é o referencial que servirá a partir desta sexta-feira para a liquidação e ajustes de contratos futuros de câmbio e de swap cambial. Ptax caiu 1,7% e encerrou janeiro em R$ 3,6519. No mercado á vista a moeda registrou baixa de 0,99% cotada a R$ 3,6590 no fechamento.

Juros
O dia foi de queda também para as taxas futuras de juros com investidores avaliando positivamente os ambientes doméstico e externo, no curto prazo. No fechamento, o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em jan/20 registrou taxa de 6,38%, ante 6,46% no ajuste da véspera. Para jan/25 a taxa caiu de 8,92% para 8,64%.

 

ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS


Marcopolo (POMO4)
Aumento de capital soma R$ 65,9 milhões na primeira etapa de captação (prazo de preferência)

  • Encerrado o período de preferência na operação de aumento de capital da Marcopolo, a companhia captou R$ 65,993 milhões.
  • Número de ações vendidas: 20.622.846 ações PN;
  • Preço unitário:  R$ 3,20. (ontem a ação (POMO4) encerrou cotada a R$ 4,08.
  • Os interessados deverão subscrever as sobras entre os dias 04 e 07 de fevereiro.

O preço da ação permanece estável neste ano.


Localiza (RENT3)
Oferta de ações movimenta R$ 1,8 bilhão com a ação a R$ 33,00

Preço definido: R$ 33,00 por ação (ontem a ação encerrou cotada a R$ 33,30);

Aumento de capital:  O novo capital social da Companhia passará a ser de R$3.321.600.000,00, dividido em 722.349.210 ações ordinárias, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal. O aumento foi de R$ 1,82 bilhão.


Embraer (EMBR3)
Contrato de pedido firme com a SkyWest para 9 jatos E175 no valor de US$ 422 milhões

A Embraer e a SkyWest assinaram um contrato para um pedido firme de nove jatos E175. A SkyWest é um cliente importante da Embraer e este pedido, cujas entregas devem começar em 2019 deverão contribuir de forma positiva para os resultados da companhia.

Ontem a ação EMBR3 encerrou cotada a R$ 19,34 com valorização de 10,8% em janeiro. No dia a ação caiu 0,4%.


Copel Energia (CPLE6)
Atualização do cronograma de obras

A Copel informa que (i) iniciou os ensaios finais da Usina Hidrelétrica de Colíder e da Usina Hidrelétrica de Baixo Iguaçu; (ii) começou a operação em testes da subestação Santa Bárbara do Oeste, pertencente à SPE Mata de Santa Genebra.

  • As CPLE6 cotadas a R$ 35,31/ação, equivalente a um valor de mercado de R$ 9,7 bilhões, registram alta de 15,6% este ano. O preço justo de R$ 40,00/ação aponta para um potencial de alta de 13,3%.
  • Unidade Geradora 1 da UHE Colíder. A previsão de início da operação comercial foi prorrogada para as próximas semanas de fevereiro devido à interrupção dos testes para inspeção na turbina.
  • Unidade Geradora 1 da UHE Baixo Iguaçu. Aguarda apenas a emissão da Licença de Operação (LO) para o início da operação comercial prevista para as próximas semanas de fevereiro de 2019.
  • SPE Mata de Santa Genebra. O Termo de Liberação para Testes (TLT) nas instalações da subestação Santa Bárbara do Oeste foi emitido e a operação em testes foi iniciada, tendo o mês de fevereiro de 2019 como data para o início da operação comercial.

Se preferir, baixe o Boletim Diário em pdf:

Baixar PDF

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

Mapa de Oscilações

Mapa de Posições Alugadas

Clique para acessar nossas Análises Gráficas:

Análises Gráficas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.